Tim Cook

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Tim Cook
Tim Cook em 2009
Nome completo Timothy D. Cook
Nascimento 1 de novembro de 1960 (54 anos)
Robertsdale, Alabama, Estados Unidos
Nacionalidade Estados Unidos estadunidense
Fortuna Lucro US$400 milhões
Ocupação CEO da Apple Inc.
Assinatura
Tim Cook Signature.svg

Timothy Donald Cook, mais conhecido como Tim Cook (Robertsdale, 1 de novembro de 1960), é o atual CEO da Apple Inc.

Infância[editar | editar código-fonte]

Tim cresceu em Robertsdale, Alabama. Seu pai era um trabalhador estaleiro, enquanto sua mãe era dona de casa. Cook se licenciou em engenharia de produção industrial pela Universidade de Auburn, em 1982, tirando seu MBA na Fuqua School of Business da Universidade Duke, em 1988.[1]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Cook passou seis meses na Compaq como vice-presidente Corporativo de Materiais antes de ser contratado por Steve Jobs para a Apple. Inicialmente, foi Vice-Presidente Sênior de operações na internet. Antes disso, Cook atuou como diretor de operações (COO) de Eletrônica Inteligente, e passou 12 anos na IBM como diretor. Em janeiro de 2007, Cook foi promovido a COO.[2] [3]

Cook foi CEO da Apple por dois meses em 2004, enquanto Steve Jobs se recuperava de uma cirurgia relacionada a um câncer no pâncreas. Cook novamente em 2009 atuou como CEO da Apple, por vários meses, enquanto Steve Jobs tirou uma licença para um transplante de fígado.[4] Cook também atua no Conselho de Administração da Nike.[5]

É apontado como um dos grandes responsáveis pela reestruturação da Apple em seu período mais negro, quando buscou fornecedores externos para descentralizar a montagem de boa parte dos produtos da empresa, aliviando a pressão financeira sobre o caixa da companhia. [6]

Em janeiro de 2011, a mesa diretora da Apple aprovou uma terceira licença médica, solicitada por Steve Jobs. Durante esse tempo, Tim Cook foi responsável pela maior parte das operações diárias, da empresa, enquanto Jobs ficou a cargo apenas das decisões mais importantes. Em 24 de agosto de 2011, Tim Cook foi convidado a ser o próximo CEO da Apple por Steve Jobs, depois de este renunciar ao cargo. Em 05 de outubro de 2011, Steve Jobs o antigo CEO da Apple morreu aos 56 anos vítima de um câncer no pâncreas.[7]

Desde agosto de 2011, ocupa o cargo antes ocupado por Steve Jobs.[8] Iniciou sua carreira na empresa em março de 1998. Foi COO (Chief operating officer) de 2004 até 2011. Sua principal responsabilidade é a gestão diária das operações da empresa.[9] [2]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Cook é um entusiasta gosta de caminhadas, ciclismo e de ir a a academia. Ele é conhecido por ser principalmente solitário e muito pouco se sabe publicamente de sua vida pessoal. Cook explicou em outubro 2014 que tem procurado atingir um "nível básico de privacidade".[10]

Em 29 de outubro de 2014, Cook assumiu publicamente que é homossexual em um editorial para a Bloomberg Businessweek, ao afirmar: "Eu tenho orgulho de ser gay e eu considero que ser gay é um dos maiores dons que Deus me deu." Cook também explicou que ele é aberto sobre sua sexualidade "há anos" e, apesar de muitas pessoas na Apple estarem cientes de sua orientação sexual, ele procurou se concentrar nos produtos e clientes da empresa, ao invés de sua vida pessoal. Ele terminou o artigo dizendo: "Nós pavimentamos juntos o caminho iluminado pelo sol na direção da justiça, tijolo por tijolo. Este é o meu tijolo."[11] Como resultado, Tim Cook também se tornou o primeiro CEO abertamente gay na lista Fortune 500.[12]

Referências

  1. Love, Julia. "Fuqua grad takes reins at Apple", The Chronicle (Duke University).
  2. a b "Timothy D. Cook Profile - Forbes.com", Forbes.
  3. Helft, Miguel. "The Understudy Takes the Stage at Apple", The New York Times.
  4. "Steve Jobs resigns from Apple, Cook becomes CEO", Reuters.
  5. Board of Directors, Nike.
  6. Carvalho, Marcelo, "Mini-CV Tim Cook", http://www.psafe.com/blog/mini-cv-tim-cook/
  7. "Steve Jobs resigns from Apple, Cook becomes CEO", Reuters.
  8. Nunca senti o peso de tentar ser Steve Jobs, diz CEO da Apple, acessado em 30 de maio de 2012
  9. Steve Jobs Resigns as CEO of Apple Apple Inc..
  10. Tim Cook Coming Into His Own Mobility Digest (2 de março de 2014). Visitado em 25 de agosto de 2014.
  11. Cook, Tim (29 de outubro de 2014). Tim Cook: "I'm Proud to be Gay" Bloomberg LP. Visitado em 29 de outubro de 2014.
  12. Tim Cook Tells the World 'I'm Proud to Be Gay' Wired.com. Visitado em 30 de outubro de 2014.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]