Eduardo, Duque de Iorque e Albany

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Eduardo
Duque de Iorque e Albany
Nascimento 25 de março de 1739
  Casa Norfolk, Londres, Grã-Bretanha
Morte 17 de setembro de 1767 (28 anos)
  Palácio do Príncipe de Mônaco, Mônaco
Sepultado em 1 de novembro de 1767, Abadia de Westminster, Londres, Reino Unido
Nome completo Eduardo Augusto
Casa Hanôver
Pai Frederico, Príncipe de Gales
Mãe Augusta de Saxe-Gota
Brasão

Eduardo Augusto, Duque de Iorque e Albany, KG, PC, FRS (em inglês: Edward Augustus;[1][2][3] Norfolk House, Londres, 25 de março de 1739Palácio do Príncipe de Mônaco, Mônaco, 17 de setembro de 1767)[4] foi o terceiro filho, o segundo menino de Frederico, Príncipe de Gales, e sua esposa Augusta, Princesa de Gales. Era neto do rei Jorge II da Grã-Bretanha e irmão mais novo do rei Jorge III do Reino Unido.

Anos iniciais[editar | editar código-fonte]

Eduardo Augusto com o irmão Jorge e o tutor de ambos, Francis Ayscough.

O terceiro filho e segundo menino de Frederico, Príncipe de Gales, e sua esposa Augusta, Princesa de Gales, nasceu em Norfolk House em Londres na data de 25 de março de 1739.[4] Na época de seu nascimento, ele era o terceiro na linha de sucessão ao trono britânico, estando atrás de seu pai e seu irmão mais velho, mas acima de sua irmã, a princesa Augusta, pois o sexo era um critério de determinação mais importante que a primogenitura, essa regra se manteve até o dia 25 de março de 2015 – exatamente 276 anos após o nascimento do príncipe.

Ele foi batizado como Eduardo Augusto, em Norfolk House, pelo Bispo de Oxford, Thomas Secker, e seus padrinhos foram o seu tio-avô o rei Frederico Guilherme I da Prússia, representado por seu procurador, o Duque de Queensberry, o pai de seu futuro cunhado o Duque de Brunsvique-Volfembutel, representado pelo Lord Carnarvon, e sua tia materna a Duquesa de Saxe-Weissenfels, representada por Lady Charlotte Edwin, filha do falecido Duque de Hamilton.[4]

Durante a sua infância, Eduardo, junto com seu irmão mais velho, passou por longas horas de estudo em aritmética, latim, geometria, escrita, religião, francês, alemão, grego e até dança para saber se portar em todas as situações.[5] Para o futuro Jorge III, o seu irmão mais novo era o seu único companheiro constante, embora Eduardo fosse o favorito de sua mãe. À medida que eles cresciam, ao contrário de seu irmão que era simplório e solitário, o príncipe Eduardo se tornou uma figura popular na sociedade londrina. Aqueles que o conheciam o descreviam como tolo, frívolo, um pouco tagarela, alguém de que adorava uma boa brincadeira e que não fazia a melhor companhia.

Guerra dos Sete Anos[editar | editar código-fonte]

Eduardo mostrou interesse em assuntos navais e pediu permissão para servir na Marinha Real Britânica. Ele participou das investidas contra a costa francesa, estando presente no fracassado ataque surpresa em St. Malo, que resultou na Batalha de St. Cast em 1758.[6]

Ele foi promovido a capitão do HMS Phoenix em 14 de junho de 1759.[7][8] Ele se tornou contra-almirante em 1761, vice-almirante em 1762,[7] e em 1766, apenas um ano antes de sua morte, ele subiu ao posto de Almirante da Marinha Real.[6][9]

Últimos Anos[editar | editar código-fonte]

O seu avô paterno, Jorge II, o tornou Duque de Iorque e Albany e Conde de Ulster em 1º de abril de 1760.[8][10]

Quando Jorge III subiu ao trono britânico em 25 de outubro de 1760, ele nomeou o seu irmão mais novo ao posto de Membro do Conselho Privado do Reino Unido.[6] Desde o momento em que seu irmão se tornou rei até o nascimento de seu primeiro filho, o príncipe Jorge, futuro Jorge IV do Reino Unido, em 12 de agosto de 1762, Eduardo era o herdeiro presuntivo do trono britânico.

Em 27 de julho de 1765, Eduardo foi iniciado na Ordem Maçônica.

No final do verão de 1767, a caminho de Génova, o Duque de Iorque e Albany adoeceu e teve de desembarcar rapidamente no porto de Mônaco.[11][12] Apesar do cuidado e atenção especial que lhe foi dado, Eduardo faleceu no Palácio do Príncipe de Mônaco, a residência oficial de Honorato III, Príncipe do Mónaco, em 17 de Setembro 1767. O quarto de Estado onde duque passou os seus últimos dias e faleceu passou a ser chamado de Quarto de Iorque.[13] Após a sua morte, seu corpo foi levado de volta para Londres a bordo do HMS Montreal, e enterrado na Abadia de Westminster.[11][12]

Ancestrais[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Page 1 | Issue 9636, 16 November 1756 | London Gazette | The Gazette». www.thegazette.co.uk. Consultado em 28 de fevereiro de 2022 
  2. «Page 3 | Issue 9700, 28 June 1757 | London Gazette | The Gazette». www.thegazette.co.uk. Consultado em 28 de fevereiro de 2022 
  3. «Page 2 | Issue 9784, 18 April 1758 | London Gazette | The Gazette». www.thegazette.co.uk. Consultado em 28 de fevereiro de 2022 
  4. a b c «Westminster City Archives». webcache.googleusercontent.com. Consultado em 28 de fevereiro de 2022 
  5. contributors, Wikipedia. Focus On: 100 Most Popular Knights of the Garter (em inglês). [S.l.]: e-artnow sro 
  6. a b c «Edward, Duke of York and Albany | English Monarchs». www.englishmonarchs.co.uk. Consultado em 28 de fevereiro de 2022 
  7. a b Haydn, Joseph (1851). The book of dignities; containing rolls of the official personages of the British Empire ... from the earliest periods to the present time ... together with the sovereigns of Europe, from the foundation of their respective states; the peerage of England and Great Britain .. Harvard University. [S.l.]: London, Longmans, Brown, Green, and Longmans 
  8. a b Beatson, Robert (1806). A political index to the histories of Great Britain & Ireland, or, a complete register of the hereditary honours, public offices, and persons in office : from the earliest periods to the present time. University of Pittsburgh Library System. [S.l.]: London : Longman, Hurst, Rees, and Orme 
  9. Hardy, John (1784). A chronological list of the captains of his majesty's Royal navy; commencing 1673, and brought down to 1783 (em inglês). [S.l.: s.n.] 
  10. «Yvonne's Royalty Home Page: Peerage Titles». web.archive.org. 4 de junho de 2011. Consultado em 28 de fevereiro de 2022 
  11. a b «Edward, Duke of York and Albany». www.rct.uk (em inglês). Consultado em 28 de fevereiro de 2022 
  12. a b «Collections Online | British Museum». www.britishmuseum.org. Consultado em 28 de fevereiro de 2022 
  13. «Prince's Palace State Apartments». www.visitmonaco.com. Consultado em 28 de fevereiro de 2022 
Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Eduardo, Duque de Iorque e Albany


Eduardo, Duque de Iorque e Albany
Casa de Hanôver
Ramo da Casa de Guelfo
25 de março de 1739 – 17 de setembro de 1767
Precedido por
Ernesto Augusto
Coat of Arms of Edward Augustus, Duke of York and Albany.svg
Duque de Iorque e Albany
1 de abril de 1760 – 17 de setembro de 1767
Sucedido por
Frederico