Metasequoia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaMetasequoia
Metasequoia glyptostroboides

Metasequoia glyptostroboides
Estado de conservação
Status iucn3.1 CR pt.svg
Em perigo crítico
Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Pinophyta
Classe: Pinopsida
Ordem: Pinales
Família: Cupressaceae
Género: Metasequoia
Espécies
Ver texto.
Wikispecies
O Wikispecies tem informações sobre: Metasequoia

Metasequoia é um género de conífera pertencente à família Cupressaceae, que tem uma única espécie viva (Metasequoia glyptostroboides).

A metasequoia caracteriza-se pela sua ramagem frondosa que muda de cor segundo as estações: verde-claro na primavera, azul no verão, amarelo no outono e vermelho no Inverno. Nos inícios do período Cretáceo da era do Mesozoico, há cem milhões de anos, a metasequoia espalhava-se pelo leste da Ásia, América do Norte e Europa. Devido à ação dos glaciares no Quaternário, esta espécie quase se extinguiu.

Em 1941, na China, descobriram-se mais de mil árvores de metasequoia na zona fronteiriça do Sichuan-Hubei, o que constituiu uma das maiores descobertas botânicas do mundo. A árvore passou então a ser chamada fóssil vivo. A metasequoia, que cresce rapidamente, fornece madeira de boa qualidade, excelente material para a construção. Esta árvore é muito útil tanto para a arborização como para a ornamentação dos jardins. A espécie chinesa foi introduzida nos Estados Unidos em 1947. Depois da revolução da China em 1949, o número de metasequoias multiplicou-se. Atualmente é largamente cultivada tanto na China como no estrangeiro, mas permanece em estado crítico de conservação no meio natural, segundo a IUCN.