Homo ergaster

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Como ler uma caixa taxonómicaHomo ergaster
Homo ergaster.jpg

Estado de conservação
Pré-histórica
Classificação científica
Domínio: Eukariota
Reino: Animalia
Subreino: Metazoa
Filo: Chordata
Subfilo: Vertebrata
Infrafilo: Gnathostomata
Superclasse: Tetrapoda
Classe: Mammalia
Subclasse: Theria
Infraclasse: Placentalia
Superordem: Euarchontoglires
Ordem: Primates
Subordem: Haplorrhini
Infraordem: Simiiformes
Parvordem: Catarrhini
Superfamília: Hominoidea
Família: Hominidae
Subfamília: Homininae
Género: Homo
Espécie: H. ergaster
Nome binomial
Homo ergaster
( Groves & Mazak, 1975)
Wikispecies
O Wikispecies tem informações sobre: Homo ergaster

Homo ergaster é uma espécie de hominídeo descrita a partir de restos fossilizados encontrados em Swartkrans, na África do Sul, com uma idade estimada entre 1,8 e um milhão de anos. De acordo com outros achados no mesmo local, pensa-se que esta espécie, que era muito próxima da nossa, teria usado instrumentos de pedra e poderia ter controlado o fogo.

O Primeiro Ancestral do Gênero Homo[editar | editar código-fonte]

O Homo ergaster persistiu por aproximadamente 1.8 milhão até cerca de 250 mil anos atrás.

Foram os primeiros hominídeos a deixarem a Africa - fósseis foram encontrados no Oriente Médio e no Extremo Oriente (Java e Pequim), estes últimos receberam outros nomes:

Eram bípedes e tinham um cérebro estimado entre 900 cm³ e 1100 cm³, com uma abóbada craniana mais abaulada que os H. sapiens, uma acentuda micrognatia (mandíbula recuada e "sem" mento) e caracteristicamente um supercílio bastante proeminente.

Indícios fósseis sugerem a manipulação do fogo, com fogueiras de acampamentos há pelo menos 1,5 milhão de anos.

O mais completo fóssil do Homo ergaster encontrado até o momento é o "Menino de Turkana", achado no Quênia, na África, às margens do Lago Turkana, e datado de 1,5 milhão de anos.

A melhor tradução para Homo ergaster seria Homem Trabalhador, o que lhe cai bem visto que confeccionou muitos artefatos de pedra com características mais elaboradas que seus predecessores.

A análise do esqueleto do "Menino de Turkana" mostra que esta foi a primeira espécie humana a colonizar ambientes quentes e áridos na África, o que pode explicar parcialmente por que o menino de Turkana tinha a formação semelhante à de um habitante da África equatorial do leste, com corpo magro e membros longos, de modo a ser eficiente na dissipação de calor, tal como se observa com os atuais povos Massai.

O Ergasto, como prefere chamar R. Dawkins, tem seu lugar especial na longa peregrinação dos nossos ancestrais pelo fato de ser o aventureiro ao deixar a África para explorar o desconhecido, e por trazer consigo as primeiras características verdadeiras do esqueleto que formará os Homo sapiens.Sapiens quer dizer "sabe",em latim,e homo é "humanos".Eles eram chamados de homo sapiens porque eles já sabiam,e evoluindo em chamados de homo sapiens sapiens porque eles já tinham a consciência de que eles já sabiam.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • The Dawn of Human Culture ( A Bold Theory on What Sparked the "Big Bang"of Human Consciousness)- Richard Klein and Blake Edgar, 2002.
  • The Ancestor's tale - A pilgrimage to the dawn of life - Richard Dawkins, 2004.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Primatas pré-históricos, integrado ao WikiProjeto Primatas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.