Grande Prêmio de Mônaco de 1989

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Grande Prêmio de Mônaco
de Fórmula 1 de 1989
Circuit de Monaco 1986.png
47º GP de Mônaco realizado em Montecarlo
Detalhes da corrida
Data 7 de maio de 1989
Nome oficial XLVII Grand Prix Automobile de Monaco
Local Circuito de Mônaco, Montecarlo, Mônaco
Total 77 voltas / 256.256 km
Condições do tempo Ensolarado, ameno, seco
Pole
Piloto
Brasil Ayrton Senna McLaren-Honda
Tempo 1:22.308
Volta mais rápida
Piloto
Brasil Alain Prost McLaren-Honda
Tempo 1:25.501 (na volta 59)
Pódio
Primeiro
Brasil Ayrton Senna McLaren-Honda
Segundo
França Alain Prost McLaren-Honda
Terceiro
Itália Stefano Modena Brabham-Judd

Resultados do Grande Prêmio de Mônaco de Fórmula 1 realizado em Montecarlo à 7 de maio de 1989. Foi a terceira etapa da temporada e teve como vencedor o brasileiro Ayrton Senna.[1][2][nota 1]

Corrida[editar | editar código-fonte]

A Ferrari colocou na pista apenas o carro do inglês Nigel Mansell, já que o austríaco Gerhard Berger se recuperava do acidente da corrida em San Marino.

Na 32ª volta, Andrea de Cesaris, que está na 4ª posição com seu Dallara, vem para ultrapassar e contornar por dentro a curva Loews, o Lotus do retardatário Nelson Piquet; o problema é que o piloto brasileiro também vem para contornar a curva lenta. Com isso, ambos se tocam e ficam emperrados no meio da pista. Dentro de seus cockpits, os dois pilotos discutem. Alguns carros que vinham atrás conseguem ultrapassar os dois carros batidos na curva, mas outros tem dificuldades, como aconteceu com Alain Prost, o 2º colocado, que perdeu 20 segundos.

Durante a prova, Ayrton novamente abriu uma grande vantagem sobre o francês Alain Prost, acima de 50 segundos, alcançando a vitória, ao contrário do ocorrido no ano anterior em Mônaco. Senna disse logo após a prova, que seu carro tinha perdido as duas primeiras marchas, e por conta disso, precisou mudar sua forma de pilotagem. Algo parecido aconteceria no GP Brasil de 1991.[3]

Única prova em que o argelino Pierre-Henri Raphanel, pilotando pela equipe Coloni, conseguiu se classificar em toda a temporada. Não completou a prova por problemas no câmbio.

Classificação da prova[editar | editar código-fonte]

Pos. Piloto Construtor Voltas Tempo/Diferença Grid Pontos
1 1 Brasil Ayrton Senna McLaren-Honda 77 1:53'33"251 1 9
2 2 França Alain Prost McLaren-Honda 77 + 52"529 2 6
3 8 Itália Stefano Modena Brabham-Judd 76 + 1 volta 8 4
4 21 Itália Alex Caffi Dallara-Ford 75 + 2 voltas 9 3
5 4 Itália Michele Alboreto Tyrrell-Ford 75 + 2 voltas 12 2
6 7 Reino Unido Martin Brundle Brabham-Judd 75 + 2 voltas 4 1
7 10 Estados Unidos Eddie Cheever Arrows-Ford 75 + 2 voltas 20
8 19 Itália Alessandro Nannini Benetton-Ford 74 + 3 voltas 15
9 3 Reino Unido Jonathan Palmer Tyrrell-Ford 74 + 3 voltas 23
10 5 Bélgica Thierry Boutsen Williams-Renault 74 + 3 voltas 3
11 16 Itália Ivan Capelli March-Judd 73 + 4 voltas 22
12 25 França René Arnoux Ligier-Ford 73 + 4 voltas 21
13 22 Itália Andrea de Cesaris Dallara-Ford 73 + 4 voltas 10
14 20 Reino Unido Johnny Herbert Benetton-Ford 73 + 4 voltas 24
15 6 Itália Riccardo Patrese Williams-Renault 73 + 4 voltas 7
Ret 24 Espanha Luis Pérez-Sala Minardi-Ford 48 Motor 26
Ret 40 Itália Gabriele Tarquini AGS-Ford 46 Pane elétrica 13
Ret 31 Brasil Roberto Moreno Coloni-Ford 44 Câmbio 25
Ret 30 França Philippe Alliot Lola-Lamborghini 38 Motor 17
Ret 15 Brasil Mauricio Gugelmin March-Judd 36 Motor 14
Ret 11 Brasil Nelson Piquet Lotus-Judd 32 Colisão 19
Ret 27 Reino Unido Nigel Mansell Ferrari 30 Câmbio 5
Ret 32 França Pierre-Henri Raphanel Coloni-Ford 19 Câmbio 18
Ret 26 França Olivier Grouillard Ligier-Ford 4 Câmbio 16
Ret 23 Itália Pierluigi Martini Minardi-Ford 3 Embreagem 11
Ret 9 Reino Unido Derek Warwick Arrows-Ford 2 Pane elétrica 6
DNQ 38 Alemanha Ocidental Christian Danner Rial-Ford
DNQ 29 França Yannick Dalmas Lola-Lamborghini
DNQ 12 Japão Satoru Nakajima Lotus-Judd
DNPQ 18 Itália Piercarlo Ghinzani Osella-Ford
DNPQ 36 Suécia Stefan Johansson Onyx-Ford
DNPQ 17 Itália Nicola Larini Osella-Ford
DNPQ 34 Alemanha Ocidental Bernd Schneider Zakspeed-Yamaha
DNPQ 37 Bélgica Bertrand Gachot Onyx-Ford
DNPQ 33 Suíça Gregor Foitek Eurobrun-Judd
DNPQ 39 Alemanha Ocidental Volker Weidler Rial-Ford
DNPQ 35 Japão Aguri Suzuki Zakspeed-Yamaha
DNPQ 41 Alemanha Ocidental Joachim Winkelhock AGS-Ford

Tabela do campeonato após a corrida[editar | editar código-fonte]

  • Nota: Somente as primeiras cinco posições estão listadas. Entre 1981 e 1990 cada piloto podia computar onze resultados válidos por temporada não havendo descartes no mundial de construtores.

Notas

  1. Voltas na liderança: Ayrton Senna liderou as 77 voltas da prova.

Referências

  1. «1989 Monaco Grand Prix - race result». Consultado em 19 de agosto de 2018 
  2. Fred Sabino (7 de maio de 2019). «Após troca de farpas pela imprensa, Senna bateu Prost por quase um minuto em Mônaco, há 30 anos». globoesporte.com. Globo Esporte. Consultado em 7 de maio de 2019 
  3. «Brasileiro teve dificuldades». memoria.bn.br. Jornal do Brasil. 8 de maio de 1989. Consultado em 2 de abril de 2019 
Precedido por
Grande Prêmio de San Marino de 1989
Campeonato mundial de Fórmula 1 da FIA
Ano de 1989
Sucedido por
Grande Prêmio do México de 1989
Precedido por
Grande Prêmio de Mônaco de 1988
Grande Prêmio de Mônaco
47ª edição
Sucedido por
Grande Prêmio de Mônaco de 1990