Escola de Mileto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto.
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Portal A Wikipédia possui o:
Portal de Filosofia

Escola de Mileto ou milésia, é chamada a escola de pensamento da filosofia grega iniciada no século VI a.C. na vila jônia de Mileto, na costa da Anatólia, e representada, principalmente, pelos filósofos: Tales de Mileto, Anaximandro e Anaxímenes. Convém distingui-la da Escola Jônica, que inclui estes e outros jônios como Heráclito (de Éfeso), ou Diógenes de Apolônia (que viveu em Creta).[1]

Tales era considerado "o pai da filosofia" por ser o primeiro pensador grego. Tales queria descobrir um elemento fisico que fosse constante em todas as coisas. Algo que fosse o princípio unificador de todos os seres. Tales concluiu que a água é a substância primordial, a origem única de todas as coisas, para ele somente a água permanece basicamente a mesma, em todas as transformações dos corpos, apesar de assumir diferentes estados como: sólido, líquido e gasoso. O principio primordial de todas as coisas segundo Anaximandro era o "apeiron". Ja para Anaxímenes era o "ar".

Referências[editar | editar código-fonte]

  • CRESON, André. A Filosolofia Antiga. São Paulo: Difel, 1960.
  • SPINELLI, Miguel. Filósofos Pré-Socráticos. Primeiros Mestres da Filosofia e da Ciência Grega. 2ª edição. Porto Alegre: Edipucrs, 2003, pp. 15–92.


Ícone de esboço Este artigo sobre filosofia / um filósofo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.