Eleição presidencial nos Estados Unidos em 1820

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Eleição presidencial dos Estados Unidos (1820)
 

1816 ← Flag of the United States.svg → 1824


1 de novembro 1820
James Monroe White House portrait 1819.gif DTD.jpg
Candidato James Monroe Daniel D. Tompkins
Candidato à vice-presidência
Partido Democrata-Republicano Democrata-Republicano
Natural de Virgínia Nova Iorque
Running mate Daniel D. Tompkins
Colégio eleitoral 228/231 215/218
Vencedor em 24 estados nenhum estado
Votos 108.359 0
Porcentagem 100% 0
ElectoralCollege1820-Large.png

Seal of the President of the United States.svg
Presidente dos Estados Unidos

A eleição presidencial dos Estados Unidos de 1820 foi a nona eleição presidencial no país. Tratou-se da terceira e última eleição presidencial na história dos Estados Unidos na qual um candidato concorreu sem qualquer oposição efetiva (as duas anteriores haviam sido as eleições presidenciais de 1789 e a 1792, nas quais George Washington havia concorrido sem um rival).[1]

O presidente americano James Monroe e o vice-presidente Daniel D. Tompkins foram reeleitos sem uma campanha séria.

Processo eleitoral[editar | editar código-fonte]

Os eleitores gerais elegem outros "eleitores" que formam o Colégio Eleitoral. A quantidade de "eleitores" por estado varia de acordo com a quantidade populacional do estado. Em quase todos os estados, o vencedor do voto popular leva todos os votos do Colégio Eleitoral.[2]

Votações das indicações dos congressistas[editar | editar código-fonte]

Os congressistas americanos se reuniam informalmente para decidirem quem seriam os candidatos pelo seu partido.

Indicação do Partido Democrata-Republicano[editar | editar código-fonte]

Como a reindicação do presidente Monroe nunca foi posta em dúvida, poucos republicanos sequer se preocuparam em comparecer ao caucus de abril de 1820. Apenas 40 delegados compareceram, com poucos ou nenhum delegado dos grandes estados da Virgínia, Pensilvânia, Carolina do Norte, Massachusetts e Nova Jérsei. No lugar de indicar o presidente com apenas um punhado de votos, o caucus deixou de fazer uma indicação formal. Richard M. Johnson ofereceu a seguinte resolução: "É imprudente, a este ponto, dar sequência à indicação de pessoas para os cargos de Presidente e Vice-Presidente dos Estados Unidos." Após algum debate, a resolução foi adotada unanimemente, e a reunião dissolvida. Assim, o presidente Monroe e o vice-presidente Daniel D. Tompkins tornaram-se os candidatos de facto para a reeleição.

Resultados[editar | editar código-fonte]

O único voto contra Monroe veio de William Plumer, um "eleitor" de Nova Hampshire, ex-senador dos Estados Unidos e governador de Nova Hampshire. Plumer lançou o seu voto para o então Secretário de Estado John Quincy Adams. Enquanto alguns relatos afirmam incorretamente que isto visava assegurar que George Washington continuaria a ser o único presidente americano escolhido por unanimidade pelo Colégio Eleitoral, mas este não era o objetivo da Plumer. Na verdade, Plumer simplesmente pensava que Monroe tinha sido um presidente medíocre e que Adams seria uma opção melhor.[3] Plumer também se recusou a votar em Tompkins para vice-presidente, por ser "excessivamente destemperado", não ter "o peso de caráter que o cargo exige", e "porque ele flagrantemente negligenciava o seu dever" em seu "papel oficial como presidente do Senado por estar ausente quase três quartos do tempo";[4] Plumer votou em Richard Rush.

Candidato presidencial Partido Estado de origem Voto popular(a), (b) Colégio Eleitoral(c)
Votos Porcentagem
James Monroe Democrata-Republicano Virgínia 108.359 100% 228/231
Total 108.359 100% 228/231
Votos minímos que se são necessários do Colégio Eleitoral para vencer 115/117

Fonte:[5] [6]

(a)Apenas 15 dos 24 estados escolheram "eleitores" pelo voto popular.
(b)Os Estados que escolheram "eleitores" pelo voto popular tinham muitas diferentes restrições ao sufrágio por meio de exigências de propriedade.
(c)Houve uma disputa quanto à validade dos votos eleitorais vindos de Missouri, devido ao momento de sua assunção como um Estado. O primeiro número (228) exclui os votos de Missouri e o segundo (231) os inclui.

Candidato vice-presidencial Partido Estado de origem Colégio Eleitoral(c)
Daniel D. Tompkins Democrata-Republicano Nova Iorque 215/218
Richard Stockton Federalista Nova Jersey 8
Daniel Rodney Federalista Delaware 4
Robert Goodloe Harper Federalista Virgínia 1
Richard Rush Federalista Pensilvânia 1
Total 229/232
Votos minímos que se são necessários do Colégio Eleitoral para vencer 115/117

(c)Houve uma disputa quanto à validade dos votos eleitorais vindos de Missouri, devido ao momento de sua assunção como um Estado. O primeiro número (215) exclui os votos de Missouri e o segundo (218) os inclui.

Seleção dos "eleitores" do Colégio Eleitoral[editar | editar código-fonte]

Métodos de escolha dos "eleitores" do Colégio Eleitoral Estado (s)
Cada "eleitor" é nomeado pelo legislativo estadual. Alabama, Delaware, Geórgia, Indiana, Louisiana, Missouri, Nova Iorque, Carolina do Sul, Vermont.
Cada "eleitor" é escolhido pelos eleitores em todo o estado. Connecticut, Mississipi, Nova Hampshire, Nova Jersey, Carolina do Norte, Ohio, Pensilvânia, Rhode Island, Virgínia.
O estado é dividido em distritos eleitorais, os eleitores de cada distrito escolhem um "eleitor". Illinois, Kentucky, Maryland, Tennessee.
Dois eleitores são escolhidos pelos eleitores em todo o estado;
Um eleitor é escolhido por distrito, pelos eleitores do distrito.
Maine, Massachusetts.

Referências

  1. Election of 1820 (em inglês). United States History. Página visitada em 28 de novembro de 2010.
  2. Eliene Percília. Como é eleito o presidente nos Estados Unidos. Brasil Escola. Página visitada em 12/07/2011.
  3. Turner (1955) p.253
  4. "Daniel D. Tompkins, 6th Vice President (1817-1825)". United States Senate web site. Acessado em 16/07/2011.
  5. Our Campaigns - U. S. President - National Vote Race - Nov 01, 1820. Acessado em 16/07/2011.
  6. U. S. Electoral College.(1789-1996) Acessado em 16/07/2011.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Eleições nos Estados Unidos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.