ALCO RS-3

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


ALCO RS-3
BSicon exTRAIN3.svg
RS-3 CBTU nº7108
Descrição
Propulsão Diesel-Elétrica
Fabricante American Locomotive Company ( Estados Unidos)
Número de série 77650-77697
Modelo RS-3 (E1662)[1]
Ano de fabricação 1952/53 (Brasil)
Locomotivas fabricadas 48 - Brasil
Classificação AAR B-B
Tipo de serviço Carga
Características
Bitola 1,600 m (Brasil)
Diâmetro das rodas 40"
Distância entre eixos 2.845 mm
Comprimento 18.990 mm
Altura 4.180 mm
Peso da locomotiva 109.960 kg
Peso por eixo 27.490kg
Peso aderente 109.960 kg
Tipo de combustível diesel
Fabricante do motor ALCO
Tipo de motor ALCO 244
Gerador GT 5 B 1 A 1
Tamanho dos cilindros 9" x 10 1/2"
Tipo de transmissão Elétrica
Tração múltipla Sim
Performance
Velocidade máxima 104 km/h
Potência disponível para tração 1.500hp
Esforço de tração 23.835 kgf
Raio mínimo de inscrição 45,12 m
Freios da locomotiva 65L Wabco
Operação
Ferrovias Originais EFCB
Ferrovias que operou RFFSA, CBTU
Número de locomotivas na classe 3301-3348 - EFCB
Apelidos Canadenses e Rabo Quente
Local de operação Rio de Janeiro, Minas Gerais e São Paulo
Data de entrega a partir de 1952
Ano da saída do serviço anos 1970-80
Unidades preservadas 7108 em Engenho de Dentro
Proprietário atual ABPF, CPTM, Metrô de Belo Horizonte e Supervia
Situação #7108 aguardando restauro em poder da ABPF, atual série 6000 na CPTM (#6001 a #6008) e #7103, #7114, #7115 e #7125 em operação na Supervia

As locomotivas Diesel-Elétrica ALCO RS-3 foram compradas pela EFCB no processo de dieselização das suas linhas, em 1952. Todas elas foram fabricadas pela Montreal Locomotive Works, subsidiária canadense da American Locomotive Company americana.

As RS-3 da EFCB foram transferidas para a RFFSA - Rede Ferroviária Federal S/A, posteriormente passaram a integrar as frotas da CPTM em São Paulo, do Metrô de Belo Horizonte em Minas Gerais, e da Supervia no Rio de Janeiro. A maioria dessas locomotivas encontram-se em operação até os dias atuais.

A CPTM possui oito locomotivas ALCo RS-3 (#6001 a #6008), sendo que três vieram da SP-3 da RFFSA, quando foi criada a CPTM. Outras cinco locomotivas foram compradas da CBTU, em 1995. Duas delas (#6001 e #6004) estão atualmente pintadas nas cores do Expresso Turístico, trem de turísmo que circula nos finais de semana partindo da Estação da Luz com três destinos distintos: Jundiaí, Paranapiacaba e Mogi das Cruzes.

A Supervia possui quatro locomotivas ALCo RS-3 (#7103, #7114, #7115 e #7125) herdadas da RFFSA, que são utilizadas como veículo de manutenção e no transporte de passageiros.

O Metrô de Belo Horizonte possui uma locomotiva ALCo RS-3 (#009), utilizada como veículo de manutenção.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Inserra, Andy; et al. «Alco Export Lists» (HTM) (em inglês). Consultado em 13 de Janeiro de 2009 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre ALCO RS-3
Ícone de esboço Este artigo sobre Locomotiva é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.