Érico VI da Suécia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Érico VI
Imagem fantasiosa de Érico o Vitorioso
Rei da Suécia
Reinado c. 970 a c. 995
Sucessor(a) Olavo
 
Esposas Sigride, a Orgulhosa
Aud Haakonsdottir de Lade
Descendência Olavo, o Tesoureiro
Casa Munsö
Nascimento c. 945
Morte c. 995 (50 anos)
Pai Björn III da Suécia

Érico VI (c. 945 – c. 995), também chamado de Érico, o Vitorioso, foi um rei dos Sveas que parece ter reinado com estabilidade a partir de 970 sobre a Svealand, a Gotlândia Oriental e a Ocidental, isto é, o núcleo inicial do Reino da Suécia.

É o primeiro monarca sueco de quem se tem algum conhecimento concreto. É-lhe atribuída a fundação da cidade viquingue de Sigtuna.[1][2][3]

Se debate se ele realmente pode ser qualificado como Rei da Suécia, já que seu filho Olavo foi o primeiro governante a ser aceito pelos suíones do lago Mälaren e pelos godos do lago Vättern, embora por um período limitado.

Érico recebeu posteriormente o número régio de VI, uma invenção moderna de Johannes Magnus na sua obra fantasiosa História de todos os reis dos godos e dos suíones (do século XVI), baseada em uma contagem para trás a partir de Érico XIV, que adotou seu numeral de acordo com a história fictícia da Suécia. Não se sabe se ao certo houve monarcas suecos anteriores com o nome de Érico, com alguns historiadores defendendo que existiram vários Éricos antes de Érico VI.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Segundo as fontes que tratam sobre seu reinado - sagas islandesas, crônica de Adão de Brema e Gesta Danorum - Érico foi coroado pelo ano de 970 quando ainda governava com seu irmão Olavo II. Em aproximadamente 975, Olavo morreu e Érico passou a governar sozinho.

Segundo as sagas, Olavo teria tido um filho, Styrbjörn, o Forte, que provavelmente era um chefe tribal de Escânia e que ambicionou o trono de seu pai logo após a morte deste. Érico se negou a reconhecer os direitos de Styrbjörn e este se aliou aos viquingues de Jomsborg, mercenários que habitavam a ilha de Wolin, com os quais dirigiu uma campanha a Uplândia para enfrentar Érico. No ano de 985, os exércitos de Érico e Styrnbjörn se enfrentaram na região de Uppsala, na batalha de Fyrisvallarna que terminou com a vitória de Érico. A partir dessa batalha, Érico ficou conhecido como ‘O vitorioso’.

Érico também havia expulsado o rei Sueno Barba-Bifurcada da Dinamarca e governado esse reino depois de ele ter mandado tropas para terras dinamarquesas e tirado o apoio dos dinamarqueses a Styrbjörn. Governou por muito pouco tempo a Dinamarca, pois uma enfermidade obrigou-o a voltar para Uppsala. Durante a sua estadia nesse país, teria aderido ao cristianismo e sido batizado, para agradar aos dinamarqueses, tendo porém mais tarde voltado à religião pagã nórdica. Faleceu em 995, sendo sucedido por seu filho menor de idade, Olavo, o Tesoureiro "o Tesoureiro"[4][5][6].

Relações familiares[editar | editar código-fonte]

Foi filho de Biorno III da Suécia [7], e o 2.º marido de Sigride, a Orgulhosa (anteriormente casada com Sueno I da Dinamarca), filha de Miecislau I (962992), de quem teve:

  1. Olavo, o Tesoureiro (960 — c. 1022)[8] casou-se com Astride dos Obotritas, princesa "dos Obotritas[9][10]" (uma tribo eslava ocidental). Diz-se também que tinha uma amante, chamada Edla
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Érico VI da Suécia

Referências

  1. Örjan Martinsson. «Erik Segersäll» (em sueco). Tacitus.nu. Consultado em 16 de novembro de 2016 
  2. Sture Bolin. «Erik Segersäll» (em sueco). Svenskt biografiskt lexikon (Riksarkivet) - Dicionário Biográfico Sueco (Arquivo Nacional Sueco). Consultado em 16 de novembro de 2016 
  3. «E. Segersäll» (em sueco). Projekt Runeberg - Nordisk familjebok. Consultado em 16 de novembro de 2016 
  4. LAGERQVIST, Lars. Sverige och dess regenter under 1000 år. Estocolmo: Bonnier, 1976. p. 23. ISBN 91-0-041538-3
  5. Enciclopédia Nacional Sueca – Erik Segersäll
  6. HEDIN, Gunnar. Sveriges kungar och drottningar under tusen år. Vimmerby: Företagsgruppen, 2002. p. 10. ISBN 91-631-2020-8
  7. [http://runeberg.org/nfbc/0322.html The article Björn in Nordisk familjebok
  8. MELIN, Jan; JOHANSSON, Alf; HEDENBORG, Susanna. Sveriges historia (em sueco). Estocolmo: Prisma, 2006. Capítulo: Järnåldern.  38 p. ISBN ISBN 91-518-4666-7
  9. Herrmann, Joachim. Die Slawen in Deutschland. Berlim: Akademie-Verlag GmbH, 1970. (em alemão)
  10. Turasiewicz, A., Dzieje polityczne Obodrzyców od IX wieku do utraty niepodległości w latach 1160 - 1164, Varsóvia 2004, ISBN 83-88508-65-2 (em polonês)
Precedido por
Emundo II da Suécia
(Emund Eriksson)
Margrave's coronet.png
Rei da Suécia

970-995
Sucedido por
Olavo, o Tesoureiro
(Olof Skötkonung)