Call of Duty: WWII

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Call of Duty: WWII
Desenvolvedora(s) Sledgehammer Games[1]
Publicadora(s) Activision[1]
Diretor(es) Bret Robbins
Dennis Adams
Designer(s) Glen Schofield
Michael Condrey
Artista(s) Joe Salud
Motor Engine própria da Sledgehammer Games
Plataforma(s) Microsoft Windows
PlayStation 4
Xbox One
Série Call of Duty
Data(s) de lançamento 3 de novembro de 2017[1]
Género(s) Tiro em primeira pessoa
Modos de jogo Um jogador, multijogador
Call of Duty: Infinite Warfare (2016)
Call of Duty: Black Ops IIII (2018)

Call of Duty: World War II (também conhecido como Call of Duty: WWII) é um jogo eletrônico de tiro em primeira pessoa produzido pela empresa Sledgehammer Games e distribuído pela Activision para PlayStation 4, Xbox One e Microsoft Windows PC. É o primeiro jogo da série Call of Duty a se passar durante a Segunda Guerra Mundial desde Call of Duty: World at War em 2008.[2] O jogo foi anunciado em 21 de abril de 2017 com um trailer de revelação completo em 26 de abril de 2017. O jogo foi lançado mundialmente em 3 de novembro de 2017.[1] O jogo recebeu críticas boas dos fãs, sendo o jogo mais vendido em 2017 na América do Norte.

Gameplay[editar | editar código-fonte]

Campanha[editar | editar código-fonte]

WWII é o primeiro título desde o Call of Duty original a não ter um sistema de regeneração de vida na campanha. Ao invés disso, os jogadores deverão contar com seu companheiro de esquadrão médico para providenciar pacotes de vida, assim como outros membros do esquadrão para providenciar munição. A campanha de WWII foca-se na vida de um soldado americano e no seu pelotão, onde se mostram momentos de vivência em grupo e de lealdade. Durante o seu desenrolar, a campanha passa em pontos emblemáticos do conflito como o Dia-D, a floresta de Hürtgen e a batalha das Ardenas. Um dos principais objetivos da campanha de Call of Duty WWII é imitar a realidade da segunda guerra mundial. Esta é apresentada pelos momentos de heroísmo, pela proximidade que os nossos companheiros de equipe têm e, em algumas partes, pela brutalidade que houve naquele período.

Multijogador[editar | editar código-fonte]

A revelação do modo multijogador de Call of Duty: WWII foi planejada para acontecer durante a E3 2017, que ocorreu durante os dias 13 e 15 de junho.[3] Sledgehammer Games anunciou novos recursos como um novo Quartel, divisões, modo guerra e o retorno das gameplays "pés no chão". Isso se refere aos recentes jogos da série contendo elementos como pulo duplo, jet-packing e wall-running. Haverá um novo sistema de progressão baseado em classe. Jogadores que fizerem a pré-venda do jogo serão convidados para a beta fechada, que inicialmente ocorrerá no PlayStation 4, mas será lançada para outras plataformas posteriormente. O multijogador do Call of Duty®: WWII marca o empolgante regresso da série às suas raízes e aos combates da II Guerra Mundial que definiram o franchise. Call of Duty: WWII mergulha os jogadores na brutalidade do maior conflito armado da história.O multijogador apresenta mapas icónicos para a segunda guerra mundial e uma vasta diversidade no que toca a armas.

Em partidas multiplayer online, os jogadores são aleatoriamente designados para o lado dos Aliados ou do Eixo. No lado dos Aliados, os jogadores podem jogar como soldados nos exércitos americano, britânico, soviético e francês. No lado do Eixo, os jogadores jogam como a Wehrmacht, ao invés de Waffen-SS, em um esforço para evitar a "glorificação" dos extremistas nazistas. Ao explicar essa decisão, Glen Schofield, co-fundador e co-diretor da Sledgehammer, disse: "A grande diferença que os alemães ainda fazem hoje é entre os militares alemães e os nazistas. Nós nos certificamos de fazer essa distinção no jogo, que os alemães estavam cumprindo o seu dever ". [8]

Em vez do habitual sistema de criar uma classe, a Segunda Guerra Mundial apresenta Divisões. Os jogadores podem escolher uma das cinco divisões, cada uma com seu próprio treinamento de combate básico diferente, treinamento de divisão e habilidades com armas. Os jogadores precisam progredir nas classificações das divisões para usar vantagens adicionais, além de um sistema de benefícios global chamado Treinamento Básico. As divisões apresentadas no jogo são:

Infantaria: A divisão mais versátil do jogo, é equipada para combate de médio a longo alcance.

Airborne: Esta divisão faz com que os jogadores se movam rapidamente enquanto permanecem em silêncio.

Blindado: Esta divisão tem o poder de fogo mais pesado, sendo capaz de montar metralhadoras leves ao mesmo tempo em que causa menos dano explosivo e fogo.

Montanha: Esta divisão concentra-se no combate a longa distância, tornando os rifles de precisão mais precisos com o objetivo de auxiliar e melhorar o objetivo através do escopo, bloqueando os arredores da visão do jogador.

Expedicionária: As espingardas usadas pelos jogadores nesta divisão têm rodadas incendiárias que queimam inimigos até a morte. Esta divisão também pode reabastecer suas granadas letais e táticas através da morte de inimigos.

Resistência: Adicionado em janeiro de 2018 como parte de uma atualização, esta divisão permite que os jogadores usem a faca tática em combinação com a sua pistola, concentrando-se em combates de curta distância furtivos. Esta divisão também pode detectar inimigos próximos, bem como embaralhar seu radar nas proximidades.

Em 6 de abril, a Sledgehammer Games anunciou uma revisão do sistema Divisions, que inclui mudanças maciças na meta do sistema: habilidades com armas específicas da divisão são selecionáveis ​​como anexos para as classes de armas correspondentes, em vez de estarem vinculadas às Divisões (com bipods LMG). e habilidades de atirador de precisão sniper estando disponíveis por padrão), e vários treinamentos de Divisão são trocados / ajustados para melhor promover seu estilo de jogo recomendado, sem impor limitação de customização aos jogadores. Outras mudanças globais incluem a permissão de supressores em pistolas, o uso de lançadores de foguetes sem a necessidade do treinamento básico Lançado e o sprint infinito.

O jogo também apresenta o modo Headquarters, que funciona como um espaço social no jogo. O centro está situado na praia de Omaha, na Normandia, três dias após a invasão, quando os aliados retomam a praia e a transformam em uma base. 48 jogadores podem estar na Sede de cada vez e participar de várias atividades. Por exemplo, os jogadores podem assistir a outros jogadores abrirem caixas de saque enquanto estiverem na Sede. [9] Há um campo de tiro no hub, onde todos os jogadores podem praticar suas habilidades de tiro com todas as armas, bem como um campo onde eles podem testar os golpes de pontuação. Há também áreas onde os jogadores podem participar de lutas "1v1", enquanto outros jogadores assistem aos duelos. [10]

O destaque do jogo final "killcam" mostrado no final de partidas multiplayer foi alterado para "Bronze Star", que mostra mortes "consideradas mais impressionantes" (contadas pela maioria dos pontos ganhos em uma linha). [11] A exceção a isso é o modo de jogo de Busca e Destruição, que não usa a killcam da Estrela de Bronze. Search & Destroy usa uma última killcam, mostrando a última morte na rodada. [12]

Um novo modo de jogo, War, é apresentado como um modo de jogo multiplayer "dirigido por narrativa", desenvolvido em parceria com a Raven Software. Em War, duas equipes de 6 jogadores realizam objetivos como facções Aliadas ou do Eixo, inspiradas em algumas das icônicas batalhas da Segunda Guerra Mundial, como atacar a Normandia no Dia D como os Aliados, ou defender o bunker da Normandia como o Eixo em o mapa Operação Netuno. Além de War, os populares modos de jogo como Team Deathmatch, Domination e Hardpoint retornam, assim como Gridiron, uma variação do Uplink, que foi originalmente introduzida pela Sledgehammer Games em Call of Duty: Advanced Warfare.

Nazi Zombies[editar | editar código-fonte]

O jogo incluirá um novo modo cooperativo de zumbis, similar aos anteriores feitos pela Treyarch e Infinity Ward, com sua storyline original. O modo ocorrerá durante os eventos da Segunda Guerra Mundial, enquanto o Terceiro Reich faz uma tentativa desesperada de criar um exército de mortos-vivos nos estágios finais da guerra. O Call of Duty: WWII Nazi Zombies é um modo cooperativo original e aterrador que apresenta uma nova e assustadora história aos fãs do modo Zombies do Call of Duty. Nada é o que parece nesta história de zombies onde se desenrola uma trama sombria e sinistra com o objetivo de libertar um exército de mortos invencível.

No que diz respeito à jogabilidade, Nazi Zombies mantém a fórmula de sobrevivência baseada em ondas que tem sido usada em todas as entradas anteriores de Zombies, com novas adições. Um sistema de classes é introduzido, onde os jogadores podem optar por um dos quatro papéis de combate: Ataque, Controle, Medic e Suporte, que fornecem diferentes habilidades no jogo. Carregamentos de classes também estão incluídos, com Raven Mods equipáveis, que são vantagens semelhantes ao modo multiplayer. A Sledgehammer Games também tentou racionalizar algumas das mecânicas populares, como wallbuys e moedas, com uma explicação realista que se encaixava na tradição do modo de jogo. Os zumbis nazistas incluem um sistema de dicas, onde partes da missão principal da história recebem dicas direcionais para os jogadores encontrarem e progredirem. Em relação à busca da história, o diretor de criação da Sledgehammer, Cameron Dayton, revela que há um "caminho casual" para jogadores novos e casuais, onde eles podem progredir com a história, enquanto um caminho "hardcore", considerado o cânone oficial, existe objetivos ocultos, e expande mais a história além do que o caminho casual contém.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Call of Duty: WWII tem como foco às ações de um esquadrão de 1944 a 1945 no campo de batalha europeu, enquanto as forças Aliadas começam a ganhar força em seu caminho à Alemanha. A campanha cobrirá batalhas nas ocupadas França, Bélgica, e através do rio Reno até a Alemanha. Call of Duty WW2 tenta representar a brutalidade existente na 2ª Guerra Mundial e as dificuldades que muitos dos nossos soldados passaram e é na campanha que o jogo tenta transmitir esta mensagem. No multijogador existe um vasto arsenal de armas as quais o jogador pode utilizar e lutar nas diferentes localizações importantes na 2ª Guerra Mundial. O foco deste modo é o divertimento do jogador, não deixando para trás a realidade que o jogo representa acerca da 2ª Guerra mundial na campanha.Por fim, o jogo conta com um modo zombies designado por nazi Zombies. Ao contrário dos outros jogos o foco principal deste modo é o medo que estes "monstros" conseguem apresentar.Este modo tem uma vibe mais sombria e assustadora o que pode ser evidenciado em certos momentos.

Na campanha de Um jogador, os jogadores jogarão primariamente como dois soldados da 1ª Divisão de Infantaria: Soldado Ronald "Red" Daniels e Soldado de Primeira Classe Robert Zussman (Jonathan Tucker). Os personagens jogáveis adicionais incluem Rousseau, uma líder Maquis da Resistência francesa e Major Edgar Crowley, um oficial britânico da Executiva de Operações Especiais. O esquadrão de Daniels e Zussman inclue o Sargento Técnico William Pierson (Josh Duhamel) e o 1º Tenente Joseph Turner (Jeffrey Pierce).

Lançamento[editar | editar código-fonte]

Todas as pré-vendas incluem acesso à beta privada, a qual estará disponível primeira no PS4. O jogo vem com 3 edições: Edição Base - digital ou física, Edição Digital Deluxe - Passe de Temporada e mais, Edição Pro - Passe de Temporada, SteelBook Colecionável, e mais. A Edição Pro é exclusiva apenas na GameStop. Qualquer pré-venda do jogo na GameStop incluirá também um chapéu de edição limitada por tempo limitado.[4]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b c d Dornbush, Jonathon (26 de abril de 2017). «Call of Duty: WWII Release Date, Beta, Story Details Officially Confirmed» (em inglês). IGN.com. Consultado em 15 de maio de 2017. 
  2. Campbell, Colin (21 de abril de 2017). «Call of Duty: WWII confirmed, full reveal next week» (em inglês). Polygon. Consultado em 15 de maio de 2017. 
  3. Kelly, Kevin (26 de abril de 2017). «Announcing Call of Duty: WWII» (em inglês). Activision. Consultado em 15 de maio de 2017. 
  4. Plagge, Kallie (26 de abril de 2017). «Call Of Duty: WW2 - Everything We Know So Far» (em inglês). GameStop. Consultado em 15 de maio de 2017. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]