Apple Watch

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Apple Watch
Relógio inteligente
Apple Watch official logo.svg

Apple Watch com Pulseira Esportiva Branca,um dos 34 modelos disponíveis.
Fabricante Apple Inc.
Conectividade Bluetooth, Wi Fi e NFC
Lançamento 24 de abril de 2015
Sistema Operativo watchOS[1][2]
Fonte de Energia Indução Magnética
CPU Apple S1
Dimensões 38mm ou 42mm
Loja Online https://www.apple.com/watch/

O Apple Watch (estilizado como Apple logo black.svg WATCH) é uma linha de relógios inteligentes criado pela Apple Inc., anunciado em 9 de setembro de 2014. Seu lançamento ocorreu no dia 24 de abril de 2015, nos Estados Unidos. No Brasil foi lançado no dia 16 de novembro de 2015 e em Portugal lançado em 29 de janeiro de 2016.[3]Ele possui a capacidade de rastrear exercícios físicos, recursos voltados para a saúde, comunicações sem fio e é integrado com o iOS e outros produtos da Apple para realização de algumas ações.

O Apple Watch foi lançado em 24 abril de 2015 no Estados Unidos e rapidamente tornou-se o dispositivo vestível mais vendido do mundo: 4,2 milhões de unidades foram vendidas no segundo trimestre do ano fiscal de 2015.[4] Estima-se que até dezembro de 2020, cerca de 100 milhões de pessoas estavam usando um Apple Watch ativamente no pulso.[5] A Apple, posteriormente, introduziu novas gerações do Apple Watch com componentes internos melhorados, adotando o título 'series' a cada novo modelo.

A cada nova Série lançada foram comercializadas múltiplas formas de personalização do dispositivo definidas pelo seu material, cor e pelo tamanho do relógio (exceto pelos modelos do Apple Watch Series 1 e SE, disponíveis apenas em alumínio[6]). A partir do Apple Watch Series 3 também era possível escolher modelos de alumínio com rede móvel LTE, que vem de série com os outros materiais. A pulseira incluída no relógio pode ser customizada dentre várias opções oferecidas pela empresa. Existem também modelos de relógios de alumínio em parceria com a empresa Nike, o Apple Watch Nike, e um modelo em aço inoxidável em parceria com Hermès, o Apple Watch Hermès. Esses relógios possuem pulseiras, mostradores e complicações exclusivas de seus respectivos modelos.[7]

O Apple Watch opera em conjunto com o iPhone do usuário para a realização de tarefas como para configuração do relógio e a sincronização de dados com os aplicativos do celular. Apesar disso, ele também pode se conectar separadamente a uma rede Wi-Fi para algumas ações que dependem da conexão com a internet, como envio de mensagens e streaming de música.[8] Os modelos equipados com conexão móvel podem usar uma rede celular para executar chamadas, enviar mensagens de texto ou usar os aplicativos que demandam o uso de uma conexão de internet, reduzindo a dependência do relógio com o iPhone.[9] A partir de setembro de 2020, os novos Apple Watches vem com o watchOS 7 pré-instalado e exigem um iPhone rodando o iOS 14 que está disponível para o iPhone 6S ou modelos posteriores.

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

O objetivo do relógio da Apple era complementar a usabilidade de um iPhone, adicionando novas funções e libertar as pessoas de seus telefones.[10] Kevin Lynch foi provocada pela Apple para tornar a tecnologia wearable para o pulso. Ele disse: "As pessoas estão levando seus telefones com eles e olhando todo momento para a tela. As pessoas querem que o nível de engajamento. Mas como podemos fornecê-lo de uma forma que é um pouco mais humano, um pouco mais no momento em que você está com alguém? " O relógio Apple trabalha conectando via Bluetooth ao telefone e acesso a quaisquer aplicativos compatíveis relógio armazenados no dispositivo móvel. processo de desenvolvimento da Apple foi realizada muito em segredo até que um artigo da Wired revelou como algumas decisões de design internas foram feitas.[11]

Design[editar | editar código-fonte]

O relógio tem três coleções, com dois tamanhos (38 mm e 42 mm) distribuídos em 34 modelos individuais. A coleção Sport, a mais básica, possui seu corpo feito de alumínio, tela feita de vidro de íon X e pulseiras de fluorelastômero, disponíveis em branco, azul, rosa, preto e verde. O corpo do Apple Watch Sport esta disponível nas cores prata, cinza espacial, ouro rose e dourado e o preço não muda entre as cores. A coleção Apple Watch possui seu corpo feito de aço inoxidável 316L, disponível em preto ou prateado, tela feita de cristal safira e esta disponível nas seguintes pulseiras: Pulseira Esportiva, Pulseira de Elos, Pulseira de Estilo Milanês, Pulseira com Fecho Clássico, Pulseira com Fecho Moderno e Pulseira de Couro. A coleção Apple Watch Edition possui corpo feito em Ouro 18 Quilates, disponível em amarelo ou rosa, tela de Safira e esta disponível nas seguintes pulseiras: Pulseira Vermelha e Fecho Moderno, Pulseira Esportiva Branca, Pulseira Esportiva Preta, Pulseira Preta e Fecho Clássico, Pulseira Azul e Fecho Clássico, Pulseira Areia e Fecho Moderno e Pulseira Vermelha e Fecho Moderno. Ele possui uma tela sensível à pressão que detecta a força pressionando a tela, e uma coroa digital que pode ser usada para descer ou dar zoom e quando pressionada voltar a tela inicial. O relógio ainda tem um botão dedicado a mostrar a lista de contatos na tela.[12] O relógio é carregado por meio de carga indutiva, usando um cabo similar ao MegSafe dos MacBooks.[13]

A patente de 2020 mostra uma coroa digital plana capaz de reconhecer gestos.[14]

Tecnologia[editar | editar código-fonte]

Parte de fora do S1, processador do Apple Watch.

Seu funcionamento só é possível associado a um iPhone 5 ou posterior. Para emparelhar o dispositivo com o iPhone, a Apple lançou um aplicativo nativo do iOS, lançado no iOS 8.2, onde é possível configurar e carregar aplicativos do relógio.[15] O Apple Watch usa o novo chip da Apple, o Apple S1, anunciado como "uma arquitetura de um computador inteiro em um único chip". Ele também usa um atuador linear chamado de "Taptic Engine" que produz vibrações quando um alerta ou uma notificação é recebida. O relógio é equipado com um sensor de batimentos cardíacos, que usa ao mesmo tempo luz infravermelho e luz visível de LEDs e fotodiodos.[16] O relógio é compatível com o iPhone 5, iPhone 5C, iPhone 5S, iPhone 6, iPhone 6 Plus, iPhone 7 e iPhone 7 Plus rodando o iOS 8.2 ou posteriores, conectado via Wi-Fi ou Bluetooth.[17] O Apple Watch irá funcionar com o Apple Pay, serviço de pagamento móvel introduzido no mesmo evento do smartwatch.[12]

Modelos[editar | editar código-fonte]

Um display Apple Store que apresenta vários modelos do Apple Watch

Os modelos dos relógios da Apple Watch são divididos em três coleções; Apple Watch Sport, Apple Watch, Apple Watch Edition. Eles são diferenciados pelos materiais de cada utilização; Sport apresenta alumínio, Apple Watch e Apple Watch Hermès usam aço inoxidável, e Apple Watch Edition usa ouro 18 quilates.[18] Cada modelo tem versões com 38 e 42 mm; os modelos de 42 mm tem uma tela ligeiramente maior e bateria. Cada modelo tem várias opções de cores e banda.[19]


Mercado[editar | editar código-fonte]

Nos EUA, a Apple é a principal marca de smartwatches, segundo dados de uma empresa de pesquisa, detendo 50% do mercado, em dezembro de 2016.[20] Com o lançamento do Apple Watch Series em setembro daquele ano, e a manutenção do modelo anterior, o Series 1, entre os aparelhos disponíveis para compra, pode ter influenciado positivamente essa presença de mercado.



Referências

  1. «Apple Watch - Overview» (em inglês). Apple Inc. 
  2. «Apple Watch - Technology» (em inglês). Apple Inc. 
  3. http://shifter.pt/2016/01/apple-watch-a-venda-em-portugal-a-partir-de-29-de-janeiro/
  4. Macedo, Joyce (3 de dezembro de 2015). «10 dispositivos vestíveis que se destacaram em 2015». CanalTech. Consultado em 25 de março de 2021 
  5. «Apple Watch Is Now Worn on 100 Million Wrists». Above Avalon. 11 de fevereiro de 2021. Consultado em 25 de março de 2021 
  6. Charlton, Hartley (17 de setembro de 2020). «Apple Watch Series 6 vs. Apple Watch SE Buyer's Guide». MacRumors. Consultado em 25 de março de 2021 
  7. «Picking the Best Apple Watch to Buy in 2020». MacRumors. 23 de setembro de 2020. Consultado em 25 de março de 2021 
  8. «Usar o Apple Watch sem o iPhone por perto». Apple. 29 de setembro de 2020. Consultado em 25 de março de 2020 
  9. Chan, Christine (24 de fevereiro de 2021). «Apple Watch Cellular vs GPS: What's the difference?». iMore. Consultado em 25 de março de 2021 
  10. «iPhone Killer: The Secret History of the Apple Watch». wired.com. Consultado em 9 de abril de 2016 
  11. «The Apple Watch» (em inglês). wired.com. Abril de 2015. Consultado em 9 de abril de 2016 
  12. a b «The Verge: The 15 most important announcements from the Apple Watch, iPhone 6 event» (em inglês). The Verge 
  13. «The Verge live blog» (em inglês) 
  14. «New patent shows Apple Watch with a flat digital crown». Tech Explorist (em inglês). 1 de fevereiro de 2020. Consultado em 3 de fevereiro de 2020 
  15. Andrew Cunningham (3 de maio de 2015). «Review: The absolutely optional Apple Watch and Watch OS 1.0» (em inglês). Ars techinica. Consultado em 7 de fevereiro de 2016 
  16. «Apple - Apple Watch - Technology» (em inglês). Apple 
  17. «Press Release - Apple Unveils Apple Watch» (em inglês) 
  18. Anvin VS (18 de setembro de 2014). «Apple Watch: 18-Karat Gold Premium Smartwatch Edition To Be Priced At $5000--Reports». International Business Times AU (em inglês). Consultado em 9 de abril de 2016 
  19. «Review: The absolutely optional Apple Watch and Watch OS 1.0» (em inglês). Ars Technica. Consultado em 9 de abril de 2016 
  20. «Kantar - Fitbit e Apple dominam mercado de wearables». br.kantar.com (em bretão). Consultado em 15 de fevereiro de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Media relacionados com Apple Watch no Wikimedia Commons


Ícone de esboço Este artigo sobre Tecnologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.