Tracy McGrady

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Tracy McGrady
Tracy McGrady 1.jpg
Informações pessoais
Nome completo Tracy Lamar McGrady Jr.
Data de nasc. 24 de Maio de 1979 (35 anos)
Local de nasc. Bartow, Flórida,  Estados Unidos
Altura 2,03 m
Peso 101 kg
Apelido T-Mac
Informações no clube
Posição Ala-armador e Armador
Clubes profissionais
Ano Clubes Partidas (pontos)
1997 - 2000
2000 - 2004
2004 - 2010
2010
2011
2011 - 2012
2012 - 2013
2013
Canadá Toronto Raptors
Estados Unidos Orlando Magic
Estados Unidos Houston Rockets
Estados UnidosNew York Knicks
Estados Unidos Detroit Pistons
Estados UnidosAtlanta Hawks
República Popular da China Qingdao Eagles
Estados Unidos San Antonio Spurs
0000192 0(2 122)
0000295 0(8 298)
0000303 0(6 888)
0000024 00(226)
0000072 00(574)
0000052 00(279)
0000029 00(724)
0000000 0000(0)
Seleção nacional
2003 Estados Unidos Estados Unidos 0000007 000(88)
Medalhas
Copa América de Basquetebol Masculino
Ouro San Juan 2003 Equipe


* Partidas e pontos pelo clube professional
contam apenas jogos da liga e
e estão atualizados até 8 de Agosto de 2013.

Tracy Lamar McGrady, mais conhecido como T-Mac, (Bartow, Flórida, 24 de Maio de 1979) é um jogador de basquetebol norte-americano.

O jogador de 2,03 metros é considerado um dos melhores jogadores da NBA da década de 2000[1] . É primo do também jogador Vince Carter do Dallas Mavericks.[2]

Tracy foi incorporado à NBA na primeira rodada do draft de 1997 pelo Toronto Raptors[2] , quando então jogava no Mount Zion Christian Academy (Durham, Carolina do Norte). Após três temporadas foi para o Orlando Magic, time no qual disputou mais 4 temporadas, e finalmente em 2004 foi para o Houston Rockets, onde jogou como ala-armador titular, usando a camisa número 1 até a penúltima temporada, trocou o uniforme para o número 3, como uma forma de promover um projeto social que visa ajudar crianças pobres na áfrica.[3] Em Fevereiro de 2010, foi trocado para o New York Knicks em uma transferência que envolveram três times. Na metade de 2010, assinou um contrato de um ano com o Detroit Pistons e após o término do contrato, foi transferido para o Atlanta Hawks. Resolveu jogar na temporada seguinte no campeonato Chinês pelo Qingdao Eagles, onde obteve diversas derrotas. Foi contratado pelo San Antonio Spurs para suprir a lesão de Manu Ginóbili e Boris Diaw. A equipe havia dispensado também Stephen Jackson.[4]

No dia 26 de Agosto de 2013, após a indecisão entre ficar no basquetebol norte-americano ou voltar para o chinês, anunciou sua aposentadoria da NBA, encerrando assim um total de 15 temporadas regulares e 9 playoffs, sendo selecionado para o jogo das estrelas da NBA 7 vezes e também tendo sido cestinha em duas temporadas da NBA (2002-03 e 2003-04).[5]

Ele também é conhecido por seu jogo histórico contra o San Antonio Spurs, em 9 de Dezembro de 2004, no qual fez 13 pontos em 33 segundos finais de jogo levando o Houston Rockets a vitória por 81 a 80.[6] [7]

Juventude[editar | editar código-fonte]

Tracy nasceu em uma família de baixa renda e com problemas familiares. Foi criado pela mãe e avó em Auburndale, uma cidade pequena, com cerca de 9.000 habitantes. Certa vez, em um tiroteio, o esposo da sua prima faleceu. O incidente convenceu Tracy, ainda criança, de se mudar dali quando crescesse.[8]

Sua mãe viajava todos os dias até Orlando (cerca de 90 minutos dali) para poder trabalhar como camareira em um hotel da Disney World, o que era suficiente para sustentar seu filho.[8]

Tracy conheceu os esportes um pouco tarde, em comparação à idade inicial dos atletas. Primeiro ele tentou a vida no Baseball, mas ele não levava o esporte tão a sério, até ver Anfernee Hardaway ser contratado pelo Orlando Magic, time que foi criado há poucos anos. Hardaway fazia coisas que Tracy nunca tinha visto. Rapidamente Hardaway virou ídolo de Tracy.[8]

Instituto Auburndale[editar | editar código-fonte]

Tracy começou a jogar no seu primeiro ano do Colegial no Instituto Auburndale, que fica entre Tampa e Orlando. Na sua primeira temporada com a equipe Bloodhound, o treinador Ty Willis utilizou Tracy com certa moderação. No seu terceiro ano no instituto, Tracy já estava fazendo números altos e sua média foi de 23 pontos e 12 rebotes por partida. Enquanto Tracy ia bem dentro de quadra, fora dela, os problemas atrapalhavam o atleta. Ele foi expulso da equipe principal após discutir com um professor, o que o tirou dos olhos de recrutas universitários.[8]

Tracy conhecia algumas pessoas influentes e, graças a isso, Alvis Smith, agente da Adidas, o convidou para o torneio ABCD Summer Camp, na Universidade de Fairleigh Dickinson, em Nova Jersey. O grande nome no campus, era Lamar Odom, que jogava tanto como armador quanto como pivô, e Tracy foi o responsável por enfrentá-lo em quadra. Mais tarde, no Jogo das Estrelas Senior do campus, Tracy fez uma enterrada windmill, que deu a ele a reputação de promessa nacional.[8]

Mount Zion Christian Academy[editar | editar código-fonte]

Percebendo seu potencial futuro, Smith procurou rapidamente um novo instituto para Tracy, para que pudesse se profissionalizar rapidamente. O escolhido foi a Mount Zion Christian Academy, em Durham, Carolina do Norte. Os Mighty Warriors, como era chamada a equipe de basquetebol, era uma das grandes equipes estatais, graças ao treinador Joel Hopkins. Hopkins era disciplinador e de temperamento quente, se chamava de "Bobby Knight negro". Smith acreditava que Tracy encaixaria perfeitamente com o treinador, com isso, o convenceu a jogar na equipe. [8]

Tracy e Hopkins cresceram bastante juntos e ambos passavam muitas noites assistindo jogos da NBA. O resultado do trabalho duro e dedicação de Tracy era notável. A equipe venceu por duas vezes a Oak Hill Academy, da Virgínia, que estava sempre entre as melhores equipes do país. O resultado fez a equipe entrar para o Ranking da USA Today, que selecionava as 25 maiores equipes. Atuava em todas as posições da quadra e constantemente fazia Triplo-Duplos.[8]

Tracy jogou no McDonald’s All-American, uma partida que é disputada entre os melhores jogadores universitários da temporada. Além disso, fez a equipe ser a número 2 no ranking nacional, sendo nomeado Jogador do Ano pela USA Today e considerado o melhor jogador do ano da Carolina do Norte pela Associated Press. Seus números médios por partida na temporada 1996-97 foram: 27,5 pontos, 8,7 rebotes, 7,7 assistências e 2,8 roubadas de bola.[8]

Smith e Hopkins tentaram convencê-lo a passar pela Universidade, mas Tracy preferiu tentar a sorte no Draft, em 1997.[8]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Toronto Raptors (1997-2000)[editar | editar código-fonte]

Aos 18 anos, Tracy foi o 9º selecionado no Draft de 1997, atrás de nomes como Tim Duncan, Chauncey Billups e Tony Battie.[9] Depois de ter passado pelos 8 primeiros no draft, Toronto selecionou Tracy, que ao conversar com Smith e Hopkins, concordou em jogar pela equipe. Enquanto Tracy negociava com os Raptors, Smith conseguia com a Adidas um contrato de patrocínio para o jogador, que ofereceu doze milhões de dólares por um período de seis anos.[8]

Sua estréia na NBA ocorreu em Miami, contra o Miami Heat. Tracy ficou por apenas 6 minutos em campo e conseguiu apenas 1 rebote defensivo e 1 turnover. O resultado foi a vitória do Miami por 114 a 101.[10] Em sua primeira temporada no Raptors, Tracy iniciou apenas em 17 oportunidades e esteve em um total de 64 partidas.[11] A equipe, que ainda era jovem, não foi muito bem e chegou a ter 17 derrotas seguidas, mas ainda era formada por muitos jogadores jovens. Tracy fez sua parte e soube aproveitar as chances que teve. [8]

Tracy participou do Desafio dos Novatos, juntamente com Ron Mercer, Brevin Knight e outros talentos, mas sua equipe foi derrotada e viram Zydrunas Ilgauskas ser eleito o Jogador Mais Valioso do desafio.

Na temporada seguinte, Tracy obteve bons números. Jogou 49 partidas e chegou à média de 9,3 pontos por partida, 5,7 rebotes e 2,3 assistências, em 22,6 minutos de jogo. Com esses números, mostrou que era um jogador importante e que atuava bem como 6º jogador. [11]

Em sua terceira temporada pelos Raptors, a equipe já misturava juventude com experiência. Tracy continuava iniciando poucas partidas e isso o incomodou. Juntamente com seu agente, Arn Tellem, decidiu não renovar contrato com os Raptors, recusando a oferta de setenta milhões de dólares por seis anos. Ao final da temporada, ele seria um jogador sem equipe. Em 19 de Novembro de 1999, Tracy alcançou o seu milésimo ponto na NBA, na partida contra o Los Angeles Clippers.[12] Em Fevereiro de 2000, o treinador dos Raptors decidiu colocar Tracy como titular da equipe, juntamente com seu primo, Vince Carter, e Doug Christie. A equipe ganhou 11 das 13 primeiras partidas de Tracy como titular. Entre os feitos nessa temporada, pode se destacar os 15 rebotes contra o Chicago Bulls e os 7 bloqueios contra o Houston Rockets. Ao final da temporada regular, a equipe conseguiu se classificar para os playoffs, terminando com 45 vitórias e 37 derrotas. Na primeira fase dos playoffs, a equipe enfrentou o New York Knicks. Tracy fez uma ótima estreia, mas mesmo assim a equipe não conseguiu vencer e foi desclassificada com apenas três jogos. Ao final da temporada, sua média por partida, chegou a 15,4 pontos, 6,3 rebotes, 3,3 assistências, 1,91 bloqueios e 1,14 roubadas de bola. Era o recorde da sua carreira.[8]

Orlando Magic (2000-2004)[editar | editar código-fonte]

Após terminar seu contrato com o Toronto Raptors, Tracy ficou como Free agent. Elton Brand do Chicago Bulls, tentou convencê-lo de ir jogar no seu time, mas Tracy recusou, pois o Bulls estava passando por uma reformulação na equipe e já não era mais aquela equipe com Michael Jordan e Scottie Pippen. O Miami Heat e o Orlando Magic haviam feito propostas; as duas equipes estavam em boa fase, mas a chance de voltar para o estado onde nasceu e foi criado pesou na decisão de Tracy, que acabou optando pela equipe de Orlando. Tracy assinou um contrato de 67,5 milhões de dólares de período máximo de seis anos.[13] Além do salário bem acima do que recebia, Tracy teve a chance de jogar com a camisa número 1, a mesma utilizada por Anfernee Hardaway. A equipe de Orlando estava passando por uma série de contratações, para fortalecer o elenco. Tracy acabara jogando ao lado de Grant Hill, Mike Miller (que foi eleito jogador jovem da temporada anterior), Latrell Sprewell, entre outros.[8] Tracy iniciou todas as 77 partidas que esteve em quadra pelo Orlando. Sempre foi muito decisivo e foram raras as situações que ele deixou a desejar em campo e, ao final da temporada, Orlando havia alcançado 43 vitórias e 39 derrotas. Pela primeira vez na sua carreira, Tracy fez mais de 2.000 pontos na temporada e, com isso, a equipe avançou para os playoffs, em que ficou frente ao Milwaukee Bucks. Mesmo com jogos quase perfeitos, chegando a 135 pontos em quatro partidas, Tracy mais uma vez não conseguiu avançar para as semi-finais da conferência.[14]

Na temporada seguinte, Orlando contratou dois pivôs veteranos: Horace Grant e Patrick Ewing[15] . Tracy ainda era titular da equipe, mas algumas lesões o tiraram de quadra em algumas oportunidades, apesar de que quando esteve em quadra fez o que pôde para ajudar a equipe. Em 8 de Março de 2002, em uma partida contra o Washington Wizards, fez algo inédito até então na sua carreira: o jogador fez 50 dos 99 pontos da equipe, com uma média de .621% dos arremessos de quadra, e conseguiu também 10 rebotes.[16] Esteve presente em 76 partidas, todas como titular da equipe. Mais uma vez avançando para a fase dos playoffs. Dessa vez Orlando enfrentou o Charlotte Hornets e Tracy mais uma vez chamou para si a responsabilidade, mas a equipe foi derrotada logo na primeira fase, vencendo apenas uma partida. Apesar de não ter conseguido levar a equipe a um patamar, Tracy esteve presente no jogo das estrelas da NBA. Teve a chance de jogar juntamente com nomes como Michael Jordan, Dikembe Mutombo, Baron Davis e Alonzo Mourning, entre outros. Mesmo sendo o cestinha da equipe do Leste, com 24 pontos, não conseguiu evitar a derrota por 135 a 120 e viu seu amigo Kobe Bryant ser escolhido o jogador mais valioso.[17]

Sua terceira temporada pelo Orlando foi recheada de recordes pela equipe e pela competição. Enquanto isso, Orlando contratava Shawn Kemp, um jogador veterano que estava prestes a fazer a sua milésima partida. No natal de 2002, frente ao Detroit Pistons, Tracy fez seu primeiro recorde pela equipe, ao fazer 18 pontos em tiros livres.[18] Em 9 de Março de 2003, frente ao Denver Nuggets, quebrou dois recordes pela equipe, fazendo 25 pontos no segundo quarto e um total de 37 pontos no primeiro tempo.[19] Mais uma vez liderando a equipe, avançaram para os playoffs, tendo como rival o Detroit Pistons, e mais um recorde foi batido pela equipe. Dessa vez foi o maior número de pontos em um playoff; Tracy marcou 45 pontos na segunda partida dos playoffs.[20] Era o seu terceiro recorde pela equipe na temporada. A equipe chegou a estar vencendo a série por 3 a 1, mas devido a uma mudança no regulamento dos playoffs (a primeira fase, que era melhor-de-5, mudou para melhor-de-7) e a equipe acabou sofrendo uma virada histórica, perdendo a classificação por 4 a 3. Após terminar a temporada no topo, chegou a mais um recorde, dessa vez do campeonato e pessoal. Fez 2407 pontos na temporada regular, chegando a média de 32,1 pontos por partida, número que nunca mais alcançou.[11]

Sua 4ª e última temporada pelo Orlando não começou muito bem. Após uma vitória contra o New York Knicks, vieram 18 derrotas seguidas com Tracy em quadra.[21] Grant Hill continuava se lesionado e Tracy se mantinha como astro da equipe e com o maior salário. A troca do técnico Doc River por Johnny Davis não refletiu muito e a equipe terminou a temporada com apenas 21 vitórias e 61 derrotas.[22] Mesmo assim, Tracy continuava obtendo recordes pela equipe. Em 26 de Janeiro de 2004, mesmo com a derrota por 1 ponto de diferença frente ao Cleveland Cavaliers, Tracy fez 8 cestas de 3 pontos pela equipe.[23] Em 10 de Março de 2004, alcançou a marca de 62 pontos em uma partida, frente ao Washington Wizards.[24] Após o término da temporada, mesmo sem a classificação para os playoffs, a equipe de Orlando teve a oportunidade de ser o primeiro na escolha do Draft da temporada seguinte. Com isso, Orlando selecionou Dwight Howard e o futuro de Tracy estava em cheque. Algumas equipes o queriam como jogador, como o Los Angeles Lakers e Houston Rockets.[8]

Houston Rockets (2004-2010)[editar | editar código-fonte]

McGrady cobrando um lance livre pelo Houston Rockets.

Para a temporada 2004-05, Tracy assinou um contrato de extensão com o Houston Rockets no valor de 63 milhões de dólares pelo período de três anos, que poderia chegar a 110 milhões de dólares em seis anos.[25] 2004-05 foi uma temporada que a equipe de Houston investiu com jogadores de renome, como Tracy e Yao Ming, para tentar acabar com o reinado das equipes do Oeste, que eram San Antonio Spurs, Los Angeles Lakers e Sacramento Kings. Sua primeira temporada foi muito boa, mantendo a regularidade que trouxe de quando jogava pelo Magic. No dia 9 de Dezembro de 2004, em uma partida frente ao San Antonio Spurs, a equipe de Houston estava perdendo por 76 a 68 faltando 44 segundos para acabar a partida. Nesses 44 segundos, Tracy fez 4 cestas de 3 pontos e 1 arremesso livre, virando o jogo historicamente para 81 a 80.[26] A equipe terminou com 51 vitórias e 31 derrotas, sendo a 3ª colocada na divisão do sudoeste.[27] Tracy esteve presente em 78 partidas, todas como titular, e marcou um total de 2.003 pontos; pela terceira vez ele fazia mais de 2.000 pontos em uma só temporada. Com a equipe classificada para os playoffs, Tracy tinha mais uma chance de poder aparecer nessa fase do campeonato, dessa vez contra o Dallas Mavericks, mas pela 5ª vez consecutiva ele não conseguiu ajudar a equipe a avançar para as semi-finais da conferência, mesmo com fazendo 215 pontos em sete partidas.[11]

Sua segunda temporada pela equipe de Houston foi marcada por várias lesões e um desempenho fraco da equipe no geral. Apesar das lesões que culminaram em ausência em diversas partidas, Tracy participava pela 6ª vez seguida do jogo das estrelas. Dessa vez estavam em sua equipe Steve Nash, Kobe Bryant, Tim Duncan e o colega de equipe Yao Ming. Com a ajuda de Steve Nash e seus passes precisos, Tracy conseguiu fazer 36 pontos[28] e ser o 6º jogador da história com mais pontos em uma partida do jogo das estrelas. Ao final do campeonato, Tracy havia participado de 47 partidas e sua equipe terminou a temporada com 34 vitórias e 48 derrotas.[29]

Mais uma temporada no Houston e mais uma vez os problemas de saúde atrapalharam o jogador, que acabou procurando um especialista recomendado por Charlie Ward, assistente técnico. Acabou indo atrás de John Patterson, que disse que Tracy foi a pessoa mais pessimista com quem ele trabalhou, em muito tempo. O tratamento foi um sucesso e Tracy voltou bem para a equipe.[30] Após uma temporada melhor em relação a anterior, mesmo com Ming lesionado, a equipe se classificou para os playoffs com 52 vitórias e 30 derrotas.[31] Tracy participou de 71 partidas e foi sempre um jogador decisivo, estando mais uma vez na fase de playoffs e sendo novamente decepção, como o único jogador de referência na equipe que não conseguiu a classificação frente ao Utah Jazz. A equipe ganhava a série por 3 a 2 e ainda tinha a chance de levar o 7º jogo para casa, mas acabou perdendo e novamente os sonhos de Tracy avançar para as semi-finais da conferência foram frustrados.[32] Pelo menos, pela 7ª vez seguida Tracy foi para o jogo das estrelas, dessa vez sem seu colega de equipe Yao Ming. No time do leste, além de Tracy, estavam Kobe Bryant, Tim Duncan, Kevin Garnett e Dirk Nowitzki. Ficou um total de 19 minutos em campo e conseguiu dar 11 assistências.

Preparando-se para mais uma temporada, a equipe de Houston contratou Steve Francis, um jogador que esteve presente em três jogos das estrelas, mas em menos de um mês e meio, na partida contra o Los Angeles Clippers, sofreu uma lesão séria que o tirou das quadras durante mais uma temporada difícil para a equipe, em que Tracy e Ming sofriam com as lesões. Mesmo assim, Tracy esteve presente em 66 jogos e liderou a equipe rumo aos playoffs. Classificada com 55 vitórias e 27 derrotas, o primeiro rival nos playoffs era novamente o Utah Jazz, porém pela sétima vez seguida não conseguiu avançar da primeira fase dos playoffs e mesmo fazendo 40 pontos no 6º jogo da série a equipe perdeu por 4 a 2.[33] Pela primeira vez em 8 anos, Tracy não foi para o jogo das estrelas.

Para a temporada 2008-09, Houston contratou Ron Artest, um atleta de nível mundial. Juntamente com Tracy e Ming seria um trio parada dura, mas surgiu a notícia de que Tracy teria que se submeter a uma cirurgia na metade do campeonato.[34] Ao final da temporada, Tracy havia participado apenas de 35 partidas e marcando "míseros" 545 pontos.[11]

Em sua última temporada pelo Houston, Tracy já não era o jogador que estava sempre no jogo das estrelas e nem batendo recordes, mas era o que tinha o maior salário da equipe. Além disso, tinha sido operado a pouco tempo e queria voltar a jogar logo, mas o treinador e o diretor do time recusaram sua volta e o afastaram da equipe para se recuperar. Em Dezembro de 2009, foi difundida a notícia que Tracy era um jogador negociável.[35] Com isso, ele voltou a jogar algumas partidas na reserva, estando presente em apenas seis partidas e chegando a um total de 46 minutos em quadra com um total de apenas 19 pontos, 5 rebotes, 6 assistências, 2 bloqueios, 1 turnover e 2 faltas.[11] Havia terminado sua carreira pelo Houston Rockets, mas pouco antes de sair da equipe, foi selecionado pelos fãs para o jogo das estrelas, apesar de que juntamente com Allen Iverson não pôde participar pois não havia participado de jogos suficientes pela temporada regular.

McGrady jogando pelo New York Knicks contra o Brooklyn Nets.

New York Knicks (2010)[editar | editar código-fonte]

Em 18 de Fevereiro, Donnie Walsh, presidente do New York Knicks, anuncia a contratação de Tracy McGrady juntamente com Sergio Rodríguez do Sacramento Kings. Apesar dos últimos maus resultados, Tracy continuava com média boa, de 21,9 pontos, de um total de 790 partidas.[36] Em sua única temporada pelos Knicks, Tracy jogou em 24 oportunidades e teve os seus piores números na carreira, obtendo apenas 6 vitórias e 18 derrotas, marcando 226 pontos, média de 12,2 a cada 48 minutos (tempo de uma partida). Chegou também a ficar quase 29 minutos em quadra sem marcar uma cesta, contra o Philadelphia 76ers. [11]

Detroit Pistons (2010-2011)[editar | editar código-fonte]

Em 11 de Agosto de 2010 foi anunciado que Tracy McGrady havia assinado contrato com o Detroit Pistons por um ano no valor de 1,35 milhão de dólar.[37] Tracy voltou a jogar mais constantemente, mas estava longe de ser o jogador que esteve em sete jogos das estrelas. Em 72 jogos, conseguiu marcar mais de 20 pontos em apenas quatro ocasiões. Ao final da temporada, a equipe terminou com 30 vitórias e 52 derrotas, ficando na 4º colocação da divisão central. Com esses números, não conseguiu avançar para os playoffs.[38]

Atlanta Hawks (2011-2012)[editar | editar código-fonte]

Após seis meses de lockout na NBA, Tracy assinou contrato com o Atlanta Hawks por um ano.[39] Jogando na reserva, Tracy não conseguiu voltar a mostrar o seu brilho demonstrado em Orlando e Houston. Apesar disso, conseguiu ajudar a equipe em algumas vitórias, ao final da temporada, a equipe terminou com 40 vitórias e 26 derrotas, conseguindo a classificação para os playoffs de 2012.[40] Veio então sua 8ª chance de disputar um playoff pela NBA, dessa vez frente aoBoston Celtics. Pela primeira vez Tracy passou a ser segundo plano em sua série nos playoffs. Com apenas 25 pontos nos seis jogos, quase 80 minutos em quadra, acabou não conseguindo vencer a série e a equipe foi desclassificada por 4 a 2. [11]

Qingdao Eagles (2012-2013)[editar | editar código-fonte]

Em 9 de Outubro de 2012, Tracy anunciou em seu site que estava assinando um contrato com a equipe Qingdao Eagles e que estava ansioso para voltar a jogar como jogava. Também disse que estava tendo a honra de poder jogar no país que ele tanto admira, a China.[41] Mesmo com boas estatísticas, chegando a fazer 41 pontos no dia 23 de Dezembro de 2012 contra o Zheijang Guangsha Lions[42] , teve que amargar 12 derrotas seguidas para ver a primeira vitória pela equipe chinesa. Em 29 partidas, o jogador conseguiu apenas 7 vitórias e 22 derrotas, marcando um total de 724 pontos. O time terminou o campeonato como último colocado.[43]

San Antonio Spurs (2013)[editar | editar código-fonte]

Um ano após ter largado a NBA para tentar a sorte no basquetebol chinês, Tracy voltou para a NBA, dessa vez para jogar pelo San Antonio Spurs. O jogador foi contratado para suprir a lesão de Manu Ginóbili e Boris Diaw (a equipe também havia dispensado Stephen Jackson). Em sua rápida passagem pela equipe de San Antonio, teve sua 9ª oportunidade de participar dos playoffs, já que não havia atuado por nenhuma equipe da NBA na temporada.[4] Tracy volta a jogar na NBA, depois de quase um ano fora; sua última partida havia sido em 10 de Maio de 2012 pelo Atlanta Hawks contra o Boston Celtics.[44] O jogador foi à quadra no dia 28 de Abril de 2013, jogando contra o Los Angeles Lakers, faltando 5 minutos e 15 segundos para acabar a partida, substituindo Tim Duncan. Não conseguiu pontuar e terminou a partida com um roubo de bola, uma assistência, uma falta e um turnover.[45] Tracy jogou por mais seis partidas pelo San Antonio Spurs e acabou se tornando vice-campeão da NBA, após a derrota por 95-88 para o Miami Heat.[46] [47] [48] Após a derrota nas finais, Tracy adotou como opção uma possível volta ao basquetebol chinês,[49] [50] [51] [52] [53] anunciando a sua aposentadoria na NBA no dia 26 de Agosto,[1] afirmando que "teve uma grande trajetória, mas é hora de chegar ao fim".[5] [54]

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

LEGENDA
 PJ  Partidas disputadas  PT  Partidas iniciadas  MPJ  Minutos por jogo  AP  Arremessos de quadra (%)
 3P  Arremessos de 3 pontos (%)  LL  Lances-livre (%)  RT  Rebotes por partida  AS  Assistências por partida
 BR  Roubos de bola por partida  TO  Tocos por partida  PPJ  Pontos por partida  Negrito  Pontuação máxima


Temporada regular[editar | editar código-fonte]

McGrady jogando pelo Houston Rockets contra o Washington Wizards.
Temporada Time GP GS MPG FG% 3P% FT% RPG APG SPG BPG PPG Ref
1997-98 Toronto Raptors 64 17 18.4 45.0 34.1 71.2 4.2 1.5 0.8 1.0 7.0 [55] [56]
1998-99 Toronto Raptors 49 2 22.6 43.6 22.9 73.6 5.7 2.3 1.1 1.3 9.3 [55] [56]
1999-00 Toronto Raptors 79 34 31.2 45.1 27.7 70.7 6.3 3.3 1.1 1.9 15.4 [55] [56]
2000-01 Orlando Magic 77 77 40.1 45.7 35.5 73.3 7.5 4.6 1.5 1.5 26.8 [55] [56]
2001-02 Orlando Magic 76 76 38.3 45.1 36.4 74.8 7.9 5.3 1.6 1.0 25.6 [55] [56]
2002-03 Orlando Magic 75 74 39.4 45.7 38.6 79.3 6.5 5.5 1.7 0.8 32.1 [55] [56]
2003-04 Orlando Magic 67 67 39.9 41.7 33.9 79.6 6.0 5.5 1.4 0.6 28.0 [55] [56]
2004-05 Houston Rockets 78 78 40.8 43.1 32.6 77.4 6.2 5.7 1.7 0.7 25.7 [55] [56]
2005-06 Houston Rockets 47 47 37.1 40.6 31.2 74.7 6.5 4.8 1.3 0.9 24.4 [55] [56]
2006-07 Houston Rockets 71 71 35.8 43.1 33.1 70.7 5.3 6.5 1.3 0.5 24.6 [55] [56]
2007-08 Houston Rockets 66 62 37.0 41.9 29.2 68.4 5.1 5.9 1.0 0.5 21.6 [55] [56]
2008-09 Houston Rockets 35 35 33.7 38.8 37.6 80.1 4.4 5.0 1.2 0.4 15.6 [55] [56]
2009-10 Houston Rockets 6 0 7.7 36.8 50.0 66.7 0.8 1.0 0.0 0.3 8.2 [55] [56]
New York Knicks 24 24 26.1 38.9 24.2 75.4 3.7 3.9 0.6 0.5 9.4 [55] [56]
2010-11 Detroit Pistons 72 39 23.4 44.2 34.1 69.8 3.5 3.5 0.9 0.5 8.0 [55] [56]
2011-12 Atlanta Hawks 52 0 16.1 43.7 45.5 67.5 3.0 2.1 0.3 0.3 5.3 [55] [56]
2012-13 Qingdao Eagles 29 27 31.6 56.1 33.3 72.2 7.2 5.1 1.6 0.6 25.0 [43] [57]

Playoffs[editar | editar código-fonte]

Temporada Time GP GS MPG FG% 3P% FT% RPG APG SPG BPG PPG Ref
1999-00 Toronto Raptors 3 3 37.0 38.6 28.6 87.5 7.0 3.0 1.0 1.0 16.7 [55] [56]
2000-01 Orlando Magic 4 4 44.5 41.5 20.0 81.6 6.5 8.3 1.8 1.3 33.8 [55] [56]
2001-02 Orlando Magic 4 4 44.5 46.2 31.3 73.9 6.3 5.5 0.5 1.8 30.8 [55] [56]
2002-03 Orlando Magic 7 7 44.0 44.8 34.0 77.3 6.7 4.7 2.0 0.9 31.7 [55] [56]
2004-05 Houston Rockets 7 7 43.0 45.6 37.0 82.4 7.4 6.7 1.6 1.4 30.7 [55] [56]
2006-07 Houston Rockets 7 7 40.0 39.4 25.0 73.7 5.9 7.3 0.7 0.9 25.3 [55] [56]
2007-08 Houston Rockets 6 6 41.2 42.5 20.8 62.3 8.2 6.8 1.5 0.8 27.0 [55] [56]
2011-12 Atlanta Hawks 6 0 15.0 38.5 0.0 83.3 2.8 1.0 0.0 0.3 4.2 [55] [56]
2012-13 San Antonio Spurs 6 0 5.2 0.0 0.0 0.0 1.4 1.2 0.3 0.5 0.0 [55] [56]

Seleção[editar | editar código-fonte]

Ano Seleção Campeonato GP GS MPG FG% 3P% FT% RPG APG SPG BPG PPG Ref
2003 Estados Unidos Copa América de Basquetebol Masculino 7 20.8 54.4 42.1 40 2.9 3 1.3 0.6 12.6 [58]

Conquistas[editar | editar código-fonte]

Primeiro Time: 2002, 2003
Segundo Time: 2001, 2004, 2007
Terceiro Time: 2005, 2008

Referências

  1. a b Ex-cestinha da NBA, Tracy McGrady anuncia a aposentadoria espn.com.br (26 de Agosto de 2013). Visitado em 26 de Agosto de 2013. "Um dos maiores jogadores da última década na NBA, Tracy McGrady anunciou sua aposentadoria nesta segunda-feira em um programa da ESPN dos Estados Unidos."
  2. a b Leitzke, Wagner. T-MAC COMPLETA 33 ANOS TENTANDO RENASCER. Visitado em 27 de Agosto de 2013. "Tracy McGrady chegou à NBA no já longíquo ano de 1997, sendo draftado pelo Toronto Raptors como a nona escolha daquele ano, para atuar junto com o seu primo e estrela da franquia Vince Carter."
  3. 火箭官网宣布麦蒂改穿3号 新球衣售价50美元(图) (em Chinês) sports.sina.com.cn (14 de Julho de 2009). Visitado em 27 de Agosto de 2013. "麦蒂2007年曾造访非洲,之后他拍摄了名为“三分”的纪录片,呼吁全世界关注当地灾民的生活。"
  4. a b LANCEPRESS! (17 de Abril de 2013). San Antonio Spurs acerta com Tracy McGrady para os Playoffs lancenet.com.br. Visitado em 22 de Abril de 2013.
  5. a b Armador Tracy McGrady anuncia sua aposentadoria aos 34 anos esporte.uol.com.br (26 de Agosto de 2013). Visitado em 26 de Agosto de 2013.
  6. 13 points, 33 seconds: The night Tracy McGrady was a basketball god (em Inglês) sbnation.com (27 de Agosto de 2013). Visitado em 30 de Agosto de 2013. "On Dec. 9, 2004, the Rockets needed 13 points to top the Spurs, 81-80. That they did so within the final 33 seconds is perhaps unprecedented in an NBA game."
  7. WE REMINISCE: TRACY MCGRADY & 13 POINTS IN 35 SECONDS (em Inglês) dimemag.com (7 de Março de 2013). Visitado em 30 de Agosto de 2013.
  8. a b c d e f g h i j k l m n JockBio: Tracy McGrady Biography (em inglês) jockbio.com. Visitado em 22 de Abril de 2013.
  9. 1997 Nba Draft (em inglês) basketball-reference.com. Visitado em 22 de Abril de 2013.
  10. Toronto Raptors at Miami Heat Box Score, October 31, 1997 (em inglês) basketball-reference.com. Visitado em 22 de Abril de 2013.
  11. a b c d e f g h Tracy McGrady NBA & ABA Stats (em inglês) basketball-reference.com. Visitado em 22 de Abril de 2013.
  12. Los Angeles Clippers at Toronto Raptors Box Score, October 31, 1997 (em inglês) basketball-reference.com. Visitado em 22 de Abril de 2013.
  13. McGrady switches courses again, plans to sign with Magic (em Inglês) sportsillustrated.cnn.com (12 de Julho de 2000). Visitado em 12 de Setembro de 2013.
  14. Tracy McGrady 2000-01 Game Log (em inglês) basketball-reference.com. Visitado em 22 de Abril de 2013.
  15. Orlando Looks Like Ewing's Next Stop (em inglês) nytimes.com. Visitado em 22 de Abril de 2013.
  16. Washington Wizards at Orlando Magic Boxscore, March 8, 2002 (em inglês) basketball-reference.com. Visitado em 22 de Abril de 2013.
  17. ALL STAR 2002 (em inglês) nba.com. Visitado em 22 de Abril de 2013.
  18. Detroit Pistons at Orlando Magic Boxscore, December 25, 2002 (em inglês) basketball-reference.com. Visitado em 22 de Abril de 2013.
  19. Denver Nuggets at Orlando Magic Boxscore, December 25, 2002 (em inglês) basketball-reference.com. Visitado em 22 de Abril de 2013.
  20. Orlando Magic at Detroit Pistons Boxscore, April 23, 2003 (em inglês) basketball-reference.com. Visitado em 22 de Abril de 2013.
  21. Tracy McGrady 2003-04 Game Log (em inglês) basketball-reference.com. Visitado em 22 de Abril de 2013.
  22. 2003-04 Orlando Magic Roster & Stats (em inglês) basketball-reference.com. Visitado em 22 de Abril de 2013.
  23. Orlando Magic at Cleveland Cavaliers Boxscore, January 26, 2004 (em inglês) basketball-reference.com. Visitado em 22 de Abril de 2013.
  24. Washington Wizards at Orlando Maigc Boxscore, March 10, 2004 (em inglês) basketball-reference.com. Visitado em 22 de Abril de 2013.
  25. Houston Rockets News (2 de Novembro de 2004). Rockets signs McGrady to Extension insidehoops.com. Visitado em 22 de Abril de 2013.
  26. San Antonio Spurs at Houston Rockets Play-by-Play, December 9, 2004 (em inglês) basketball-reference.com. Visitado em 22 de Abril de 2013.
  27. 2004-05 Houston Rockets Roster and Stats (em inglês) basketball-reference.com. Visitado em 22 de Abril de 2013.
  28. A Look Back at Tracy McGrady's Career (em Inglês) nba.com (26 de Agosto de 2013). Visitado em 11 de Setembro de 2013. "and his game-high 36 points in front of the Houston fans during the 2006 All-Star Game."
  29. 2005-06 Houston Rockets Roster and Stats (em inglês) basketball-reference.com. Visitado em 23 de Abril de 2013.
  30. Jonathan Feigen (29 de Dezembro de 2006). Back treatment has McGrady feeling good chron.com. Visitado em 23 de Abril de 2013.
  31. 2006-07 Houston Rockets Roster and Stats (em inglês) basketball-reference.com. Visitado em 23 de Abril de 2013.
  32. Tracy McGrady 2006-07 Game Log (em inglês) basketball-reference.com. Visitado em 22 de Abril de 2013.
  33. 2007-08 Houston Rockets Roster and Stats (em inglês) basketball-reference.com. Visitado em 23 de Abril de 2013.
  34. McGrady says he will have a surgery (em inglês) espn.go.com (18 de fevereiro de 2009). Visitado em 23 de Abril de 2013.
  35. Los Rockets buscan canjear a McGrady (em espanhol) univision.com (30 de Dezembro de 2009). Visitado em 23 de Abril de 2013.
  36. Knicks Acquire Seven-Time All-Star Tracy McGrady (em inglês) nba.com (19 de Fevereiro de 2010). Visitado em 23 de Abril de 2013.
  37. Tracy McGrady Signs with Detroit Pistons: How Will He Impact the Team? (em inglês) bleacherreport.com (11 de Agosto de 2010). Visitado em 23 de Abril de 2013.
  38. 2010-11 Detroit Pistons Roster and Stats (em inglês) basketball-reference.com. Visitado em 23 de Abril de 2013.
  39. Tracy McGrady agrees with Atlanta Hawks on one-year veteran minimum deal (em inglês) espn.go.com (7 de Dezembro de 2011). Visitado em 23 de Abril de 2013.
  40. 2011-12 Atlanta Hawks Roster and Stats (em inglês) basketball-reference.com. Visitado em 23 de Abril de 2013.
  41. Goodbye NBA, Hello China (em inglês) t-mac.com (9 de Outubro de 2012). Visitado em 23 de Abril de 2013.
  42. Regular Season Round 13: Guangsha L. - Qingdao E. 108-102 (em inglês) eurobasket.com (23 de Dezembro de 2012). Visitado em 23 de Abril de 2013.
  43. a b Tracy McGrady Player Profile (em inglês) usbasket.com. Visitado em 23 de Abril de 2013.
  44. Tracy McGrady 2011-12 Game Log (em inglês) basketball-reference.com. Visitado em 30 de Abril de 2013.
  45. Spurs at Lakers - April 28, 2013 - Game Preview, Play by Play, Scores and Recap (em inglês) nba.com. Visitado em 30 de Abril de 2013.
  46. Com show de LeBron, Miami bate San Antonio e vence a NBA pela 3ª vez folha.uol.com.br (21 de Junho de 2013). Visitado em 26 de Agosto de 2013. "Em uma das séries finais mais equilibradas dos últimos anos, o Miami Heat sagrou-se tricampeão da NBA na madrugada desta sexta-feira, ao vencer o San Antonio Spurs por 95 a 88 e fechar por 4 a 3 a série melhor de sete da final."
  47. Amick, Sam (21 de Junho de 2013). San Antonio Spurs won't forget this NBA Finals loss (em Inglês) usatoday.com. Visitado em 26 de Agosto de 2013.
  48. Dart, Tom (21 de Junho de 2013). San Antonio Spurs lost an NBA Finals – now they need a new plotline (em Inglês) theguardian.com. Visitado em 26 de Agosto de 2013.
  49. Moore, Matt (28 de Julho de 2013). Tracy McGrady says he may return to China next season (em Inglês) cbssports.com. Visitado em 26 de Agosto de 2013.
  50. Pollakoff, Brett (28 de Julho de 2013). Tracy McGrady says he may return to play in China (em Inglês) probasketballtalk.nbcsports.com. Visitado em 26 de Agosto de 2013.
  51. Tracy McGrady May Play in China This Season (em Inglês) slamonline.com (28 de Julho de 2013). Visitado em 26 de Agosto de 2013.
  52. T-mac to reveal next career move (em Inglês) china.org.cn (11 de Agosto de 2013). Visitado em 26 de Agosto de 2013.
  53. Zimmerman, Kevin (12 de Agosto de 2013). Tracy McGrady will soon decide between NBA and China (em Inglês) sbnation.com. Visitado em 26 de Agosto de 2013.
  54. McGrady announces retirement (em Inglês) msn.foxsports.com (26 de Agosto de 2013). Visitado em 26 de Agosto de 2013. "McGrady didn't rule out continuing his career overseas, perhaps in China where he played last season."
  55. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y Tracy McGrady Career Stats Page (em Inglês) nba.com. Visitado em 28 de Agosto de 2013.
  56. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y Tracy McGrady - San Antonio Spurs - National Basketball Association (em Inglês). Visitado em 28 de Agosto de 2013.
  57. CBA球员介绍:麦克格雷迪 (em Chinês) cbadata.sports.sohu.com. Visitado em 28 de Agosto de 2013.
  58. Tracy Lamar McGrady's profile - 2003 Panamerican Olympic Qualifying Tournament for Men (em Inglês) archive.fiba.com. Visitado em 28 de Agosto de 2013.
  59. NBA & ABA Year-by-Year Leaders and Records for Points Per Game (em Inglês) basketball-reference.com. Visitado em 28 de Agosto de 2013.
  60. 2001 All-Star Game recap (em Inglês) nba.com (21 de Fevereiro de 2013). Visitado em 28 de Agosto de 2013.
  61. 2002 All-Star Game recap (em Inglês) nba.com (27 de Fevereiro de 2013). Visitado em 28 de Agosto de 2013.
  62. 2003 All-Star Game recap (em Inglês) nba.com (27 de Fevereiro de 2013). Visitado em 28 de Agosto de 2013.
  63. 2004 All-Star Game recap (em Inglês) nba.com (27 de Fevereiro de 2013). Visitado em 28 de Agosto de 2013.
  64. 2005 All-Star Game recap (em Inglês) nba.com (27 de Fevereiro de 2013). Visitado em 28 de Agosto de 2013.
  65. 2006 All-Star Game recap (em Inglês) nba.com (27 de Fevereiro de 2013). Visitado em 28 de Agosto de 2013.
  66. 2007 All-Star Game recap (em Inglês) nba.com (27 de Fevereiro). Visitado em 28 de Agosto de 2013.
  67. All-NBA Teams (em Inglês) nba.com. Visitado em 28 de Agosto de 2013.
  68. a b Tracy McGrady (em Inglês) nba.com. Visitado em 28 de Agosto de 2013.
  69. Most Improved Player (em Inglês) nba.com. Visitado em 28 de Agosto de 2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Tracy McGrady