Habacuque

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para o artista costa-riquenho conhecido como Habacuc, veja Guillermo Vargas.


Habacuque
חֲבַקּוּק, Ḥavaqquq
Estátua de Habacuque por Donatello, no Museo dell'Opera di Santa Maria del Fiore de Florença.
Ocupação Profeta da Bíblia
Magnum opus Livro de Habacuque

Habacuque (em hebraico: חֲבַקּוּק‎; transl. Ḥavaqquq; hebraico tiberiano: Ḥăḇaqqûq) foi um profeta do Antigo Testamento. A etimologia de seu nome não é clara;[1] o nome possivelmente estaria relacionado com o acadiano khabbaququ, o nome de uma planta perfumada, ou a palavra חבק, raiz hebraica que significa "abraçar". É o oitavo dos doze profetas menores, provavelmente, autor do Livro de Habacuque, que leva seu nome.

Praticamente nada se sabe sobre a história pessoal de Habacuque, exceto pelo que pode ser aferida a partir do texto de seu livro. No entanto, aparece também nos textos deuterocanônicos (Adições em Daniel), quando é ordenado por um anjo, enquanto preparava alimento, a levar a comida para Daniel (que se encontrava na cova dos leões), e Habacuque dizendo que não sabia onde ficava a tal cova foi levado pelo anjo para a cova onde Habacuque entregou o alimento para Daniel que ali se alimentou.[2] Habacuque também é mencionado em ´´Vidas dos profetas``, que também registra o seu tempo na Babilônia. [3] O livro de Habacuque​, é composto por cinco profecias sobre a Caldeia e uma canção de louvor a Deus. Desde a ascensão ao poder caldeu é datado de 612 a.C., supõe-se que ele era vivo naquela época, fazendo dele um contemporâneo de Jeremias e Sofonias. Fontes judaicas, porém, não o agrupam com estes dois profetas, que muitas vezes são colocados juntos, então é possível que ele fosse um pouco mais cedo do que eles. O último capítulo de seu livro é uma canção, que serviu de música no Templo de Salomão. É assumido na tradição judaica que ele era um membro do Tribo de Levi.

Habacuque é único entre os profetas que abertamente questiona Deus[4] (1:3 a, 1:13 b). Na primeira parte do primeiro capítulo, o profeta vê a injustiça entre o seu povo e pergunta por que Deus não age: "01:02 Até quando, Javé, clamarei eu, e tu não ouvirás? Grito a ti: Violência, e não salvarás." (Tradução Brasileira da Bíblia).

XVIII

[[Imagem:Habakuk mausoleum Tuyserkan Iran.jpg | thumb | 180px| Santuário de Habacuque em Toyserkan, Irã.]

O mausoléu na cidade de Toyserkan no oeste do Irã acredita-se ser o local de sepultamento de Habacuque. [5] Ele é protegido pela Iran Cultural Heritage, que afirma que Habacuque é guardião para o Templo de Salomão, e que ele foi capturado pelos babilônios e permaneceu em sua prisão por alguns anos. Depois de ser libertado por Ciro, o Grande, ele foi para Ecbátana, e lá permaneceu até sua morte e foi enterrado em algum lugar próximo à atual Toyserkan.

Na Igreja Ortodoxa seu dia de festa é 2 de dezembro. Ele é comemorado com o outro Profeta Menor da Igreja Apostólica Arménia em 31 de julho.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Habacuque artigo de JewishEncyclopedia.com
  2. Daniel 14:32-38
  3. Coogan, Michael D. "Uma Breve Introdução ao Antigo Testamento - A Bíblia hebraica em seu contexto". Oxford University Press, 2009. página 298.
  4. Claudio Crispim (10 novembro 2015). «Habacuque». Claudio Crispim 
  5. آلبوم http://www.toyserkan.com/album/Hayaghoogh [عکسهای تویسرکان]