Estação Ferroviária de Covelinhas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Covelinhas IPcomboio2.jpg
Estação de Covelinhas, em 2009.
Linha(s) Linha do Douro (PK 112,237)
Coordenadas 41° 09′ 09,54″ N, 7° 41′ 16,1″ O
Concelho bandeiraPRG
Serviços Ferroviários Logo CP 2.svgBSicon LSTR red.svgIR
Horários em tempo real
Serviços Telefones públicos


Logos IP.png
BSicon CONTfa grey.svg
BSicon HST grey.svgFerrão (Sentido Pocinho)
BSicon BHF grey.svgCovelinhas
BSicon BHF grey.svgRégua (Sentido Ermesinde)
BSicon CONTf grey.svg

A Estação Ferroviária de Covelinhas é uma interface da Linha do Douro, que serve a Freguesia de Covelinhas, no Concelho de Peso da Régua, em Portugal.

Estação de Covelinhas, em 2006.

Caracterização[editar | editar código-fonte]

Localização e acessos[editar | editar código-fonte]

Situa-se junto à localidade de Covelinhas.[1]

Descrição física[editar | editar código-fonte]

Segundo o Directório da Rede 2012, editado pela Rede Ferroviária Nacional em 6 de Janeiro de 2011, a estação ferroviária de Covelinhas possuía duas vias de circulação, ambas com 273 m de comprimento, e duas plataformas, com 135 e 80 m de comprimento e 35 e 40 cm de altura.[2] Em Outubro de 2004, esta interface tinha a classificação E da Rede Ferroviária Nacional.[3]

Serviços[editar | editar código-fonte]

Esta estação é servida por comboios InterRegionais da operadora Comboios de Portugal.[4]

Estação de Covelinhas, nos primeiros anos.

História[editar | editar código-fonte]

Esta interface situa-se no troço entre as Estações de Régua e Ferrão da Linha do Douro, que foi inaugurado em 4 de Abril de 1880.[5]

Em 1901, estava em construção e estudo a Estrada Distrital n.º 48, que ligava esta estação à cidade de Vila Real, e estava prevista a instalação de uma estrada entre Armamar e a margem oposta do Rio Douro, em frente à estação, de forma a melhor servir a região a Sul do Douro.[6] Em 28 de Outubro de 1903, o governo autorizou o financiamento de várias estradas de acesso a estações, incluindo um caminho entre Covelinhas e o cais no Rio Douro, com a extensão de 413 m.[7] No entanto, em 1932 os acessos à estação continuavam a ser muito primitivos, existindo apenas caminhos para carros de bois.[8]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Covelinhas - Linha do Douro». Infraestruturas de Portugal. Consultado em 22 de Abril de 2017 
  2. «Linhas de Circulação e Plataformas de Embarque». Directório da Rede 2012. Rede Ferroviária Nacional. 6 de Janeiro de 2011. p. 71-85 
  3. «Directório da Rede Ferroviária Portuguesa 2005». Rede Ferroviária Nacional. 13 de Outubro de 2004. p. 81 
  4. «Comboios Regionais Linha do Douro» (PDF). Comboios de Portugal. 4 de Agosto de 2019. Consultado em 20 de Janeiro de 2020 
  5. «Troços de linhas férreas portuguesas abertas à exploração desde 1856, e a sua extensão» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. Ano 69 (1652). 16 de Outubro de 1956. p. 528-530. Consultado em 8 de Maio de 2013 – via Hemeroteca Digital de Lisboa 
  6. «Parte Official» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. Ano 16 (368). 16 de Abril de 1903. p. 119-130. Consultado em 8 de Maio de 2013 – via Hemeroteca Digital de Lisboa 
  7. «Parte Official» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. Ano 16 (382). 16 de Novembro de 1903. p. 377-378. Consultado em 11 de Janeiro de 2018 – via Hemeroteca Digital de Lisboa 
  8. ALCOBAÇA, Visconde de (1 de Dezembro de 1932). «Estradas Afluentes à Linha do Douro: Troço da Régua a Barca D'Alva» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. Ano 45 (1079). p. 559-561. Consultado em 11 de Janeiro de 2019 – via Hemeroteca Digital de Lisboa 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre a Estação de Covelinhas



Ícone de esboço Este artigo sobre uma estação, apeadeiro ou paragem ferroviária é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.