Jean-Marc Gounon

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Jean-Marc Gounon
Nome completo Jean-Marc Gounon
Nacionalidade    França Francês
Data de nascimento 1 de Janeiro de 1963 (51 anos)
Registros na Fórmula 1
Anos 1993-1994
Times 2 (Minardi e Simtek)
Campeonatos 0 (29º em 1993)
Pontos 0
Voltas mais rápidas 0
Primeiro GP GP do Japão, Suzuka, 1993
Último GP GP de Portugal, Estoril, 1994
GPs Poles Pódios Vitórias
9 0 0 0

Jean-Marc Gounon (Aubenas, 1 de Janeiro de 1963) é um ex-piloto de Fórmula 1 da França.

O início[editar | editar código-fonte]

Gounon teve seu primeiro contato com o esporte a motor aos 15 anos, no kart, onde disputou diversos campeonatos durante sete anos. Em 1985, estréia em monopostos pela Fórmula Renault, sendo vice-campeão nos dois anos seguintes.

Fórmula 3[editar | editar código-fonte]

Na Fórmula 3, terminou a temporada de 1988 em quarto lugar e eleito o estreante do ano, mas vencendo o campeonato um ano depois. Já na Fórmula-3000, os resultados foram poucos expressivos, somando apenas duas vitórias nos três anos em que correu na categoria.

Os testes e a chegada à F-1[editar | editar código-fonte]

Em 1992, quando fez alguns testes pela equipe Larrousse, Gounon esteve próximo de conquistar a maior oportunidade de sua carreira. Mas a tão sonhada vaga na principal categoria do automobilismo mundial só apareceu na March, já a caminho da falência, o que não representava um bom negócio. Com a confirmação de que a equipe inglesa não disputaria a temporada de 1993, restou a Gounon esperar dez meses até que Giancarlo Minardi lhe desse uma chance em sua equipe, para substituir o brasileiro Christian Fittipaldi nas duas últimas etapas do campeonato.

Nesse caso, o dinheiro trazido por Gounon, graças a um generoso patrocínio do governo francês, falou mais alto do que o seu próprio talento. O motivo é que Minardi precisava saldar algumas dívidas com a Ford e assim garantir o fornecimento de motores para os GPs do Japão e da Austrália. Apesar da vaga garantida, a estreia de Gounon não foi das melhores, com dois abandonos nas duas etapas finais da temporada. Em 1994, Gounon disputaria algumas provas pela Simtek, mas novamente o dinheiro falou mais alto, desta vez a favor do falecido austríaco Roland Ratzenberger.

Após alguns meses de espera, Gounon faz sua estréia pela equipe no GP da França, mas o clima na Simtek já não era o mesmo depois da morte de Ratzenberger no GP de San Marino e o grave acidente de Andrea Montermini nos treinos para o GP da Espanha. Depois de sete provas disputadas, sempre largando da 13ª fila e obtendo resultados desanimadores (o melhor resultado foi o 9º lugar na França), Gounon - que chegou a negociar uma vaga na Footwork - abandonava para sempre o sonho de continuar na Fórmula 1.

Nos anos seguintes, passou a se dedicar exclusivamente às competições de turismo, entre elas o FIA GT e as 24 Horas de Le Mans, onde obteve relativo sucesso.

Ícone de esboço Este artigo sobre Automobilismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.