Eleição presidencial nos Estados Unidos em 1984

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Eleição presidencial dos Estados Unidos em 1984
 

1980 ← Flag of the United States.svg → 1988


6 de novembro de 1984
Official Portrait of President Reagan 1981.jpg U.S Vice-President Walter Mondale.jpg
Candidato Ronald Reagan Walter Mondale
Partido Republicano Democrata
Natural de Illinois Minnesota
Running mate George H. W. Bush Geraldine Ferraro
Colégio eleitoral 525 13
Vencedor em 49 estados 1 estado + DC
Votos 54.455.472 37.577.352
Porcentagem 58,8% 40,6%
ElectoralCollege1984.svg
Resultados do Colégio Eleitoral por estados. Os valores em cada um indica a quantidade de votos, e a cor do estado indica a qual candidato os votos foram atribuídos.

Seal Of The President Of The United States Of America.svg
Presidente dos Estados Unidos

A eleição presidencial dos Estados Unidos de 1984 foi a quinquagésima eleição presidencial do país. Foi uma disputa entre o então presidente republicano Ronald Reagan, e o ex-vice-presidente democrata Walter Mondale. Reagan foi ajudado por uma forte recuperação econômica após a profunda recessão de 1981-1982. Reagan venceu 49 dos 50 estados, sendo o segundo candidato a consegui-lo (só Richard Nixon na eleição de 1972 o tinha conseguido). Os votos do Colégio Eleitoral que Mondale recebeu vieram apenas do Distrito de Colúmbia e seu estado natal, Minnesota, que ganhou por meros 3.761 votos. Reagan conseguiu 525 votos eleitorais (de um total de 538), sendo o maior total já recebido por um candidato presidencial. Mondale recebeu 13 votos eleitorais, sendo também o segundo menor resultado recebido por um candidato, perdendo apenas para Alf Landon com 8 votos em 1936. No voto popular nacional, Reagan recebeu 58,8% contra 40,6% de Mondale. Nenhum candidato, desde então, conseguiu igualar ou superar resultado eleitoral de Reagan de 1984.

Processo eleitoral[editar | editar código-fonte]

A partir de 1832, os candidatos para presidente e vice começaram a ser escolhidos através das Convenções. Os delegados partidários, escolhidos por cada estado para representá-los através das primárias, - eleições prévias dentro do partido - escolhem na Convenção Nacional quem será o candidato pelo partido. Os eleitores gerais elegem outros "eleitores" que formam o Colégio Eleitoral. A quantidade de "eleitores" por estado varia de acordo com a quantidade populacional do estado. Em quase todos os estados, o vencedor do voto popular leva todos os votos do Colégio Eleitoral.[1] [2]

Indicação do Partido Republicano[editar | editar código-fonte]

Candidatos[editar | editar código-fonte]

Primárias[editar | editar código-fonte]

O presidente Ronald Reagan e o vice-presidente George H. W. Bush na Convenção Nacional Republicana de 1984 em Dallas no estado do Texas.

O então presidente Reagan foi o candidato do Partido Republicano. O resultado do voto popular das primárias - eleições internas do partido - foram:

Reagan foi renomeado por 2.233 votos (dois delegados se abstiveram). Pela única vez na história americana, a chamda vice-presidencial foi tomada em simultâneo com a chamada presidencial. O vice-presidente George H. W. Bush foi nomeado novamente para a vice-presidência.

Votação presidencial Votação vice-presidencial
Ronald Reagan 2.233 George H. W. Bush 2.231
Abstenção 2 Abstenção 2
Jack Kemp 1
Jeane Kirkpatrick 1

Indicação do Partido Democrata[editar | editar código-fonte]

Candidatos[editar | editar código-fonte]

Resultados das primárias do Partido Democrata de acordo com a legenda, representando o candidato vencedor em cada estado.

Primárias[editar | editar código-fonte]

Apenas três candidatos democratas venceram em algumas eleições internas do partido por estado, as chamadas primárias: Walter Mondale, Gary Hart e Jesse Jackson. Inicialmente, o senador por Massachusetts Ted Kennedy, depois de uma tentativa fracassada de conquistar a indicação democrata à presidência em 1980, foi considerado de facto o candidato principal das primárias de 1984. Mas, Kennedy, em última análise recusou a candidatura à presidência, e, o ex-vice-presidente Mondale foi então visto como o favorito para ganhar a nomeação democrata. Mondale tinha o maior número de líderes do partido para apoiá-lo, e ele tinha levantado mais dinheiro para a campanha do que qualquer outro candidato. No entanto, tanto Hart e Jackson surgiram surpreendentementes como sendo os oponentes.

O experiente senador por Carolina do Sul Ernest Hollings tendo apelado a um congelamento do orçamento (fixação dos preços), ele ganhou alguma atenção positiva, mas seu histórico relativo como um conservador alienado a liberais democratas, nunca foi realmente notado em um campo político dominado por Walter Mondale, John Glenn e Gary Hart. Hollings abandonou a campanha dois dias depois de perder a primária em New Hampshire, e endossou Hart, uma semana depois.[4]

Jesse Jackson foi o segundo afro-americano (após Shirley Chisholm) a montar uma campanha nacional para a presidência, sendo o primeiro candidato afro-americano a ser um competidor sério. Ele teve 3,5 milhões de votos durante as primárias, em terceiro lugar atrás de Hart e Mondale. Jackson venceu as primárias na Virgínia, Carolina do Sul, Louisiana e parte do Mississippi, onde houve duas competições separadas para os delegados partidários democratas. Por meio das primárias, Jackson ajudou a confirmar a importância do eleitorado negro para o Partido Democrata na Região Sul dos Estados Unidos na época. Durante a campanha, no entanto, Jackson fez uma referência espontânea em relação aos judeus usando o termo depreciativo "Hymies",[5] e a cidade de Nova York com a derivação depreciativa "Hymietown", na qual mais tarde ele se desculpou. No entanto, a observação foi amplamente divulgada, e prejudicou sua campanha para a nomeação.[6] Jackson acabou ganhando 21% dos votos a nível nacional nas primárias, mas recebeu apenas 8% dos votos dos delegados partidários na convenção nacional, e ele inicialmente acusou que sua campanha foi ferida pelas regras do mesmo partido que permitiu a vitória de Mondale. Ele também desprezou Mondale, dizendo que Hubert Humphrey foi o último político significativo fora da área Minneapolis-Saint Paul.[7]

Gary Hart era uma ameaça mais séria para Mondale, e depois de vencer várias primárias, havia a impressão de que Hart poderia conseguir a nomeação. Hart criticou Mondale como um "antiquado" democrata do New Deal que simbolizava "políticas fracassadas" do passado. Hart posicionou-se (assim como Bill Clinton teria feito oito anos mais tarde) como um democrata mais jovem e mais moderado que poderia apelar aos eleitores mais jovens. Ele surgiu como um candidato formidável, conquistando as primárias de New Hampshire, Ohio, Califórnia, e vários outras, especialmente no Oeste. No entanto, Hart não conseguiu superar as vantagens financeiras e a organização da campanha de Mondale, especialmente entre os líderes sindicais no Centro-Oeste e Nordeste industrial.

Hart foi também prejudicado em um debate televisionado com Mondale durante as primárias, quando o ex-vice presidente usou um slogan popular da televisão comercial em relação a ridícula vaga plataforma de "New Ideas" (Novas Ideias) de Hart. Mondale disse que Hart quando ouvia falar sobre as "New Ideas", se lembrava do slogan Where's the beef? (Onde está a carne?) da empresa de fast-food Wendy's. O comentário resultou em gargalhadas e aplausos e pegou Hart desprevinido. Hart nunca se recuperou completamente de Mondale, em que as suas "New Ideas" eram superficiais e sem detalhes.

Mondale gradualmente se afastou de Hart na contagem dos delegados partidários a seu favor, mas, como relatou a revista Time no final de maio, "Mondale ... tem uma grande vantagem em quantidade total de delegados (1.564 para 941) ... por causa de suas vitórias nos grandes estados industriais, com seu apoio a partir do estabelecimento Democrata e as disposições misteriosas das regras das seleções dos delegados que ajudou a redigir a sua vitória, há dois anos atrás".[8] Após a primária final na Califórnia, em 5 de junho, em que Hart venceu, Mondale precisaria de cerca de 40 delegados para conseguir a nomeação.[9] No entanto, na Convenção Nacional Democrata em São Francisco em 16 de julho, Mondale recebeu o grande apoio dos superdelegados não eleitos que vieram a partir do estabelecimento do partido para ganhar a nomeação.

Endossos[editar | editar código-fonte]

Convenção[editar | editar código-fonte]

Geraldine Ferraro, a primeira mulher a ser nomeada candidata a vice-presidente por um grande partido (Democrata).

Os resultados da Convenção Nacional Democrata em São Francisco em 16 de julho foram:

Presidente Vice-presidente
Walter Frederick "Fritz" Mondale 2.191 Geraldine Anne Ferraro 3.920
Gary Hart 1.200,5 Shirley Anita St. Hill Chisholm 3
Jesse Louis Jackson, Sr. 465,5
Thomas Francis Eagleton 18
George Stanley McGovern 4
John Herschel Glenn, Jr. 2
Joseph Robinette "Joe" Biden, Jr. 2
Joseph Lane Kirkland 1

Nomeação vice-presidencial[editar | editar código-fonte]

Mondale escolheu a representante Geraldine Ferraro de Nova Iorque como candidata a vice-presidente, fazendo dela a primeira mulher nomeada para essa posição por um grande partido. Mondale queria estabelecer um precedente com o seu candidato à vice-presidência. Uma das razões para a candidata "ir para quebrar" em vez de equilibrar a chapa foi elevar Reagan nas pesquisas; Mondale esperava atrair as mulheres, em 1980 a maioria dos eleitores, escolheram Ferraro. Em um "desfile de candidatos muito criticado da possível escolha vice-presidencial" em sua casa em Minnesota, Mondale considerou a prefeita de São Francisco Dianne Feinstein, a governadora de Kentucky Martha Layne Collins, o prefeito afro-americano de Los Angeles Tom Bradley, e o prefeito hispânico de San Antonio Henry Cisneros, assim como outros finalistas para a nomeação, e escolheu Ferraro, porque ele esperava que ela iria atrair eleitores étnicos com suas origens.[7] [22]

Campanha[editar | editar código-fonte]

Mondale fez uma campanha liberal, apoiando o desarmamento nuclear e a Emenda de Direitos Iguais (Equal Rights Amendment - ERA). Ele criticou o que considerava ser injustas políticas econômicas de Reagan, e falou da necessidade de reduzir os déficits do orçamento federal.

Embora a escolha de Ferraro tenha sido popular entre os ativistas democratas, pesquisas imediatamente após o anúncio mostrou que apenas 22% das mulheres se animaram sobre a escolha, versus 18% que concordaram que ela era uma "má idéia". 60% de todos os eleitores acharam que a pressão dos grupos femininos levou a decisão de Mondale, versus 22% que acreditavam que ele tinha escolhido o melhor candidato disponível.[22] Alguns membros da hierarquia da Igreja Católica Romana criticou a católica Ferraro por apoiar o aborto. A resistência de Ferraro para liberar registros financeiros do marido John Zaccaro, as violações na contribuição da campanha, e suas supostas ligações com o crime organizado e a pornografia também foram controversos.[23]

Resultados por condados:

Em campanha no estado de Nova Jersey, na cidade de Hammonton, Reagan disse: "o futuro da América repousa em mil sonhos dentro do seu coração. Apoia-se na mensagem de esperança em canções de um homem que tantos jovens americanos admiram, Bruce Springsteen de Nova Jersey."[24] A campanha de Reagan usou brevemente o "Born in the U.S.A.", uma música criticando o tratamento dos veteranos na Guerra do Vietnã; como uma música de campanha, não havia permissão para o uso, até que Springsteen, um democrata ao longo da vida, insistiu para que eles parassem.

A campanha de Reagan foi muito hábil em produzir publicidade televisiva. Dois dos anúncios mais memoráveis ​​que produziu eram comumente conhecido como "Bear in the woods" (Urso na floresta) e "Morning in America" (​​Amanhecendo na América).

Havia muitas dúvidas sobre a capacidade de Reagan em suportar as demandas exaustivas da presidência, especialmente após Reagan ter uma fraca exibição em seu primeiro debate com Mondale em 7 de outubro. Ele referiu-se ter começado a ir à igreja "aqui em Washington", apesar de o debate estar ocorrendo em Louisville no estado de Kentucky, ele se referiu aos uniformes militares como sendo um "guarda-roupa", e admitiu estar "confuso", entre outros erros.[25] No entanto, no próximo debate em 21 de outubro, Reagan efetivamente neutralizou o problema satirizando, "Eu não vou fazer uma questão de idade nesta campanha. Eu não vou explorar, para fins políticos, a minha oponente juventude e inexperiência." Mondale riu da piada, e depois lembrou que "se a TV pode dizer a verdade, como você diz que pode, você vai ver que eu estava sorrindo. Mas eu acho que se você observar lá no fim, você verá algumas lágrimas caindo porque eu sabia que ele tinha conseguido. Que era realmente o fim da minha campanha naquela noite, eu acho. Eu andei de folga, e eu estava quase certo de que a campanha tinha acabado, e foi.[26]

Resultados[editar | editar código-fonte]

Resultado geral da eleição presidencial dos Estados Unidos de 1984
Candidato presidencial Partido Estado de origem Voto popular Colégio Eleitoral Running mate
Votos  % Votos  % Candidato vice-presidencial Estado de origem Colégio Eleitoral
Ronald Wilson Reagan Partido Republicano
(Republican Party)
Califórnia 54.455.472 58,77% 525 97,6% George Herbert Walker Bush Massachusetts 525
Walter Frederick "Fritz" Mondale Partido Democrata
(Democratic Party)
Minnesota 37.577.352 40,56% 13 2,4% Geraldine Anne Ferraro Nova Iorque 13
David Peter Bergland Partido Libertário
(Libertarian Party)
Califórnia 228.111 0,25% 0 0% James A. "Jim" Lewis Connecticut 0
Outros 392.298 0,42% 0 0% Outros 0
Total 92.653.233 100% 538 538
Votos minímos do Colégio Eleitoral de que se precisa para vencer 270 270

Fonte - Voto popular:[27] Colégio Eleitoral: [28]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Eliene Percília. Como é eleito o presidente nos Estados Unidos. Brasil Escola. Página visitada em 19/07/2011.
  2. Camila Mitye. Como é eleito o Presidente dos Estados Unidos. Mundo Educação. Página visitada em 29/12/2011.
  3. 1984 Presidential Announcement Speech of George McGovern
  4. Skipper, John C. The Iowa Caucuses: First Tests of Presidential Aspiration, 1972-2008, pg. 72-73
  5. Hymies - definition of Hymies by the Free Online Dictionary, Thesaurus and Encyclopedia.
  6. Larry J. Sabato's Feeding Frenzy. "Jesse Jackson's 'Hymietown' Remark – 1984", Washington Post, July 21, 1998. Página visitada em May 26, 2010.
  7. a b Thomas, Evan. "Trying to Win the Peace", July 2, 1984.
  8. Kurt Andersen, "A Wild Ride to the End", Time, May 28, 1984. "Mondale ... has a wide lead in total delegates (1,564 to 941) ... because of his victories in the big industrial states, his support from the Democratic Establishment and the arcane provisions of delegate-selection rules that his vanguard helped draft two years ago."
  9. Ruth Marcus, "Parsing Tsunami Tuesday", Washington Post, January 16, 2008
  10. IA US President - D Caucuses Race - Jan 24, 1984. Our Campaigns. Página visitada em 2011-01-16.
  11. NY US President - D Primary Race - Apr 03, 1984. Our Campaigns. Página visitada em 2011-01-16.
  12. Candidate - Jim Bates. Our Campaigns. Página visitada em 2011-01-16.
  13. a b c d US President - D Primaries - Feb 01, 1984. Our Campaigns (2008-02-07). Página visitada em 2008-03-07.
  14. http://www.ourcampaigns.com/RaceDetail.html?RaceID=36271
  15. Plotz, David (1999-08-20) Warren Beatty, Slate.com
  16. Candidate - Marion S. Barry, Jr. Our Campaigns. Página visitada em 2011-01-16.
  17. Candidate - Orval E. Faubus. Our Campaigns. Página visitada em 2011-01-16.
  18. MA US President - D Primary Race - Mar 13, 1984. Our Campaigns. Página visitada em 2011-01-16.
  19. http://www.ourcampaigns.com/RaceDetail.html?RaceID=36236
  20. http://www.ourcampaigns.com/RaceDetail.html?RaceID=34052
  21. http://www.ourcampaigns.com/RaceDetail.html?RaceID=36234
  22. a b Church, George L.; Magnuson, Ed. "Geraldine Ferraro: A Break with Tradition", Time, 1984-07-23. Página visitada em March 26, 2011.
  23. Martin, Douglas. "Geraldine A. Ferraro, First Woman on Major Party Ticket, Dies at 75", The New York Times, 2011-03-27, pp. A1. Página visitada em March 26, 2011.
  24. "America's future rests in a thousand dreams inside your hearts. It rests in the message of hope in songs of a man so many young Americans admire, New Jersey's Bruce Springsteen."
  25. 1984 Presidential Candidate Debate: President Reagan and Walter Mondale - 10/7/84 (www.youtube.com/watch?v=OGvBFQQPRXs) Acesso em 2011-01-15, datado de 10/7/1984
  26. Banville, Lee. Former Vice President Walter Mondale (Democrat). Online NewsHour. PBS. Página visitada em March 26, 2011. If TV can tell the truth, as you say it can, you'll see that I was smiling. But I think if you come in close, you'll see some tears coming down because I knew he had gotten me there. That was really the end of my campaign that night, I think. I walked off and I was almost certain the campaign was over, and it was.
  27. Leip, David. 1984 Presidential General Election Results. Acessado em 05/01/2012.
  28. U. S. Electoral College.(1789-1996) Acessado em 18/12/2011.