Mefibosete

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Mefibosete (ou Meribe Baal) é um personagem bíblico do Antigo Testamento, mencionado no II Samuel, em seu capítulo 4.[1].

Mefibosete era filho de Jônatas e neto do Rei Saul, que foi levado, pela babá, para uma cidade chamada Lo Debar (não memoria), onde havia sequidão e miséria, e cujos habitantes eram todos mendigos ou doentes. Isso ocorreu após o atentado contra o reino de Saul, por parte dos filisteus, na sangrenta batalha no monte Gilboa, o que resultou na morte de Saul e seus três filhos.[2] Teve ainda um filho pequeno de nome Mica, morando em Jerusalém.[1]

Samuel ainda registra que Davi deu-lhe os pertences que um dia foram de Saul e, também, que Mefibosete era "coxo de ambos os pés". Apesar de neto de seu inimigo (Saul), era o filho de seu amigo (Jônatas), e Davi o tinha por comensal.[1]

Revela-se que Mefibosete é manco, porque sua ama, o tomou às pressas, fugindo de assassinos que acabaram de matar seu pai Jônatas, quando ele tinha 5 anos de idade, e, descuidando-se ela, na pressa, deixou-o cair, quando ele quebrou seus dois pés, ficando manco e, portanto, aleijado. Foi o único a não ser enforcado, junto com outros sete descendentes de Saul (entre os quais estava seu tio, também chamado Isbosete) por causa da promessa que Davi fez a Jônatas, seu amigo, de que suas sementes cresceriam juntas.[3]

Árvore Genealógica[editar | editar código-fonte]

Raquel
Jacó
Lia
Benjamim
Judá
Afias
Becorate
Zeror
Abiel
Quis
Obed
Saul
Jessé
Jônatas
Abinadade
Mauquisua
Isbosete
Merabe
Mical
David
Betsabá
Mefibosete
Salomão
Mica
Roboão
Pitom
Meleque
Tareá
Acaz
Jeoada
Alemete
Azmavete
Zinri
Moza
Bineá
Rafa
Eleasá
Azael
Eseque
Azricão
Bocru
Ismael
Searias
Obadias
Hanã
Ulão
Jeús
Elifelete

Referências

  1. a b c II Samuel 4:4
  2. (1 Samuel 31)
  3. (2 Samuel 21)