Homem de Wushan

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaHomem de Wushan
Taxocaixa sem imagem
Estado de conservação
Pré-histórica
Classificação científica
Domínio: Eukariota
Reino: Animalia
Subreino: Metazoa
Filo: Chordata
Subfilo: Vertebrata
Infrafilo: Gnathostomata
Superclasse: Tetrapoda
Classe: Mammalia
Subclasse: Theria
Infraclasse: Placentalia
Superordem: Euarchontoglires
Ordem: Primates
Subordem: Haplorrhini
Infraordem: Simiiformes
Parvordem: Catarrhini
Superfamília: Hominoidea
Família: Hominidae
Subfamília: Homininae
Género: Homo
Espécie: H. erectus
Subespécie: H. e. wushanensis
Nome trinomial
Homo erectus wushanensis

O Homem de Wushan (Homo erectus wushanensis), é uma subespécie de hominídeo da espécie extinta Homo erectus.

Descoberta[editar | editar código-fonte]

O fóssil do Homem de Wushan foi primeiramente descoberto em Longgupo, no vilarejo Zhenlongping, Condado de Wushan, província de Chongqing (China) em 1985. O fóssil consiste na parte esquerda da mandíbula, com dois molares e alguns ossos achatados.

Em 1986, três dentes anteriores e uma maxila com dois dentes foram desenterradas. Junto destes, foram achados fósseis de animais. Após serem analisados por autoridades de professores, os fósseis foram considerados como pertencentes a uma nova subespécie de Homo erectus.1

De acordo com os cientistas, o Homem de Wushan viveu há cerca de dois milhões de anos atrás, mais de 300 mil anos antes do Homem de Yuanmou, o que faz do Homem de Wushan o mais antigo homem achado no território da China.2 Os dentes do Homem de Wushan são mais fortes que o homem atual e o esqueleto lembra o homem moderno em alguns aspectos.

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre Primatas, integrado ao WikiProjeto Primatas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.