Final Fantasy All the Bravest

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Final Fantasy All the Bravest
Desenvolvedora BitGroove
Publicadora(s) Square Enix
Plataforma(s) iOS
Série Spin-off de Final Fantasy
Data(s) de lançamento
    Modos de jogo Um jogador
    Número de jogadores 1
    Mídia Distribuição digital
    Controles Touchpad
    Idioma Inglês

    Final Fantasy All The Bravest é um jogo eletrônico para o iOS desenvolvido pela BitGroove e publicado pela Square Enix. O jogo, que é um spin-off da franquia Final Fantasy, foi anunciado através de um teaser no dia 16 de janeiro de 2013 e lançado no dia seguinte na App Store.[1] Diferentemente de outros jogos da série, All the Bravest não possui nenhum tipo de história ou enredo.[2] [3] O jogo foca no sistema de batalha em tempo real, característico da série.[3]

    Jogabilidade[editar | editar código-fonte]

    Em Final Fantasy All The Bravest, o jogador avança linearmente em um mapa-mundi semelhante ao presentes nos jogos mais antigos da série, sendo que ao longo do caminho o jogador deve participar de lutas contra inimigos famosos da série.[4] O sistema de batalha tenta simular os sistemas dos jogos originais;[3] nas lutas o jogador deve apertar nos seus personagens para que estes ataquem os inimigos.[4] Após o ataque, uma barra irá aparecer na cabeça do personagem, que só poderá atacar novamente quando a barra encher.[5] Ao ganhar batalhas, o jogador ganha experiência e gil (a moeda da franquia), porém não há onde gastar essas moedas.[2] O jogador pode ter um máximo de 32 personagens no seu lado durante a batalha, sendo que eles são escolhidos aleatoriamente entre os que ele possui no início do encontro e irão morrer com um único golpe.[4] Além de abrir novos personagens aleatoriamente ao progredir no jogo, também são encontrados novos equipamentos aleatoriamente, que são equipados automaticamente.[5]

    Após morrer, um personagem só poderá voltar para a batalha após esperar três minutos na vida real, porém o jogador pode comprar, através de microtransações, um item que irá remover essa espera.[5] Também com dinheiro real, o jogador pode adquirir um novo herói da franquia, aleatório, para adicionar ao seu grupo, de um total de 35 heróis.[5]

    Recepção[editar | editar código-fonte]

    Final Fantasy All The Bravest possui, atualmente, uma média de 26 pontos no agregador, Metacritic, de um total de 14 críticas.[6] Alguns críticos deram a All the Bravest a nota mais baixa do site, como Jim Sterling, do Destructoid, que deu 1 em 10. Sterling criticou o jogo por "não ser realmente um jogo. É um sistema de entrega de dinheiro, com [o jogaador] fazendo o papel de entregador, seu dinheiro como a carga, e Square Enix o recipiente".[5] Outros críticos ecoaram o problema, como Justin Davis, escrevendo para o site IGN: "All the Bravest seria meramente um passatempo, se não fossem pelas várias microtransações nele presente."[4] A única característica positiva notada por Davis foi a nostalgia do jogo.

    Outra forte crítica ao jogo está presente no fato de muitos críticos terem considerado o sistema de batalha, o foco do jogo, como superficial.[4] [5] Todos os personagens possuem apenas um tipo de ataque, e é tudo que o jogador pode fazer.[4] Para Sterling, não haveria a menor diferença se os ataques fossem automatizados, sem a necessidade do jogador ter de pressionar nada.[5]

    Ver também[editar | editar código-fonte]

    Referências

    1. Erro de citação: Tag <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs chamadas release
    2. a b Ford, Eric (18 de janeiro de 2013). 'Final Fantasy: All the Bravest' Review - A Cowardly Cash-grab (em inglês).
    3. a b c Hargreaves, Roger (21 de janeiro de 2013). Final Fantasy: All The Bravest review – final straw (em inglês). Página visitada em 22 de janeiro de 2013.
    4. a b c d e f Davis, Justin (18 de janeiro de 2013). Final Fantasy All The Bravest Review: All the worst. (em inglês). IGN. Página visitada em 22 de janeiro de 2013.
    5. a b c d e f g Sterling, Jim (22 de janeiro de 2013). All the Basest (em inglês). Destructoid. Página visitada em 22 de janeiro de 2013.
    6. Final Fantasy: All The Bravest: Critic Reviews (em inglês). Metacritic. Página visitada em 22 de janeiro de 2013.