Apeadeiro de Fernando Pó

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre o apeadeiro na Linha do Alentejo. Se procura o apeadeiro na Linha da Beira Alta, veja Apeadeiro de Vila Fernando.
Fernando Pó Logos IP.png
Apeadeiro de Fernando Pó, em 2011.
Linha(s) Linha do Alentejo (PK 34,900)
Coordenadas 38° 38′ 11,42″ N, 8° 41′ 29,59″ O
Concelho Palmela
Serviços Ferroviários InterCidades
Horários em tempo real
Serviços Acesso para pessoas de mobilidade reduzida Sala de espera

O Apeadeiro de Fernando Pó é uma interface da Linha do Alentejo, que serve a localidade de Fernando Pó, no Concelho de Palmela, em Portugal.

Caracterização[editar | editar código-fonte]

Em 2018, esta interface era utilizada por serviços Intercidades da operadora Comboios de Portugal.[1]

História[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: História da Linha do Alentejo

Este apeadeiro situa-se entre as Estações do Barreiro e Bombel da Linha do Alentejo, tendo este troço entrado ao serviço em 15 de Junho de 1857.[2]

Um despacho de 12 de Dezembro de 1950 da Direcção Geral de Caminhos de Ferro, publicado no Diário do Governo n.º 291, III Série, de 16 de Dezembro de 1950, aprovou o projecto da Companhia dos Caminhos de Ferro Portugueses para diversos aditamentos aos quadros de distâncias quilométricas de aplicação nas linhas e ramais do Sul e Sueste e aos quadros de via normal, relativos à inclusão de vários apeadeiros, incluindo Fernando Pó.[3]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Intercidades / Regional Linha do Alentejo» (PDF). Comboios de Portugal. 16 de Agosto de 2018. Consultado em 13 de Agosto de 2019 
  2. SANTOS, 1995:108
  3. «Parte Oficial» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. Ano 63 (1514). 16 de Janeiro de 1951. p. 505. Consultado em 3 de Março de 2017 – via Hemeroteca Digital de Lisboa 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre o Apeadeiro de Fernando Pó

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • SANTOS, Luís Filipe Rosa (1995). Os Acessos a Faro e aos Concelhos Limítrofes na Segunda Metade do Séc. XIX. Faro: Câmara Municipal de Faro. 213 páginas 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]



Ícone de esboço Este artigo sobre uma estação, apeadeiro ou paragem ferroviária é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.