Luna 23

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou secção está a ser traduzido (desde janeiro de 2014). Ajude e colabore com a tradução.


Luna 23
Espaçonave do tipo E-8-5 como a Luna 23
Missão
Operação União das Repúblicas Socialistas Soviéticas
Contratantes principais GSMZ Lavochkin
Plataforma E-8-5M
Tipo de missão Ciência Planetária / missão de retorno de amostra
Lançamento 28 de outubro de 1974 14:30:32 UTC
Veículo de Lançamento Proton-K + Bloco-D
Local do Lançamento Cosmódromo de Baikonur - União das Repúblicas Socialistas Soviéticas, atual Cazaquistão
Orbitou A Lua
Inserção orbital 02 de novembro de 1974
Órbitas ~48
Pouso na Lua 06 de novembro de 1974
Coordenadas 12.664°N 62.13°E
Fim da missão 09 de novembro de 1974
Duração da missão 12 dias
COSPAR 1974-084A
Massa 5.600 kg
Resultado Falha - o equipamento de coleta de amostras não funcionou
Elementos Orbitais
Semieixo maior 6.476,8 km
Excentricidade  ?
Inclinação 138°
Apogeu 104 km
Perigeu 94 km
Período orbital 119 minutos

Luna 23 (em russo: Луна que significa lua), foi a designação da nona missão robótica, esta mau sucedida, conduzida pela União Soviética, com o objetivo de pousar na Lua e retornar uma amostra do solo lunar para a Terra. A espaçonave usada nessa missão era do tipo E-8-5M.[1]

A espaçonave[editar | editar código-fonte]

A espaçonave consistia de dois estágios interligados: um estágio de descida e um estágio de subida montado sobre o primeiro. O estágio de descida era um cilindro montado sobre um conjunto de tanques esféricos com quatro "pernas", um motor principal e jatos auxiliares para atuar durante a descida diminuindo a velocidade. O estágio de subida, era um cilindro menor com o topo arredondado. Ele carregava um recipiente hermeticamente fechado para a amostra de solo dentro de uma capsula de reentrada esférica.[2]

A missão[editar | editar código-fonte]

Lançamento[editar | editar código-fonte]

O lançamento da Luna 23, ocorreu em 28 de Outubro de 1974 as 14:30:32 UTC, através de um foguete Proton-K, a partir da plataforma 81/24 do Cosmódromo de Baikonur que a levou a uma órbita de espera intermediária e em seguida impulsionada em direção à Lua.[2]

Percurso e órbita[editar | editar código-fonte]

Depois de cinco dias de voo em direção à Lua, que incluíram uma única manobra de correção de curso realizada em 31 de Outubro, a Luna 23 entrou numa órbita de 104 x 94 km e 138° de inclinação, em 2 de Novembro de 1974. Nessa órbita foram efetuados estudos sobre a gravidade lunar.[2]

Pouso[editar | editar código-fonte]

Depois de várias manobras de alteração orbital, a espaçonave desceu à superfície lunar em 6 de Novembro de 1974, pousando na parte mais ao Sul do Mare Crisium. As coordenadas de pouso foram: 13° de latitude Norte e 62° de longitude Leste. Durante o pouso em "terreno desfavorável", o dispositivo de perfuração e recolhimento de amostras foi danificado, impedindo a execução do objetivo primário da missão de retornar amostras de solo lunar para a Terra. Os cientistas desenvolveram um plano alternativo e limitado de experimentos com o que restou dos instrumentos. Os controladores mantiveram contato com a espaçonave até 9 de Novembro de 1974.[2]

A Luna 23 tombada em seu local de pouso, fotografada pelo LRO.

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • A Luna 23, foi a primeira das missões de retorno de amostra de solo lunar a usar a versão modificada de plataforma, chamada E-8-5M, projetada para uma perfuração mais profunda. Enquanto a Luna 16 e a Luna 20 retornaram amostras retiradas a cerca de 35 cm da superfície, esse novo modelo poderia chegar a profundidade de 2,5 m.[3]
  • Imagens de alta resolução capturadas pelo Lunar Reconnaissance Orbiter (LRO) da NASA liberadas em Março de 2012, mostram a Luna 23 tombada na superfície lunar. Isso evidencia que na verdade a espaçonave tombou durante o pouso, provavelmente devido a velocidade vertical e/ou horizontal excessivas no momento em que tocou o solo.[4]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Burrows, William E.. This New Ocean: The Story of the First Space Age. [S.l.]: Modern Library, 1999. ISBN 0-375-75485-7
  2. a b c d Luna 23 (em inglês). National Space Science Data Center. Página visitada em 26/01/2014.
  3. Аносов, Вадим. Станции третьего поколения Е-8, Е-8ЛС, Е-8-5, Е-8-5М. astronaut.ru. Página visitada em 26/01/2014.
  4. Plescia, Jeff (16/03/2012). Mare Crisium: Failure then Success. lroc.sese.asu.edu. Página visitada em 26/01/2014.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Luna 22
Programa Luna
Sucedido por
Luna E-8-5M No.412