Estação Parada Bananal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Parada Bananal
Estação Parada Bananal, Guapimirim.jpg Estação Parada Bananal
Informações
Parada Bananal está localizado em: Baixada Fluminense e parte da cidade do Rio de Janeiro
Parada Bananal
Localização da Estação Parada Bananal
Endereço Rua Claudionor Batista S/N, Guapimirim - RJ, 25946-334
Localização Guapimirim-RJ
Coordenadas 22° 32' 12.52" S 42° 58' 55.87" O
Administração Logo da SuperVia.svg SuperVia
Uso Atual Estação de trens metropolitanos
Código RJ-1890
Sigla BNL
Linha Linha Guapimirim
Integração Terminal rodoviário
Estrutura Superfície
Níveis 1
Plataformas 1
Serviços Acesso à deficiente físico
Outras Informações
Inauguração 24 de janeiro de 1940 (79 anos)
Fechamento 29 de maio de 2011 (8 anos)
Inauguração da atual edificação 29 de junho de 2013 (6 anos)
Próxima Estação
Sentido Saracuruna
Sv-vlightorangelinecontshort.svg
Sv-vlightorangestation.svg Parada Modelo
Sv-vlightorangestation.svg Parada Bananal
Sv-vlightorangestationterm.svg Guapimirim
Sentido Guapimirim

A Parada Bananal[1] é uma estação de trem localizada no Rio de Janeiro.

A estação foi operada pela Central e funcionou até 29 maio de 2011, quando o Ramal de Guapimirim foi repassado para SuperVia[2][3].

Quando a SuperVia assumiu o Ramal, a estação teve que ser temporariamente desativada para ampliação da plataforma, que só seria entregue 2 anos depois. Parte do atraso na entrega da obra se deu por conta do reapossamento de um terreno da RFFSA que tinha sido murado no entorno da estação, o espaço hoje é uma praça arborizada e gramada, mas sem bancos. Outro motivo para a demora da entrega da obra foi também a abertura de uma rua que dava acesso, não só a estação, mas também ao Hospital Municipal José Rabello de Mello. Atualmente a estação encontra-se em funcionamento.

História do Ramal Guapimirim[editar | editar código-fonte]

A ferrovia que ligava Magé a Teresópolis foi aberta em 1908, partindo do Porto da Piedade, nos fundos da Baía da Guanabara e chegando ao Alto de Teresópolis depois de diversas inaugurações parciais de trechos a partir da Piedade desde 1896. Em 1919, a ferrovia foi encampada pela E. F. Central do Brasil, que prolongou a linha até a Várzea de Teresópolis.

Já antes de 1940, porém, o trecho entre Porto da Piedade e Magé foi suprimido, e os trens para Teresópolis, operados pela Central do Brasil, passaram a sair da estação de Barão de Mauá e seguindo pela linha da Leopoldina até Magé, daí entravam pela linha original.

Em 9 de março de 1957, a linha foi entregue à Leopoldina, que imediatamente suprimiu o trecho Guapimirim-Teresópolis. Hoje, a cidade do Rio de Janeiro é ligada a Guapimirim pelo Ramal Guapimirim, onde a transferência dos trens elétricos para os trens a diesel é feita na Estação Saracuruna. Esse ramal é operado desde 2011 pela SuperVia.

História da Estação[editar | editar código-fonte]

A Parada Bananal foi inaugurada no dia 24 de Janeiro de 1940 como cortesia aos fazendeiros que possuíam enormes plantações de bananas na região, por isso o nome do bairro e da parada: Bananal . A parada, que além de dar acesso aos casarões da fazendas, também era responsável pelo distribuição e abastecimento dessa produção para toda região de Magé e do Mercado Municipal da cidade do Rio de Janeiro.

Fábrica de Doces Colombo[editar | editar código-fonte]

Durante anos, carregamentos de bananas foram realizados na estação com o destino à Fábrica de Doces Colombo, que absorvia parte das bananas dos bananais da região na década de 50.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «Bananal». Estações Ferroviária do Estado do Rio de Janeiro. Consultado em 26 de janeiro de 2012 
  2. «SuperVia inaugura operação do ramal Guapimirim neste domingo». O Globo. 29 de maio de 2011. Consultado em 22 de maio de 2012 
  3. «Diagrama de Rede». SuperVia. Consultado em 22 de maio de 2012. Arquivado do original em 28 de outubro de 2012 


Ícone de esboço Este artigo sobre uma estação, apeadeiro ou paragem ferroviária é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.