Daniela Castro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Daniela Castro
Daniela Castro.jpg
Castro em 2017.
Nome completo Daniela Stephanie Castro Arellano[1]
Nascimento 17 de agosto de 1969 (51 anos)
Cidade do México, D.F., México
Nacionalidade mexicana
Cônjuge Gustavo Díaz Ordáz (c. 1999)
Filho(s) 3
Ocupação
Período de atividade 1984–presente
Prêmios ver lista completa

Daniela Stephanie Castro Arellano (Cidade do México, 17 de agosto de 1969) é uma atriz mexicana[2].

Biografia[editar | editar código-fonte]

Em 1989 protagonizou o filme de terror Viaje Directo al Infierno, do diretor Raúl Araiza. Neste mesmo ano estrelaria a telenovela Mi Segunda madre.

Em 1990 realiza a telenovela Días sin Luna, interpretando a protagonista juvenil da história. Ao final do ano volta a aparecer na televisão em Balada por un amor, trama protagonizada por Daniela Romo.

Em 1991 realiza o papel mais importante de sua carreira como "Cecilia Vizcaíno" em Cadenas de amargura, que lhe deu o reconhecimento no meio. A telenovela está disponível gratuitamente no YouTube do TLNovelas em novembro de 2020.

Depois deste êxito, protagonizou a telenovela Triângulo, de Ernesto Alonso, junto a Eduardo Palomo. Foi sua última telenovela antes de seu primeiro retiro das telas, tempo em que se dedicou a estudar música com seu pai.

Em 1996 regressa com a telenovela Canavial de Paixões, história original de Caridad Bravo Adams, adaptada por Cuahutemoc Blanco e María del Carmen Peña. O papel de Julia deu novo impulso a sua carreira como atriz. Foi exibida no Brasil pela TV Gazeta[3], entre 28 de julho e 2 de dezembro de 1997, em seus 92 capítulos originais.

Em 1997, encarna outra protagonista em Desencuentro, de Ernesto Alonso, lançada simultaneamente com seu álbum de estreia Junto a ti, em que se incluiu o tema da telenovela.

Em 2001, Daniela regressa com El Noveno Mandamiento, interpretando dois papéis, Isabel e Ana, mãe e filha, respetivamente. Após isso, afastou-se para ser mãe, e dedicou-se exclusivamente a sua familia até regressar em 2007 à minissérie Mujer, casos de la vida real. Neste mesmo ano inicia una nova faceta em sua carreira, como apresentadora do programa Nuestra Casa. Ao final do ano vive a antagonista da telenovela de época Paixão, onde interpretou Lisabeta, uma cega apaixonada por seu primo interpretado por Fernando Colunga[4]. Foi exibida no Brasil em 2010, pela CNT[5].

Em 2009 esteve primeiramente na telenovela Mi pecado e, posteriormente, protagonizou um capítulo da série de televisão mexicana Mulheres Assassinas, também exibida no Brasil pela CNT[6].

Em 2013 participa da novela O que a vida me roubou, produzida por Angelli Nesma Medina, novamente como protagonista antagônica no papel de Graciela Giacinti, com Angelique BoyerSebastián Rulli, Luis Roberto GuzmánSergio SendelRogelio GuerraGabriela RiveroOsvaldo Benavides, entre outros. A telenovela já foi exibida duas vezes pelo SBT, e está disponível também na Amazon Prime Video[7][8].

Em 2017 volta às telenovelas, depois de 3 anos, com a novela «Me declaro culpable»[9].

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Em 19 de junho de 1999, casou-se com o empresário Gustavo Díaz Ordáz, neto do ex-presidente do México Gustavo Díaz Ordaz. O casal tem duas filhas, Daniela e Alexia.

Em maio de 2012, Daniela anunciou à imprensa sua terceira gravidez aos 42 anos. Em 8 de janeiro de 2013 se torna mãe pela terceira vez de Gustavo Diaz Ordaz Castro.

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Ano Título Personagem Notas
1984-87 Cachún cachún ra ra! Debbie
1988 Nuevo amanecer Patricia Ortiz
1989 Mi segunda madre Mónica Méndez
1990 Días sin luna Lorena Parlange
Balada por un amor Simona Portugal
1991 Cadenas de amargura Cecilia Vizcaíno
1992 Triángulo Sara Granados Rojas
1996 Cañaveral de pasiones Julia Santos Faberman
Mujer, casos de la vida real Nancy Sullivan Episódio: "El amor, siempre es el amor"
1997 Desencuentro Victoria San Román Jiménez
2001 El noveno mandamiento Isabel Durán / Ana Jiménez
2004 La hora pico Lañera Castro Episódio: "Invitada Daniela Castro"
2007 Nuestra casa Apresentadora
Pasión María Lisabeta de Salamanca
2009 Mujeres asesinas Rosa Domínguez Episódio: "Rosa, heredera"
Mi pecado Rosário Pedrosa de Córdoba
2011 Una familia con suerte Josefina "Pina" Arteaga de Irabién
2013 Lo que la vida me robó Graziela Giacinti de Mendonça / Gaudência Gimenes
2017 Me declaro culpable Roberta Monroy de Urzúa / Roberta Monroy / Roberta Monroy de Castolo
2020 Fuego ardiente Renata Aguilar

Cinema[editar | editar código-fonte]

Ano Título
1993 Sueño y realidad
1990 Infamia
1989 Viaje directo al Infierno

Teatro[editar | editar código-fonte]

Ano Título
1996 Jesucristo Superstar
2008 Mujeres juntas ni difuntas

Discografia[editar | editar código-fonte]

Ano Álbum de estúdio
1997 Junto a ti

Prêmios e Indicações[editar | editar código-fonte]

Ano Festival Categoria Nomeações Resultado
1990 Prêmio TVyNovelas Melhor Atriz Jovem
Mi segunda madre
Indicada
1991 Prêmio TVyNovelas Melhor Atriz Jovem
Días sin luna
Indicada
1992 Prêmio TVyNovelas Melhor Atriz Jovem
Cadenas de amargura
Venceu
1997 Prêmio TVyNovelas Melhor Atriz Protagonista
Cañaveral de pasiones
Venceu
2007 Prêmio Bravo Melhor Co-Atuação Feminina
Mujer, casos de la vida real
Venceu
Prêmio TV Adicto Golden Awards Melhor Vilã
Pasión
Venceu
2008 Prêmio TVyNovelas Melhor Atriz Antagonista Indicada
2010 Prêmio TVyNovelas Melhor Primeira Atriz
Mi pecado
Indicada
Prêmio People en Español[10] Melhor Vilã Venceu
Prêmio Bravo[11] Melhor Atriz Antagônica Venceu
Prêmio TV Adicto Golden Awards[12] Melhor Atriz Antagonista Venceu
Prêmio ACE de Nova York Melhor Co-Atuação Feminina Venceu
2012 Prêmio TV Adicto Golden Awards[13] Melhor Atriz em um Papel Cômico
Una familia con suerte
Venceu
Prêmio People en Español Melhor Vilã Indicada
2014 Prêmio TV Adicto Golden Awards[14] Melhor Superação a uma Atriz
Lo que la vida me robó
Venceu
2015 Prêmio TVyNovelas[15] Melhor Atriz Antagonista Venceu
2018 Prêmio TVyNovelas[16] Melhor Atriz Antagonista
Me declaro culpable
Venceu

Referências

  1. Biography of Mexican actress Daniela Castro
  2. Esmas.com. «Biografía de Daniela Castro» (em espanhol). Consultado em 1 de setembro de 2010 
  3. «Folha de S.Paulo - CNT/Gazeta estréia mais um dramalhão "made in Mexico" - 27/7/1997». www1.folha.uol.com.br. Consultado em 18 de novembro de 2020 
  4. El Universal (18 de abril de 2007). «Regresa Daniela Castro como villana en Pasion» (em espanhol). Consultado em 20 de agosto de 2016 
  5. «"Paixão" a nova novela da Rede CNT». www.bol.uol.com.br. Consultado em 18 de novembro de 2020 
  6. «Mulheres Assassinas em breve na CNT». tab.uol.com.br. Consultado em 18 de novembro de 2020 
  7. Vander Dias. «Novelas protagonizadas por Angelique Boyer entram no catálogo do Prime Video». estrelalatina.com.br. Consultado em 18 de novembro de 2020 
  8. «Aparato do Entretenimento: "Teresa" e "O que a Vida me Roubou": Novelas de Angelique Boyer estreiam no catálogo do Prime Video». www.aparatodoentretenimento.com.br. Consultado em 18 de novembro de 2020 
  9. «Daniela Castro regresa a las telenovelas. ¡Adivina con quién!». People en Español (em inglês). 15 de agosto de 2017 
  10. People en Español. «Estrellas del Año 2010» 
  11. «Tabasco Hoy (Itati Cantoral se llevó la noche en Premios Bravo)». Consultado em 27 de septiembre de 2016. Cópia arquivada em |arquivourl= requer |arquivodata= (ajuda) 🔗  Parâmetro desconhecido |fechaarchivo= ignorado (|arquivodata=) sugerido (ajuda); Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  12. Álvaro Cueva (TV ADICTO GOLDEN AWARDS 2010)
  13. Observatorio Medios UIA 3 (tv-adicto-golden-awards 2012)
  14. Milenio (TV Adicto Golden Awards), milenio.com
  15. Lista completa nominados Premios TVyNovelas 2015 Consultado el 17 de abril de 2015
  16. «PREMIOS TVyNOVELAS 2018». televisa.com (em espanhol). Consultado em 17 de janeiro de 2018 

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre sobre uma atriz é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.