Sakon Yamamoto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Sakon Yamamoto
Informações pessoais
Nacionalidade Japão Japonesa
Nascimento 9 de Julho de 1982 (32 anos)
Toyohashi
Registros na Fórmula 1
Temporadas 20062007, 2010
Equipes Super Aguri, Spyker e HRT
GPs disputados 33
Títulos 0
Vitórias 0
Pódios 0
Pole positions 0
Voltas mais rápidas 0
Primeiro GP Alemanha GP da Alemanha de 2006
Último GP Coreia do Sul GP da Coreia do Sul de 2010

Sakon Yamamoto (Toyohashi, 9 de julho de 1982) é um piloto japonês de automobilismo.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Começou a correr no kart, ainda na adolescência. Em 2001, foi para a Fórmula Nippon. Em 2002, correu no certame alemão e, em 2003, no europeu da categoria. Em 2004, voltou ao Japão para correr de novo a Fórmula Nippon e a Super GT, onde venceu o GP de Motegi. Permaneceu por lá até 2005.

Fórmula 1[editar | editar código-fonte]

Ainda em 2005, chegou a Fórmula 1, onde foi contratado para ser terceiro piloto da equipe Jordan, que fazia sua despedida da categoria. Participou do GP do Japão como terceiro piloto e mostrou um bom potencial, sendo mais rápido que os pilotos titulares da equipe na ocasião, Narain Karthikeyan e Tiago Monteiro.

Em 2006. Yamamoto assinou contrato para ser terceiro piloto da Super Aguri no GP da Grã-Bretanha. Satisfez a equipe e já no GP seguinte, o GP de Nürburgring, assumiu a vaga de piloto principal, que pertencia antes ao francês Franck Montagny.

No ano seguinte, foi confirmado para correr na Spyker (atual Force India), substituindo o holandês Christijan Albers, demitido após o GP da Inglaterra (Markus Winkelhock disputara o GP da Europa como tapa-buraco). Seu desempenho em treinos foi sofrível, tendo como melhor resultado apenas um vigésimo lugar no GP da Turquia. Já seu melhor desempenho em corridas foi um décimo-segundo lugar no GP realizado em seu país.

Renault 2008-2009[editar | editar código-fonte]

Em 2008, Sakon permaneceu na Fórmula 1, onde foi contratado para ser piloto de testes da Renault. Ao contrário dos outros test-drivers (Lucas di Grassi e Romain Grosjean), o japonês só pilotaria o carro apenas em exibições públicas.

Hispania Racing[editar | editar código-fonte]

No mês de abril de 2010, foi anunciada a contratação de Sakon como piloto de testes da equipe estreante Hispania Racing Team.[1] O piloto japonês substituiu Bruno Senna no Grande Prêmio da Inglaterra[2] e Karun Chandhok, até o GP do Brasil (ficou de fora da etapa de Cingapura, onde o titular foi o austríaco Christian Klien). Assim como nas épocas de Aguri e Spyker, o desempenho de Yamamoto em treinos foi fraco, tendo como melhor resultado o vigésimo-primeiro posto na etapa de Spa-Francorchamps, enquanto que sua melhor posição de chegada foi um décimo-quinto lugar, no GP da Coreia do Sul.

Virgin Racing[editar | editar código-fonte]

Em 2011 foi contratado para ser piloto de testes da Virgin Racing, onde ficou apenas para as três etapas iniciais do campeonato.

Galeria de imagens[editar | editar código-fonte]

Resultados[editar | editar código-fonte]

Fórmula 1[editar | editar código-fonte]

Ano Equipe Chassi Motor 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 Classificação Pontos
2005 Jordan Grand Prix Jordan EJ15B Toyota RVX-05 3.0 V10 AUS MAL BHR SMR ESP MON EUR CAN USA FRA GBR GER HUN TUR ITA BEL BRA JPN
TD
CHN
- -
2006 Super Aguri F1 Team Super Aguri SA05 Honda RA806E 2.4 V8 BHR MAL AUS SMR EUR ESP MON GBR
TD
CAN
TD
USA
TD
FRA
TD
26° 0
Super Aguri SA06 GER
Ret
HUN
Ret
TUR
Ret
ITA
Ret
CHN
16
JPN
17
BRA
16
2007 Etihad Aldar Spyker F1 Team Spyker F8-VII Ferrari 056H 2.4 V8 AUS MAL BHR ESP MON CAN USA FRA GBR EUR HUN
Ret
TUR
20
24° 0
Spyker F8-VIIB ITA
20
BEL
17
JPN
12
CHN
17
BRA
Ret
2010 HRT F1 Team Hispania F110 Cosworth CA2010 2.4 V8 BHR AUS MAL CHN ESP MON TUR
AT
CAN EUR GBR
20
ALE
Ret
HUN
19
BEL
20
ITA
19
CIN JAP
16
COR
15
BRA EAU
26° 0

Referências