Comunicação visual

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Comunicação Visual é todo meio de comunicação expresso com a utilização de elementos visuais, como: signos, fotografias, desenhos, gráficos, vídeos entre outros.[1]

Antes de se usar os termos: design visual ou programação visual, adotava-se comunicação visual para a determinação da área de enquadramento do designer visual.

É toda transmissão e recepção de uma mensagem por meio exclusivo da visão[2] Para tanto, a comunicação visual faz uso da Linguagem Visual.

Esse campo também explora a ideia de que uma mensagem visual[3] que acompanha o texto tem um maior poder de informar, educar ou persuadir uma pessoa ou público.

Estudo da Comunicação Visual[editar | editar código-fonte]

Nos estudos de comunicação visual[4] são ensinados variados temas das mais diversas áreas, tais como a física da luz, anatomia e fisiologia do olho, teorias cognitivas e de percepção, teorias de cor, psicologia Gestalt, estética, padrões de leitura natural, princípios de design, semiótica, etc.

Analise de Imagem[editar | editar código-fonte]

A interpretação das imagens é subjetiva e compreender a profundidade do significado, ou ainda dos significados, comunicados por uma imagem requer uma análise multilateral. As imagens podem ser analisadas através de muitas perspectivas, um exemplo são estas seis grandes categorias apresentadas por Paul Martin Lester[5]:

Perspectiva pessoal[editar | editar código-fonte]

É quando um espectador tem uma opinião sobre uma imagem baseada em seus pensamentos próprios. A resposta pessoal depende dos conhecimentos e valores do espectador individualmente. Isso pode estar por vezes em conflito com os valores culturais. Além disso, quando uma pessoa visualiza uma imagem com sua perspectiva pessoal, é difícil faze-la ver a mesma imagem de outras formas/perspectivas.

Perspectiva histórica[editar | editar código-fonte]

Uma imagem pode ser influenciada a partir do uso histórico de uma mídia. Por exemplo: O resultado de usar o computador para editar imagens (por exemplo, Photoshop) é bastante diferente ao comparar imagens que são feitas e editadas a mão.

Perspectiva técnica[editar | editar código-fonte]

É quando a visão de uma imagem é influenciada pela forma como é apresentada. O uso correto da luz, posição e apresentação da imagem pode melhorar a visão da imagem. Faz com que a imagem pareça melhor do que a realidade.

Perspectiva ética[editar | editar código-fonte]

Nessa perspectiva, o criador da imagem, o espectador e a própria imagem devem ser responsáveis ​​moralmente e eticamente com a imagem.

Perspectiva cultural[editar | editar código-fonte]

A simbolização é uma definição importante para esta perspectiva. A perspectiva cultural envolve identidade de símbolos. Os usos de palavras que estão relacionadas com a imagem, o uso de heróis na imagem, etc. são a simbolização da imagem. A perspectiva cultural também pode ser vista como a perspectiva semiótica.

Perspectiva crítica[editar | editar código-fonte]

A visão das imagens na perspectiva crítica é quando os espectadores criticam as imagens. Se difere da perspectiva pessoal pela critica ser feita em conjunto com os interesses da sociedade.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. ARNHEIM, Rudolf. Arte e Percepção Visual, São Paulo: Pioneira/EDUSP, 1997.
  2. DONDIS, Donis A.. Sintaxe da Linguagem Visual, São Paulo: Martins Fontes, 1999.
  3. SMITH, Kenneth Louis (2005). Handbook of visual communication: theory, methods, and media. [S.l.]: Routledge. pp. p.123. ISBN 978-0-8058-4178-7 
  4. SMITH, Kenneth Louis (2005). Handbook of visual communication: theory, methods, and media. [S.l.]: Routledge. pp. p. 12. ISBN 978-0-8058-4178-7 
  5. LESTER, Paul Martin (2006). Visual Communication: Images with Messages. Belmont: CA: Thomson Wadsworth. ISBN 978-0-534-63720-0 
Ícone de esboço Este artigo sobre design é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.