Homo cepranensis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Como ler uma caixa taxonómicaHomo cepranensis
Taxocaixa sem imagem
Estado de conservação
Pré-histórica
Classificação científica
Domínio: Eukariota
Reino: Animalia
Subreino: Metazoa
Filo: Chordata
Subfilo: Vertebrata
Infrafilo: Gnathostomata
Superclasse: Tetrapoda
Classe: Mammalia
Subclasse: Theria
Infraclasse: Placentalia
Superordem: Euarchontoglires
Ordem: Primates
Subordem: Haplorrhini
Infraordem: Simiiformes
Parvordem: Catarrhini
Superfamília: Hominoidea
Família: Hominidae
Subfamília: Homininae
Género: Homo
Espécie: H. cepranensis
Nome binomial
Homo cepranensis
(Mallegni et al., 2003)

Homo cepranensis é um hominídeo extinto cujo fóssil foi descoberto por Italo Bidittu em 1994, na cidade de Ceprano, província de Frosinone (Itália).[1]

Após a reconstrução dos fragmentos encontrados, realizada pelo geólogo Aldo Segre e pela paleontóloga Eugenia Segre Naldini, calculou-se que a capacidade craniana desta espécie poderia ser de até 1200 cm³, o que significa um cérebro claramente maior que o do Homo ergaster e do H. erectus. A idade do fóssil é estimada entre 800 000 e 900 000 anos (mais jovem que os fósseis atribuídos ao H. antecessor da Espanha).

As diferenças encontradas com as espécies conhecidas do género Homo levaram à definição formal deste hominídeo como espécie diferente: Homo cepranensis. Entretanto, ainda não existe material suficiente para a análise completa da espécie.

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre Primatas pré-históricos, integrado ao WikiProjeto Primatas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.