Érico XI da Suécia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Érico XI
Rei da Suécia
1º Reinado 1222 a 28/29 de novembro de 1229
Predecessor João I
Sucessor(a) Canuto II
2º Reinado 1234 a 2 de fevereiro de 1250
Predecessor Canuto II
Sucessor Valdemar
 
Esposa Catarina Sunnesdotter
Casa Érico
Nascimento 1216
Morte 2 de fevereiro de 1250 (34 anos)
Religião Catolicismo
Pai Érico X da Suécia
Mãe Ricarda da Dinamarca

Érico XI (12162 de fevereiro de 1250), também chamado de "Érico, o Coxo", foi o Rei da Suécia em dois momentos diferentes, primeiro de 1222 até ser deposto em 1229 por Canuto II, e depois de 1234 até sua morte em 1250. Era filho do rei Érico X e sua esposa Riquilda de Dinamarca.[1][2]

História[editar | editar código-fonte]

Érico nasceu após a morte de seu pai, Érico X (Erik Knutsson), e foi coroado rei - aos seis anos de idade - em 1222,[3] ano em que faleceu João I (Johan Sverkersson), o rei que havia substituído a seu pai.
Dada a sua idade, a regência do país estava na mão de um grupo de conselheiros de estado (rådsherrar) - liderado pelo bispo Bengt de Skara e pelo grande senhor Knut Holmgersson.[4] Embora Érico tivesse o apoio do papa, a aristocracia sueca preferia João I - que na época tinha uns 15 anos de idade. João I faleceu porém muito jovem, e Érico contava apenas com seis anos quando foi eleito novo rei.

Depois de sete anos no trono, e sendo ainda menor de idade, foi derrubado na sequência da batalha de Olustra em 1229, e destronado, tendo então Canuto Holmgersson, sido eleito como novo monarca. Em 1234, Canuto faleceu, e Érico foi eleito novamente rei. Nessa altura, tinha cerca de 18 anos, e a partir dessa data governou até a sua morte, em 1250.

Durante o seu reinado, foi pacificada e alargada uma grande parte da Finlândia (Tavastland), foi introduzido um novo sistema de impostos, e a igreja da Suécia foi reformada.[1]

Érico se casou com Catarina Sunnesdotter, membra da Casa de Bjälbo e neta do rei Sverker II. Não teve filhos, pelo que a Dinastia dos Éricos chegou ao fim da sua linhagem masculina. Foi sepultado no Convento de Varnhem.[5]

Referências

  1. a b Harrison, Dick (16 de março de 2017). «Var Erik läspe och halte verkligen läsp och halt?». Svenska Dagbladet. ISSN 1101-2412. Consultado em 12 de março de 2017 
  2. Lagerqvist, Lars; Nils Åberg (2004). «Erik (XI) Eriksson "Läspe och Halte"». Litet lexikon över Sveriges regenter (Pequeno léxico dos regentes da Suécia) (em sueco). Boda kyrkby: Vincent. p. 17. 63 páginas. ISBN 91-87064-43-X 
  3. Ernby, Birgitta; Martin Gellerstam, Sven-Göran Malmgren, Per Axelsson, Thomas Fehrm (2001). «Erik läspe och halte». Norstedts första svenska ordbok (em sueco). Estocolmo: Norstedts ordbok. p. 146. 793 páginas. ISBN 91-7227-186-8 
  4. Harrison, Dick (2009). «Kungar och folkungar». Sveriges historia. 600-1350 (em sueco). Estocolmo: Norstedts. p. 250-255. 502 páginas. ISBN 978-91-1-302377-9 
  5. Larsson, Lars-Ove (1993). «Medeltiden». Vem är vem i svensk historia. Från år 1000 till 1900 (em sueco). Estocolmo: Prisma. p. 9. 208 páginas. ISBN 91-518-3427-8 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Precedido por
João I
Reis da Suécia
1222-1229
Sucedido por
Canuto II
Precedido por
Canuto II
Reis da Suécia
1234-1250
Sucedido por
Valdemar
Ícone de esboço Este artigo sobre reis é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.