Carlomano da Baviera

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde maio de 2010).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Carlomano, em alemão: Karlmann (ca. 830Altötting, 29 de setembro de 880) foi o filho mais velho de Luís o Germânico, rei da Frância Oriental (Alemanha), e Emma, filha do conde Guelfo I de Altdorf. Foi rei da Baviera, a partir de 876 e da Itália, a partir de 877 até ficar incapacitado em 879 e morrer em 880.

Buscando tornar-se independente de seu pai, promoveu uma revolta armada contra ele em 861 e novamente dois anos mais tarde (863); um exemplo que foi seguido por seu irmão, Luís, o Jovem, que em uma nova revolta foi acompanhado por seu irmão Carlos, o Gordo. Em 865, Luís foi obrigado, pela dissidência de seus filhos, a promover a divisão de seus territórios: foi prometido a Carlomano o reino da Baviera, juntamente com a Marca oriental; foi prometido a Luís, o Jovem, o território da Saxônia, juntamente com a Francônia e a Turíngia; foi prometido a Carlos, o Gordo, a Suábia, juntamente com a Récia.

A notícia de que o Imperador Luís II havia morrido trouxe a paz entre pai e filhos e a tentativa de Luís o Germânico para ganhar a coroa imperial de Carlomano, prometida a ele por seu primo. Esses esforços foram frustrados por Luís II, que não estava de fato morto. Em 876, Luís o Germânico morreu e seus filhos herdaram suas terras; Carlomano, assim, tornou-se rei da Baviera. Os irmãos mantiveram a concórdia entre si, ao contrário do exemplo dado pelo próprio pai e seus tios e primos.

Com a morte de Carlos, o Calvo, da Frância Ocidental, em 877, Carlomano tornou-se também rei da Itália e destinado a receber a coroa imperial, mas em 879, ele teve um acidente vascular cerebral e impossibilitado de continuar a gerir seus domínios, dividiu seus territórios, assim como havia feito seu pai. Uma vez que Carlomano não tinha filhos legítimos, a Baviera ficou para seu irmão Luís, o Jovem e a Itália para seu outro irmão, Carlos, o Gordo. Carlomano tinha, porém, um filho ilegítimo chamado Arnulfo, com uma concubina de nome Litwinde. A ele foi concedido o Ducado da Caríntia. Arnulfo mais tarde tornou-se rei da Alemanha e da Itália e imperador do Sacro Império Romano-Germânico.

Galeria[editar | editar código-fonte]

Ancestrais[editar | editar código-fonte]

Carlomano da Baviera
Nascimento: 830 Morte: 29 de setembro de 880
Títulos reais
Precedido por:
Luís II
como Rei da Frância oriental
Rei da Baviera
876–880
Sucedido por:
Luís III
como Rei da Saxônia
Precedido por:
Carlos II
Rei da Itália Sucedido por:
Carlos III