Aline Sleutjes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Aline Sleutjes
Deputada Federal pelo Paraná
Período 1° de fevereiro de 2019
até atualidade
Vereadora de Castro
Período De 1º de janeiro de 2005
até 31 de dezembro de 2008

De 1º de janeiro de 2013
até 31 de dezembro de 2016

Dados pessoais
Nome completo Aline Sleutjes
Nascimento 26 de julho de 1979 (40 anos)[1]
Castro, Paraná
Nacionalidade Brasileira
Partido PSDB (1998–2008)
DEM
PSDC
PSL (2018-presente)
Profissão Agente administrativa[2] e professora[1]

Aline Sleutjes (Castro, 26 de julho de 1979) é uma agente administrativa, profissional de educação física, professora e política brasileira filiada ao Partido Social Liberal (PSL).[2] Atualmente exerce o mandato de deputada federal.[1][3][4]

Vida pessoal e profissional[editar | editar código-fonte]

Descendente de neerlandeses que imigraram para o Brasil,[5][6][7] seus avós paternos, Maria Anna van der Heijden e Adrianus Martinus Sleutjes, nasceram nos Países Baixos e juntamente com os filhos deixaram o país em 1949.[8][9] Junto com outras famílias holandesas, estabeleceram-se na colônia de Holambra, na região de Campinas, em São Paulo.[8] Em 1953 a família Sleutjes fixou residência na região dos Campos Gerais, no município de Castro, no Paraná, dedicando-se a agricultura e a pecuária.[7][9] Filha de Albertus Maria Sleutjes e Lilia Krelling Sleutjes, Aline nasceu na cidade de Castro em 1979.[2]

Moradora de uma das maiores bacias leiteiras do país,[10] aos oito anos de idade já ajudava na vocação familiar, ajudando o pai, que é holandês, a entregar leite nas redondezas.[11] De 14 para 15 anos foi secretária de uma academia, sendo o seu primeiro emprego de fato e já na época do colegial foi presidente do grêmio estudantil.[11]

Em 1997 Aline formou-se em educação física pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG).[1][12] Em 2012 concluiu a pós-graduação em Gestão Escolar pelo Centro Universitário Barão de Mauá, em Ribeirão Preto, São Paulo.[1]

No âmbito profissional foi coordenadora do Departamento de Esporte e Lazer, na Prefeitura Municipal de Castro, de 2000 a 2004;[1] foi também coordenadora e diretora da Escola Nova Geração, de 2009 a 2012, e diretora do Colégio Sepam, de 2016 a 2017, ambos na cidade de Castro; e ainda assessora parlamentar, sendo chefe de gabinete do deputado estadual Ricardo Arruda (PSL), na Assembleia Legislativa do Paraná, no ano de 2017.[1][3]

Carreira política[editar | editar código-fonte]

No ano de 1998 Aline Sleutjes filiou-se ao Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) e iniciou sua trajetória política nas eleições municipais de 2000 quando candidatou-se à vereança em Castro, mas não obteve êxito.[3] Foi eleita vereadora nas eleições municipais de 2004, ainda pelo PSDB.[1][3]

Para as eleições de 2008 filiou-se ao Democratas (DEM), candidatando-se a vice-prefeita e tendo a empresária e agropecuarista, Maria Helena de Albuquerque, ex-vereadora[13][14] e também do DEM, como candidata a prefeita. Entretanto, a referida chapa foi derrotada,[3][15][16] sendo que Moacyr Elias Fadel Junior, do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), é que foi eleito prefeito.[17][13][18]

Nas eleições municipais de 2012, foi eleita a vereadora mais votada, então pelo Partido Social Democrata Cristão (PSDC).[1][3] Foi candidata a deputada estadual também pelo PSDC nas eleições estaduais de 2014 e acabou não sendo eleita, embora tenha sido a mais votada do partido e da coligação.[3] Nas eleições municipais de 2016, candidatou-se a prefeita pelo Partido da República (PR), tendo como candidato a vice Régis Moreno, do Partido Republicano Brasileiro (PRB). A chapa, que recebeu apoio do PV, PSDC, PEN e PT, ficou na terceira colocação, com 9 mil votos,[3] sendo que Moacyr Elias Fadel Junior (PMDB), foi então novamente eleito.[18]

Câmara dos Deputados[editar | editar código-fonte]

Nas eleições de 2018 foi eleita deputada federal pelo Paraná,[19] alcançando 33.628 votos (0,59% dos válidos), na coligação PSL/PTC/PATRI,[2] sendo a única mulher eleita pelo seu partido no estado e pela coligação.[20] Defendendo uma pauta conservadora,[3] tomou posse em 1º de fevereiro de 2019.[1] Já no dia 28 de maio assumiu como vice-presidente do PSL Mulher que tem como presidente a senadora Soraya Thronicke, de Mato Grosso do Sul.[21][22]

Como parlamentar foi autora do pedido polêmico que solicita ao Ministério do Meio Ambiente a possibilidade de rever o decreto do governo federal de 23 de março de 2006, que estabelece a criação do Parque Nacional dos Campos Gerais, podendo extingui-lo como unidade de conservação, sendo, portanto, a iniciativa apoiada pela ala ruralista e repudiada pela ala acadêmica e ambientalista.[23][24][25]

Referências

  1. a b c d e f g h i j «Biografia de Aline Sleutjes». Câmara dos Deputados. 2019. Consultado em 13 de junho de 2019 
  2. a b c d «Candidato: Aline Sleutjes». Gazeta do Povo. Consultado em 13 de junho de 2019 
  3. a b c d e f g h i Patrícia Lucini (13 de outubro de 2018). «"Precisamos de moralização e renovação", afirma Aline Sleutjes». Diário dos Campos. Consultado em 13 de junho de 2019 
  4. Patrícia Lucini (5 de janeiro de 2019). «Tenho muito a contribuir com Castro e toda a região", afirma Aline Sleutjes». Diário dos Campos. Consultado em 13 de junho de 2019 
  5. «21/02/2019 - 3ª - Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa». Senado Federal. 21 de fevereiro de 2019. Consultado em 13 de junho de 2019 
  6. Paulo Sérgio Rodrigues (6 de novembro de 2018). «Deputada eleita Aline Sleutjes quer mandato focado na educação e no agronegócio». Política em Destaque. Consultado em 13 de junho de 2019 
  7. a b «Willibrordus Sleutjes». Os Desbravadores do Brasil. Consultado em 13 de junho de 2019 
  8. a b Marisa Loures (12 de fevereiro de 2019). «Marinus Adrianus Sleutjes registra suas memórias em "As aventuras de um holandês no Brasil"». Tribuna de Minas. Consultado em 13 de junho de 2019 
  9. a b Rubens Chueire Júnior (29 de maio de 2004). «Mulheres centenárias comemoram aniversário». Tribuna do Paraná. Consultado em 13 de junho de 2019 
  10. Fernando Rogala (4 de outubro de 2016). «Castro lidera ranking de produção leiteira nacional». A Rede. Consultado em 13 de junho de 2019 
  11. a b Edivaldo Oberek (2018). «Aline Sleutjes volta a TB agradecer a votação». Oberekando. Consultado em 13 de junho de 2019 
  12. «Miguel Sanches se reúne com deputada federal Aline Sleutjes». Diário dos Campos. 26 de novembro de 2018. Consultado em 13 de junho de 2019 
  13. a b Gisele Wardani (8 de outubro de 2012). «Reinaldo é eleito ao quarto mandato em Castro». Diário dos Campos. Consultado em 17 de junho de 2019 
  14. «Vereadores de Castro aumentam salários em 60%». Tribuna do Paraná. 18 de junho de 2004. Consultado em 17 de junho de 2019 
  15. «Campanha eleitoral tem doação póstuma em Castro.». Sindicato dos Trabalhadores em Cooperativas da Região Sul do Paraná - Sintracoosul. Consultado em 17 de junho de 2019 
  16. 4 de outubro de 2012. «Crime eleitoral em Castro». Bem Paraná. Consultado em 17 de junho de 2019 
  17. «Ministério Público apura denúncia de corrupção contra prefeito de Castro». Tribuna do Paraná. 7 de outubro de 2011. Consultado em 17 de junho de 2019 
  18. a b «Reinaldo Cardoso desiste de reeleição e Castro terá três concorrentes». Diário dos Campos. 9 de agosto de 2016. Consultado em 17 de junho de 2019 
  19. Patrícia Lucini (15 de março de 2019). «"Aline Sleutjes é titular na Comissão de Agricultura». Diário dos Campos. Consultado em 13 de junho de 2019 
  20. Célio Yano (27 de novembro de 2018). «Deputada federal eleita Aline Sleutjes (PSL) visita ACIPG». Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Ponta Grossa - ACIPG. Consultado em 13 de junho de 2019 
  21. Patrícia Lucini (28 de maio de 2019). «Aline Sleutjes toma posse na vice-presidência do PSL Mulher». Diário dos Campos. Consultado em 13 de junho de 2019 
  22. Bela Megale (27 de maio de 2019). «"Nossa pauta é feminina, não feminista", diz nova presidente do PSL Mulher». O Globo. Consultado em 13 de junho de 2019 
  23. «Sindicato Rural reúne lideranças para discutir Parque Nacional». A Rede. 10 de maio de 2019. Consultado em 13 de junho de 2019 
  24. Patrícia Lucini (13 de maio de 2019). «Na Câmara, professor defende manutenção do Parque Nacional dos Campos Gerais». Diário dos Campos. Consultado em 13 de junho de 2019 
  25. Célio Yano (2 de maio de 2019). «O que é o Parque Nacional dos Campos Gerais e por que ele pode ser extinto». Gazeta do Povo. Consultado em 13 de junho de 2019 
Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.