Luís III da Germânia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Luís III, o jovem, (ca. 835Frankfurt am Main, 20 de janeiro de 882), foi o segundo filho de Luís, o Germânico com Hemma.

História[editar | editar código-fonte]

Foi-lhe passada a sua parte de direito do reino de seu pai em 865, o maior reino da França Oriental, que consistia na Francônia Oriental, Saxônia e Turíngia.

Em 870, com o Tratado de Meersen, foi anexada também a Lotaríngia. Em todas essas regiões, Luís III substituiu a seu pai.

Na Batalha de Ardenarch em 28 de outubro de 876, Luís III venceu o rei da França Ocidental, Carlos, o Calvo, e acabou com as tentavias de expansões deste à Lotaríngia.

Em 880, Luís III, Carlomano da França e os netos de Carlos, o Calvo, assinamaram o Tratado de Ribemont. Segundo este, Luís III também seria o Senhor da Lotaríngia ocidental.

Após a morte de seu irmão, Carlomano, recebeu Luís III em 880 também uma parte das terras do Reino da Baviera.

Ele se casou com Liutgarda († 17 ou 30 de novembro de 885) antes de 29 de Novembro de 874, uma filha do Duque Liudolf da casa dos Liudolfinger. Ela foi sepultada em Aschaffenburg.

Luís e Liutgarda tiveram dois filhos:

  • Luís (* possivelmente 877, † (possivelmente Novembro) 879)
  • Hildegard (* 878 ou 881, † após 895)

Luís também teve um filho bastardo e, portanto, sem direito à herança chamado Hugo, nascido entre 855 e 860 e morto em Fevereiro de 880)

Luís, o jovem, morreu sem deixar descendentes homens e por isso suas terra foram passadas, após sua morte, para seu irmão Carlos, o Gordo, rei de parte dos Alamanos, rei e imperador dos italianos. Luís III foi sepultado no Mosteiro de Lorsch.

Galeria[editar | editar código-fonte]