Eleição presidencial nos Estados Unidos em 1808

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Eleição presidencial dos Estados Unidos em 1808
 

1804 ← Flag of the United States.svg → 1812


4 de novembro de 1808
James Madison.jpg Charles Cotesworth Pinckney.jpg
Candidato James Madison Charles Cotesworth Pinckney
Partido Democrata-Republicano Federalista
Natural de Virgínia Carolina do Sul
Companheiro de chapa George Clinton Rufus King
Colégio eleitoral 122 47
Vencedor em 12 estados 5 estados
Votos 124,732 62,431
Porcentagem 64,7% 32,4%
ElectoralCollege1808-Large.png

Seal of the President of the United States.svg
Presidente dos Estados Unidos

A eleição presidencial dos Estados Unidos de 1808 foi a sexta eleição presidencial no país. O candidato James Madison venceu as eleições pelo Partido Democrata-Republicano, derrotando Charles Cotesworth Pinckney, do Partido Federalista. Madison fora antes Secretário de Estado dos Estados Unidos durante o mandato de Thomas Jefferson e Clinton repetiu a candidatura sem êxito das eleições anteriores.

No colégio eleitoral houve 6 votos em Clinton, de protesto. Todos os "eleitores" que assim manifestaram oposição a Madison eram do estado de Nova Iorque.

Processo eleitoral[editar | editar código-fonte]

Os eleitores gerais elegem outros "eleitores" que formam o Colégio Eleitoral. A quantidade de "eleitores" por estado varia de acordo com a quantidade populacional do estado. Em quase todos os estados, o vencedor do voto popular leva todos os votos do Colégio Eleitoral.[1]

Votações das indicações dos congressistas[editar | editar código-fonte]

Os congressistas americanos se reuniam informalmente para decidirem quem seriam os candidatos pelo seu partido.

Indicação do Partido Democrata-Republicano[editar | editar código-fonte]

Com Thomas Jefferson pronto para se aposentar, o partido nomeou James Madison para sucede-lo. James Monroe e George Clinton também participaram como candidatos na eleição.

Indicação do Partido Federalista[editar | editar código-fonte]

O Partido Federalista nomeou Charles Cotesworth Pinckney e Rufus King (Massachusetts).

Resultados[editar | editar código-fonte]

Candidato presidencial Partido Estado de origem Voto popular(a), (b) Colégio Eleitoral(c) Running mate
Votos Porcentagem Candidato vice-presidencial Estado de origem Colégio Eleitoral(c)
James Madison Democrata-Republicano Virgínia 124,732 64,7% 122 George Clinton Nova Iorque 113
John Langdon Nova Hampshire 9
Charles Cotesworth Pinckney Federalista Carolina do Sul 62,431 32,4% 47 Rufus King Massachusetts 47
George Clinton Democrata-Republicano Nova Iorque 6 James Madison Virgínia 3
James Monroe Virgínia 3
James Monroe Democrata-Republicano Virgínia 4,848 2,5% 0 Nenhum 0
Nenhum 680 0,4% 0 Nenhum 0
Total 192,691 100% 175 175
Votos mínimos do Colégio Eleitoral que se precisa para vencer 88 88

Fonte:[2] [3]

(a)Apenas 10 dos 17 estados escolheram "eleitores" pelo voto popular.
(b)Os Estados que escolheram "eleitores" pelo voto popular tinham muitas diferentes restrições ao sufrágio por meio de exigências de propriedade.
(c)Um "eleitor de Kentucky não votou.

Seleção dos "eleitores" do Colégio Eleitoral[editar | editar código-fonte]

Método de escolha dos "eleitores" do Colégio Eleitoral Estado (s)
Cada "eleitor" é nomeado pelo legislativo estadual. Connecticut, Delaware, Geórgia, Massachusetts, Nova Iorque, Carolina do Sul, Vermont.
Cada "eleitor" é escolhido pelos eleitores em todo o estado. Nova Hampshire, Nova Jersey, Ohio, Pensilvânia, Rhode Island, Virgínia.
O estado é dividido em distritos eleitorais, os eleitores de cada distrito escolhem um "eleitor". Kentucky, Maryland, Carolina do Norte, Tennessee.

Referências

  1. Eliene Percília. Como é eleito o presidente nos Estados Unidos Brasil Escola. Visitado em 12/07/2011.
  2. Our Campaigns - U. S. President - National Vote Race - 1808. Acessado em 15/07/2011.
  3. U. S. Electoral College.(1789-1996) Acessado em 15/07/2011.
Ícone de esboço Este artigo sobre Eleições nos Estados Unidos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.