Schneider CA1

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Wiki letter w.svg
Por favor melhore este artigo ou secção, expandindo-o. Mais informação pode ser encontrada no artigo «Char Schneider CA1» na Wikipédia em francês e também na página de discussão. (SETEMBRO 2013)


Schneider CA1
Schneider-CA-1.Saumur.0004es9x.jpg
Um Schneider CA1 exposto no Musée des Blindés.
Tipo Carro de combate Leve
Local de origem  França
História operacional
Em serviço 16 de abril de 1917 a fins de setembro de 1918
Utilizadores  França
Guerras Primeira Guerra Mundial
Histórico de produção
Data de criação dezembro de 1915
Fabricante Scheneider & Co.
Custo unitário $ 56,000 Franco francês
Período de
produção
31 de janeiro de 1916
Quantidade
produzida
400
Especificações
Peso 13,3 t (29 300 lb)
Comprimento 6,32 m (21 ft)
Largura 2,05 m (6,7 ft)
Altura 2,30 m (7,5 ft)
Tripulação 6
Blindagem do veículo 11 mm (0,43 in)+
5,5 mm (0,22 in) espaçada
Armamento
primário
Canhão Blockhaus Schneider de 75 mm
Armamento
secundário
2x Hotchkiss M1914 de 8 mm
Motor Schneider 4-cilíndros
60 hp (44,7 kW)
Peso/potência 4 hp/ton
Suspensão Mola espiral
Alcance
Operacional
30 km (18,6 mi)
80 km (49,7 mi)
Velocidade 8,1 km/h (5,03 mph)

O tanque francês Schneider CA1 originalmente chamado de Schneider CA foi o primeiro tanque da França. Idealizado para poder romper as formações de arame farpado entre as trincheiras da frente ocidental na Grande Guerra, foi amplamente utilizado em combate durante o último ano e meio daquele conflito. Apesar de sua primeira ação, ocorrida em abril de 1917 ter sido em grande parte um fracasso, com pesadas perdas, seus envolvimentos posteriores demonstraram ser um sucesso.

Tanque francês Schneider, I Guerra Mundial

Em 1918, os tanques Schneider desempenharam importante papel na contenção da Ofensiva alemã de março-abril, assim como no rompimento das defesas inimigas a partir de agosto. Se mantiveram ativos em numero apreciável no front até o final de setembro (menos de dois meses antes do armistício de 11 de novembro de 1918), quando a quantidade desses modelos havia caído consideravelmente, tanto devido à perdas, como desgaste e falta de reposição.
Isto ocorreu em grande parte devido a, exemplo de outros veículos blindados pesados daquele conflito, ter sido suplantado em praticidade geral (manobrabilidade, mobilidade, velocidade, manutenção e custo) pelo pequeno Renault FT.

Depois da guerra, os modelos restantes foram restaurados como Carro Antimotim. No entretanto sua última ação como tanque de guerra ainda ocorreria muitos anos depois, já no início da Guerra Civil Espanhola.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Veículos militares é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.



Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Schneider CA1