Dinastia de Vasa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Casa de Vasa)
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde janeiro de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Dinastia de Vasa
em sueco: Vasaätten
em polonês: Wazowie
Arms of the House of Vasa.svg
Estado Suécia
Polônia
Rússia
Lituânia
Finlândia
Título Reis da Suécia
Reis da Polônia
Grão-duques da Lituânia
Czares da Rússia
Grão-duques da Finlândia
Origem
Fundador Gustavo I da Suécia
Fundação 1523
Atual soberano
Último soberano Cristina da Suécia
João II Casimiro Vasa
Dissolução 1654 na Suécia
1668 na República das Duas Nações
Linhagem secundária

A Casa de Vasa (em sueco Vasaätten) foi a Casa Real da Suécia de 1523 a 1654, e da Polônia de 1587 a 1668.[1]

Reis e rainha da Suécia[editar | editar código-fonte]

Em 1654, Cristina, a filha de Gustavo Adolfo, o vencedor protestante da Guerra dos Trinta Anos, abdicou, converteu-se ao Catolicismo e deixou o país. O trono passou para seu primo Carlos X da Casa de Palatinado-Zweibrücken, o ramo mais novo dos Wittelsbach.

Reis da Polônia[editar | editar código-fonte]

João III da Suécia casou-se com Catarina Jagelão, a irmã de Sigismundo II da Polônia e quando Sigismundo morreu sem deixar herdeiro masculino, seu filho foi eleito rei da Polônia como Sigismundo III em 1587. Com a morte de João, Sigismundo também ganhou o trono sueco.

Entretanto, Sigismundo era católico, o que o fez perder seu trono na Suécia. Seu tio Carlos IX sucedeu-lhe. A partir deste ponto, há duas Casas de Vasa: a principal, do ramo dos governantes católicos na Polônia, e a secundária, do ramo dos governantes protestantes na Suécia. Esta situação levou a numerosas guerras entre os dois Estados. Depois de João, a Vasa polonesa foi extinta.

Referências

  1. Miranda, Ulrika Junker; Anne Hallberg (2007). «Vasaätten». Bonniers uppslagsbok (em sueco) (Estocolmo: Albert Bonniers Förlag). p. 1071. ISBN 91-0-011462-6.