Agência Espacial Federal Russa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Rosaviakosmos)
Ir para: navegação, pesquisa


Agência Espacial Federal Russa (Roscosmos)
Roscosmos logo ru.svg
Tipo estatal
Indústria Exploração espacial
Fundação 1992 (22 anos)
Sede RússiaMoscou, Rússia
Pessoas-chave Vladimir Popovkin, diretor geral
Página oficial roscosmos.ru

Agência Espacial Federal Russa (em russo: Федеральное Kосмическое Aгентство России - Federálnaié Cosmítchescaié Aguiêntstva Rassíe, conhecida como "Roscosmos"), antiga Agência Russa de Aeronáutica e Espaço (RKA ou Rosaviakosmos), é a agência governamental responsável pelos programas de ciência espacial e investigação aerospacial da Rússia.

História[editar | editar código-fonte]

O salão da tecnologia espacial no museu de história espacial em Kaluga, Russia. A exibição inclui modelos e réplicas das seguintes realizações Soviético-Russas:
o primeiro satélite artificial, o Sputnik 1;
o primeiro traje espacial;
a primeira espaçonave tripulada, Vostok 1;
o primeiro satélite Molniya;
o primeiro jipe de exploração espacial, o Lunokhod 1;
a primeira estação espacial, a Salyut 1;
a primeira estação espacial modular, a Mir.

A Roscosmos foi estabelecida em 1992, após a queda da União Soviética e a dissolução do programa espacial soviético. Ainda utiliza a tecnologia e as antigas instalações do programa espacial anterior. A maioria de seus centros de lançamentos estão localizados no Casaquistão e são mantidos em cooperação com o governo desse país. A Roscosmos é responsável pelo programa espacial civil, incluindo vôos espaciais tripulados e não tripulados.

Do mesmo modo que durante o programa espacial soviético, a Roscosmos constantemente tem problemas com a falta de fundos. Este fator tem complicado os esforços de lançar missões desafiadoras, tais como missões lunares e a cooperação na construção da Estação Espacial Internacional - EEI. Com a crise da falta de recursos financeiros a agência tem improvisado procurando outras fontes de recursos, tais como o turismo espacial e o lançamento comercial de satélites. Enquanto não tem desenvolvido missões científicas com lançamentos de sondas interplanetárias a Roscosmos mantém experimentos e é um parceira importante no envio de tripulantes e cargas para a EEI.

Com o crescimento da economia Russa resultante do aumento das exportações e da alta no preço do gás e do petróelo, a situação da agência tem melhorado. Como resultado disso o parlamento Russo (Duma) aprovou um orçamento de 305 bilhões de rubras (cerca de US$11 bilhões) para o período de 2006-2015.[1] O orçamento de 2006 foi de 25 bilhões de rubras (cerca de US$900 milhões), 33% maior que o orçamento de 2005. Para melhorar seu orçamento a Roscosmos planeja obter mair 130 bilhões de rubras através de outros meios, como investimentos industriais e lançamentos comerciais.

Programas atuais[editar | editar código-fonte]

Esta agência é uma das envolvidas no programa da Estação Espacial Internacional. A RKA também proporciona turismo espacial atráves da companhia Space Adventures.

A RKA opera ainda num variado leque de programas científicos para o planeta Terra, comunicações e de investigação científica. Um dos projetos mais interessantes da Roscosmos é o chamado Mars 500, uma simulação de uma viagem tripulada de ida e volta até o planeta Marte. Com previsão para iniciar no início de 2009, essa missão será realizada nas instalções do Instituto de Problemas Biomédicos da Rússia onde foram criados módulos pressurizados para comportar 6 tripulantes.

Controle de lançamento e Administração[editar | editar código-fonte]

A sede da Roscosmos é localizada em Moscou, o principal controle de missões espaciais ("Центр Управления Полетом", Tsentr Upravleniya Poletom, "ЦУП" TsUP ) é localizado em uma pequena cidade próxima conhecida como Korolev e o Centro de Treinamento de Cosmonautas fica na Cidade das Estrelas. Os centros de lançamento utilizados são o Cosmódromo de Baikonur, no Casaquistão (a maioria dos lançamentos ocorrem lá) e Cosmódromo de Plesetsk, no norte da Rússia, utilizado principalmente para vôos não tripulados coordenados pelos militares. Desde que foi apontado como Diretor Geral em março de 2004, Anatoly Perminov tem realizado esforço para consolidar o programa espacial russo.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre exploração espacial é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.