Érico da Pomerânia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde Julho de 2008). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Érico da Pomerânia
Rei da Noruega
Reinado 28 de outubro de 1412 a 1442
Predecessora Margarida
Sucessor(a) Cristóvão
Rei da Dinamarca
Reinado 28 de outubro de 1412 a 1439
Predecessora Margarida I
Sucessor Cristóvão III
Rei da Suécia
Reinado 28 de outubro de 1412
a 24 de setembro de 1439
Predecessora Margarida
Sucessor Cristóvão
 
Esposa Filipa da Inglaterra
Casa Pomerânia
Nascimento 1382
  Rügenwalde, Pomerânia, Sacro Império Romano-Germânico
Morte 3 de maio de 1459 (78 anos)
  Rügenwalde, Pomerânia, Sacro Império Romano-Germânico
Enterro Igreja da Abençoada Virgem Maria, Darłowo, Polônia
Pai Venceslau VII, Duque da Pomerânia
Mãe Maria de Mecklemburgo-Schwerin
Brasão

Érico da Pomerânia (em sueco: Erik av Pommern; em dinamarquês: Erik af Pommern; em norueguês: Erik av Pommern; Rügenwalde, 1382 – Rügenwalde, 3 de maio de 1459) foi o Rei da Noruega como Érico III, Rei da Dinamarca como Érico VII e também Rei da Suécia como Érico XIII. Foi o primeiro monarca da União de Kalmar, sucedendo a sua mãe adotiva Margarida I da Dinamarca. O seu epíteto "da Pomerânia" é um carimbo negativo, marcando o seu caráter alemão e não nórdico.[1]

Aos 6 anos de idade, foi adotado pela rainha Margarida I da Dinamarca, tendo ido passar a viver na Dinamarca, e mudado de nome de Bogislav para Erik. Em 1392, foi coroado rei da Noruega, e em 1397, foi coroado rei da Dinamarca e da Suécia. Aos 15 anos, Erik era o monarca da União de Kalmar, abrangendo a Dinamarca, a Noruega e a Suécia. Aos 24 anos, casou com a princesa Filipa da Inglaterra, de 12 anos. O casamento não teve descendentes.
Erik tentou criar um espírito de unidade entre os três reinos, com ele como monarca autoritário. Mas acabou por criar inimizades, que levaram a guerras com a Liga Hanseática e com Holstein, assim como rebeliões na Suécia e na Noruega. Finalmente, em 1439, foi deposto como rei da Dinamarca, da Noruega e da Suécia. Refugiou-se então na ilha da Gotlândia, dedicando-se à pirataria contra a Liga Hanseática. Em 1449, foi obrigado a abandonar a Gotlândia e voltar à Pomerânia, onde morreu 10 anos mais tarde, aos 77 anos de idade.[2][3][4]

Referências

  1. Lars-Olof Larsson. «Kung över Nordens riken» (em sueco). Populär historia, 2001. Consultado em 22 de março de 2017 
  2. «Erik av Pommern» (em sueco). Kalmar läns museum. Consultado em 22 de março de 2017 
  3. Gottfrid Carlsson. «Erik av Pommern» (em sueco). Svenskt biografiskt lexikon (Riksarkivet) - Dicionário Biográfico Sueco (Arquivo Nacional Sueco). Consultado em 22 de março de 2017 
  4. Örjan Martinsson. «Erik av Pommern» (em sueco). Tacitus.nu. Consultado em 22 de março de 2017 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Precedido por:
Margarida I
Margrete I
Margareta
Rei da Noruega
1412–1442
Seguido por:
Cristóvão
Kristoffer av Bayern
Christoffer af Bayern
Kristoffer av Bayern
Rei da Dinamarca
1412–1439
Rei da Suécia
1412–1439