Luna 1

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou secção está a ser traduzido (desde janeiro de 2014). Ajude e colabore com a tradução.


Luna 1
Sonda espacial Luna 1
Operação  União Soviética
Contratantes principais OKB-1
Tipo de missão Ciência Planetária
Sobrevoo de Lua
Lançamento 04 de janeiro de 1959
Local do Lançamento CazaquistãoCosmódromo de Baikonur, Cazaquistão
Veículo de Lançamento SS-6/R-7 (8K72)
Designação COSPAR 1959-012A
Massa 361 kg (800 lb)


Luna 1 (E-1 No.4), também conhecido em russo como Мечта ou "Sonho",[1] foi a primeira sonda bem sucedida do Programa Luna (um projeto soviético). A sua missão, lançada em Janeiro de 1959, foi a primeira a chegar perto (cerca de 6.000 km) da Lua com sucesso, retornando muitas fotografias.[2]

Missão[editar | editar código-fonte]

Enquanto trafegava fora do cinturão de radiação Van Allen, o cintilador da espaçonave detectou um pequeno número de partículas subatômicas fora do cinturão. Além disso, foram feitas outras descobertas sobre o cinturão de radiação e o espaço exterior. Não foi detectado nenhum campo magnético na Lua. Foram efetuadas as primeiras observações e medições dos ventos solares,[2] [3] [4] que é um grande fluxo de plasma ionizado emanado do Sol que se espalha pelo espaço interplanetário. Essa concentração de plasma ionizado, foi medida, e ficou em torno de 700 partículas por cm3 à distância de 20 a 25 mil km e cerca de 300 a 400 partículas por cm3 à distância de 100 a 150 mil km.[5] Essa espaçonave também executou a primeira comunicação de rádio a distância de 500.000 km da Terra.

Um mau funcionamento no sistema de controle em terra causou um erro no tempo de ignição do foguete, e a espaçonave errou o seu alvo, passando a 5.900 km da Lua no ponto de maior aproximação. Depois disso, a Luna 1 se tornou o primeiro objeto feito pelo homem a entrar em órbita heliocêntrica e foi considerado um "novo planeta" sendo rebatizado para Mechta ("Sonho").[6] A sua órbita ficou entre a da Terra e a de Marte. O nome "Luna-1" foi aplicado de forma retroativa anos mais tarde. O nome "Luna-1" é também considerado como "primeiro foguete cósmico", em referência ao fato de ter atingido a velocidade de escape.

Ver também[editar | editar código-fonte]

  • Pioneer 4 uma missão da NASA similar a esta, lançada em 3 de Março de 1959, dois meses depois da Luna 1.

Referências

  1. Darling, David. The complete book of spaceflight: from Apollo 1 to zero gravity. [S.l.]: John Wiley and Sons, 2003. ISBN 0-471-05649-9
  2. a b Luna 1 NASA NSSDC. Página visitada em 10/01/2014.
  3. Harvey, Brian. Russian planetary exploration: history, development, legacy, prospects. [S.l.]: Springer, 2007. ISBN 0-387-46343-7
  4. Luna The Worlds of David Darling. Página visitada em 10/01/2014.
  5. Harvey, Brian. Yearbook of the Great Soviet Encyclopedia. [S.l.]: Sovetskaya Enciklopediya, 1959. Capítulo: Soviet Space Rocket. , ISSN 0523-9613
  6. Cormack, Lesley B.. A History of Science in Society: From Philosophy to Utility. [S.l.]: University of Toronto Press, 2012. ISBN 978-1-4426-0446-9 Página visitada em 10/01/2014.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Luna 1

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Luna E-1 No.3
Programa Luna
Sucedido por
Luna E-1A No.1