Marcha das Vadias

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
A primeira Marcha das Vadias em Toronto, 2011

A Marcha das Vadias (português brasileiro) ou Marcha das Galdérias (português europeu)[1] (em inglês: SlutWalk) que surgiu a partir de um protesto realizado em 2011, em Toronto, no Canadá, e desde então se internacionalizou, sendo realizado em diversas partes do mundo.[2] A Marcha das Vadias protesta contra a crença de que as mulheres que são "vítimas de estupro" teriam provocado a violência por seu comportamento. Por isso, marcham contra o machismo, contando sobre os seus proprios casos de estupro.[2] As mulheres durante a marcha usam não só roupas cotidianas, mas também roupas consideradas provocantes, como blusinhas transparentes, lingerie, saias, salto alto ou apenas o sutiã.[3] [4]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Marcha das Vadias
  1. "Marcha das Galdérias" junta dezenas em Lisboa Diário de Notícias (1º de julho de 2012). Visitado em 22 de setembro de 2012.
  2. a b São Paulo recebe a Marcha das Vadias no sábado Folha.com (3 de junho de 2011). Visitado em 04/06/2011.
  3. ¿Puedes, con tu vestuario, estar pidiendo que te violen? (em espanhol) RNW (3 de junho de 2011). Visitado em 04/06/2011.
  4. MAMBRINI, Verônica (3 de junho de 2011). “Marcha das Vadias” pretende reunir 2.500 em SP IG. Visitado em 04/06/2011.