Apeadeiro de Viana

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Viana
Apeadeiro de Viana, em 2004.
Linha(s) Linha do Alentejo (PK 110,015)
Coordenadas 38° 21′ 08,57″ N, 8° 02′ 32,62″ O
Concelho Viana do Alentejo
Serviços Ferroviários Sem serviços
Horários em tempo real
Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre o apeadeiro na Linha do Alentejo. Para a estação na Linha do Minho, veja Estação Ferroviária de Viana do Castelo. Para a estação no Caminho de Ferro de Luanda, veja Estação Ferroviária de Viana.

O Apeadeiro de Viana, originalmente denominado de Vianna, e também conhecido como Viana do Alentejo, é uma interface encerrada da Linha do Alentejo, que servia a localidade de Viana do Alentejo, no Distrito de Évora, em Portugal.

História[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: História da Linha do Alentejo
Horários dos vapores para a margem Sul e dos comboios no Alentejo, em 1872. Esta interface aparece com a denominação antiga, Vianna.

Este apeadeiro encontra-se no troço entre Casa Branca e Beja da Linha do Sul, que abriu à exploração em 15 de Fevereiro de 1864.[1]

Em 1913, existiam serviços de diligências entre a estação e a localidade de Viana do Alentejo.[2]

Em 1932, a Companhia dos Caminhos de Ferro Portugueses realizou obras de melhoramento na toma de água desta interface, que nessa altura apresentava a denominação de Viana do Alentejo.[3]

Em 1934, a comissão administrativa do Fundo Especial de Caminhos de Ferro autorizou a realização de obras, de forma a modificar as rasantes das linhas nesta interface.[4]

Ver também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre o Apeadeiro de Viana

Referências

  1. «Troços de linhas férreas portuguesas abertas à exploração desde 1856, e a sua extensão» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 69 (1652). 16 de Outubro de 1956. p. 528-530. Consultado em 21 de Setembro de 2015 – via Hemeroteca Digital de Lisboa 
  2. «Serviço de Diligencias». Guia official dos caminhos de ferro de Portugal. 39 (168). Outubro de 1913. p. 152-155. Consultado em 20 de Maio de 2018 – via Biblioteca Nacional de Portugal 
  3. «O que se fez nos Caminhos de Ferro em Portugal no Ano de 1932» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 46 (1081). 1 de Janeiro de 1933. p. 10-14. Consultado em 10 de Junho de 2012 – via Hemeroteca Digital de Lisboa 
  4. «Notícias Ferroviárias» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 46 (1111). 1 de Abril de 1934. p. 190. Consultado em 10 de Junho de 2012 – via Hemeroteca Digital de Lisboa 



Ícone de esboço Este artigo sobre uma estação, apeadeiro ou paragem ferroviária é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.