Far Cry 4

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Far Cry 4
Produtora Ubisoft Montreal
Editora(s) Ubisoft
Director Alex Hutchinson
Produtor Dan Hay[1]
Escritor(es) Lucien Soulban[2]
Motor Dunia Engine 2
Plataforma(s) Microsoft Windows
PlayStation 3
PlayStation 4
Xbox 360
Xbox One
Série Far Cry
Data(s) de lançamento
  • AN 18 de Novembro de 2014[3]
  • EU 20 de Novembro de 2014[3]
  • AU 20 de Novembro de 2014[4]
Género(s) Acção-aventura, tiro na primeira pessoa
Número de jogadores Um jogador, multijogador
Média Disco óptico, distribuição digital

Far Cry 4 é um videojogo de tiro na primeira pessoa jogado em mundo aberto e está a ser produzido pelo Ubisoft Montreal juntamente com outros quatro estúdios, Ubisoft Red Storm, Ubisoft Toronto, Ubisoft Shanghai e Ubisoft Kiev. É o quarto titulo principal da série Far Cry e será publicado pela Ubisoft para Microsoft Windows, PlayStation 3, PlayStation 4, Xbox 360 e Xbox One a 18 de Novembro de 2014 na América do Norte e a 20 de Novembro nos territórios EMEA e australiano.

Jogabilidade[editar | editar código-fonte]

Far Cry 4 é um jogo em mundo aberto de tiro na primeira pessoa (FPS). Continua com muitas das características de Far Cry 3, incluindo os elementos de role-playing game (RPG), pontos de experiência, árvores de habilidades, um sistema de melhorias artesanal, a possibilidade de caçar animais e escalar torres para libertar zonas, aumentando assim o mapa. O jogador pode igualmente se esconder atrás de objectos para fugir das linhas de visão e também para olhar em redor e disparar sem ver, bem como a capacidade de realizar ataques furtivos de cima, abaixo ou perto do inimigo.[5]

Numa entrevista à Game Informer, Alex Hutchinson, o director criativo de Far Cry 4, disse que o tamanho do mapa é relativamente igual ao de Far Cry 3, no entanto, por ser uma zona montanhosa, é mais denso que o do jogo anterior. Em adição, Hutchinson descreveu o modo 'Hardcore', em que o jogador fica com hipotermia quando em contacto com a água gelada e ganha doenças quando mordido por certos animais. Far Cry 4 tem vários finais, dependendo das escolhas do jogador, mas é "menos claro" que o de Far Cry 3.[6] Para além da história principal, também existem várias missões secundárias para completar.[5]

Apesar das semelhanças, o jogo introduz novas características, incluindo: um sistema de Karma que acumula ou retira pontos dependendo das acções do jogador, como por exemplo, recebe pontos se salvar reféns ou civis, mas se decidir matar vida selvagem, dependendo da forma como o faz, serão lhe deduzidos; escolhas morais que são propostas ao longo da história; o Autodrive que permite uma condução automática até ao ponto escolhido pelo jogador.[5] Existem vários veículos ao dispor do jogador, incluindo a possibilidade de montar elefantes.[5]

Premissa[editar | editar código-fonte]

Em Far Cry 4 o protagonista Ajay Ghale, um nepalês nativo de língua inglesa, regressa a Kyrat, uma região indomável e selvagem no seu pais de origem nos Himalaias, para espalhar as cinzas da sua falecida mãe. Uma vez lá, vê-se envolvido numa guerra civil entre os rebeldes e o regime despótico do auto-intitulado rei, o sádico Pagan Min (Troy Baker).[3] [7] [8]

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Mark Thompson, um dos directores deFar Cry 4, disse que queria que a narrativa corrigisse as deficiências que ele sentiu que existiam em Far Cry 3. Em Far Cry 3, a natureza da jogabilidade em mundo aberto estava em desacordo com a trama, uma vez que permitia que o jogador realizasse atos prolongados de exploração, apesar de situações na narrativa que eram supostamente momentos críticos. Foram feitos esforços para assegurar que em Far Cry 4 o jogo em mundo aberto e a história se complementem melhor.[9] Em adição, os argumentistas decidiram mitigar a quantidade de voz da personagem para permitir que o jogador possa sentir melhor o papel que está a desempenhar, acrescentando humor negro tipo-Tarantino, para criar um maior contraste entre a violência do jogo e o prazer que o jogador tem ao jogá-lo."[10]

Para as plataformas PlayStation,[11] [12] Far Cry 4 está a ser desenhando para permitir que os jogadores possam convidar amigos para jogar cooperativamente, mesmo aqueles que não possuem o jogo. Para o fazer, os jogadores escolhidos recebem dez convites para enviar aos amigos. Estes por sua vez podem descarregar uma versão do jogo e jogar com o jogador anfitrião de uma maneira mais básica.[11]

Mark Thompson, director do enredo do jogo, referiu em entrevista ao IGN que Far Cry 4 tem entre 15 e 60 horas de duração, dependendo da forma como o jogador o encara.[13]

Lançamento[editar | editar código-fonte]

Far Cry 4 será publicado pela Ubisoft para Microsoft Windows, PlayStation 3, PlayStation 4, Xbox 360 e Xbox One a 18 de Novembro de 2014 na América do Norte e a 20 de Novembro nos territórios EMEA e australiano.[3] [4]

Marketing[editar | editar código-fonte]

Em Julho de 2014 a Ubisoft anunciou a competição ‘Quest For Everest’. A companhia enviou uma equipa de montanhistas para o Nepal, país que serviu de inspiração para Far Cry 4, para escalarem até ao Campo Base do Everest e aí jogarem ao jogo a partir das encostas da montanha.[14] O jogador para entrar na equipa teria de criar um video de 2mns a explicar porque razão deveria ser ele o escolhido. A competição encerrou a 15 de Agosto e o vencedor foi anunciado durante o evento PAX Prime.[15]

Nas semanas que antecederam o lançamento de Far Cry 4, a Ubisoft lançou vários vídeos episódicos que exploram as formas de sobrevivência no mundo aberto do jogo. O conteúdo funcionou de modo similar aos livros Choose Your Own Adventure, onde os jogadores podem optar por caminhos diferentes, cujo desfecho pode ser a morte ou a sobrevivência. Os capítulos foram divididos naquilo que a Ubisoft chamou de "rites of passage" (rituais de passagem): "Eye for an Eye", "Rabbit Hole", "Mind Blossom" e "Escape." Os vídeos estão disponíveis na página oficial de Far Cry 4.[16]

Bónus e edições especiais[editar | editar código-fonte]

A Ubisoft revelou as várias edições especiais para Far Cry 4. Com a pré-reserva, os jogadores recebem automaticamente a ‘Edição Limitada’ que tem o pacote “Hurk’s Redemption” que inclui três missões bónus para a história principal, um arpão com o nome "O Impalador" e um "monte da macacos".[17] A Kyrat Edition, inclui uma estátua de Pagan Min, um mapa de Kyrat, um poster de propaganda, um jornal de viagem, uma caixa de coleccionador assim como o pacote "Hurk's Redemption".[18] A Steelbook Edition, exclusiva para a loja Uplay, tem o conteúdo da Kyrat Edition excepto a estátua, o jornal de viagem e os pacotes adicionais. A Gold Edition, para os sistemas PlayStation e Microsoft Windows, que para além do jogo, inclui a Season Pass que dá acesso a uma missão exclusiva e a 20% de todo o conteúdo adicional.[19]

Controvérsia[editar | editar código-fonte]

A capa de Far Cry 4 foi objecto de várias controvérsias isto por ter um homem louro, de roupas rosas, que aparentemente parece homossexual.[20] O personagem está a agarrar a cabeça de um homem nativo que está de joelhos de uma maneira que parece ser condescendente, levantando assim criticas por insinuações racistas.[21] Com receios de uma resposta pública, a Ubisoft evitou as criticas ao afirmar que a capa é apenas material de marketing, diferente dos activos de desenvolvimento.[21]

Referências

  1. Mitch Dyer (15-5-2014). FAR CRY 4 ANNOUNCED FOR 2014 IGN. Visitado em 16-5-2014.
  2. Mike Holmes (20-10-2014). Far Cry 4 "desta vez é a história do jogador" GameReactor. Visitado em 20-10-2014.
  3. a b c d Gary Steinman (15-5-2014). FAR CRY 4 – WELCOME TO KYRAT UbiBlog. Visitado em 16-5-2014.
  4. a b FAR CRY 4 COMING NOVEMBER 20TH 2014 Press-Start (16-5-2014). Visitado em 6-10-2014.
  5. a b c d Luís Alves (19-10-2014). Vídeo destaca mais 9 coisas novas presentes em Far Cry 4 Eurogamer. Visitado em 20-10-2014.
  6. Papadopoulos, John (4-7-2014). Far Cry 4 – New Details Unveiled – Map Size, Extreme Mode, Multiple Endings dsogaming. Visitado em 19-9-2014.
  7. Justin Haywald (26-9-2014). Exploring Far Cry 4's Sadistic, Complicated Villain Pagan Min GameSpot. Visitado em 6-10-2014.
  8. Leon Hurley (20-5-2014). Far Cry 4's hero is called Ajay Ghale Kotaku. Visitado em 26-5-2014.
  9. Shaw-Williams, Hannah (21-6-2014). ‘Far Cry 4′ Director Explains Lessons Learned From ‘Far Cry 3′ Game Rant. Visitado em 22-6-2014.
  10. Far Cry 4 Spoilers Hallels. Visitado em 1-10-2014.
  11. a b Pereira, Chris (12-6-2014). E3 2014: Here's How Far Cry 4 Multiplayer Sharing Works GameSpot. Visitado em 12-6-2014.
  12. Playstation Exclusive Content: Keys to Kyrat Far Cry Official Website. Visitado em 20-10-2014.
  13. Dyer, Mitch (14-10-2014). FAR CRY 4 IS 'BETWEEN 15 AND 60 HOURS LONG' IGN. Visitado em 20-10-2014.
  14. Ubisoft. QUEST FOR EVEREST Far Cry Official Site. Visitado em 24-10-2014.
  15. Williams, Katie (24-7-2014). UBISOFT ANNOUNCES FAR CRY 4 COMPETITION 'QUEST FOR EVEREST' IGN. Visitado em 24-10-2014.
  16. Gonçalves, Aníbal (23-10-2014). UBISOFT LANÇA SITE INTERATIVO PARA PROMOVER FAR CRY 4 IGN Portugal. Visitado em 24-10-2014.
  17. Karmali, Luke (3-10-2014). PRE-ORDER FAR CRY 4 TO GET HURK LIMITED EDITION BONUSES IGN. Visitado em 6-10-2014.
  18. Hilliar, Kyle (6-7-2014). Far Cry 4 Kyrat Edition Includes Pagan Min Statue Game Informer. Visitado em 14-7-2014.
  19. Pre-Order Far Cry 4 Ubi.com. Visitado em 7-10-2014.
  20. "Ubisoft Confirms Far Cry 4 Character Is Gay". Visitado em 2-10-2014.
  21. a b Jeffrey Matulef (24-6-2014). Don't judge Far Cry 4 by its cover, says game director. Visitado em 20-9-2014.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]