Henri La Fontaine

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Henri La Fontaine Medalha Nobel
Nascimento 22 de abril de 1854
Bruxelas
Morte 14 de maio de 1943 (89 anos)
Bruxelas
Nacionalidade Belga
Cidadania Bélgica
Irmão(s) Léonie La Fontaine
Alma mater
Ocupação político, advogado, bibliógrafo, pacifist, feminista
Prêmios Nobel prize medal.svg Nobel da Paz (1913)

Henri La Fontaine (Bruxelas, 22 de abril de 1854 — Bruxelas, 14 de maio de 1943) foi um jurista e político belga.

Foi presidente do Gabinete Internacional Permanente para a Paz, agraciado com o Nobel da Paz de 1913. Juntamente com Paul Otlet é considerado um dos criadores da documentação.

La Fontaine era advogado e foi autor de um conjunto de textos e manuais sobre legislação e de uma história da arbitragem internacional. Foi também o fundador da revista La Vie Internationale.

Henri La Fontaine era maçom, membro da loja maçónica Les Amis Philanthropes, em Bruxelas.

Trabalhos[editar | editar código-fonte]

Henri La Fontaine foi o autor de vários manuais jurídicos e um documentário da história da arbitragem internacional:

  • Les droits et des obrigações des empresários de travaux publics (1885)
  • Traité de la contrefaçon (1888)
  • Pasicrisie internationale (1902)
  • Bibliographie de la Paix et de l'Arbitrage (1904)

Ele também foi o fundador da revista La Vie Internationale.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Elihu Root
Nobel da Paz
1913
Sucedido por
Comitê Internacional da Cruz Vermelha