Instituto Politécnico da Maia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.


Instituto Politécnico da Maia
IPMAIA
Fundação 2015
Tipo de instituição Privada
Localização Maia, {{{país}}}
Reitor(a) Domingos Oliveira Silva
Vice-reitor(a) Alexandra Isabel Alves Neves, Amadeu Joaquim Lima Fernandes, Eduardo Cândido Cordeiro Gonçalves, Rui Pedro Labrincha Azevedo
Página oficial http://www.ismai.pt/

O IPMAIA[editar | editar código-fonte]

Inscrito no moderno campus académico da Maiêutica, Cooperativa de Ensino Superior, C.R.L. (ISMAI/IPMAIA), numa área com mais de 70.000 m2, no qual se destaca um moderno Complexo Desportivo a inaugurar em 2016, o Instituto Politécnico da Maia - IPMAIA, é a mais jovem instituição privada de ensino superior politécnico do país. Iniciada a sua atividade no ano letivo de 2015/2016 com quatro Licenciaturas e doze Cursos Técnico Superiores Profissionais (CTeSP), o IPMAIA nasceu com um propósito e posicionamento específicos: servir o interesse e necessidade crescentes de empregadores, famílias e alunos na qualificação superior de natureza profissional. Esta vocação, porque alicerçada numa cultura de excelência, exigência e experiência acumulada, encontra-se assim plenamente ajustada às necessidades dos agentes económicos e sociais.[1][2][3]

Missão e Objetivos[editar | editar código-fonte]

O IPMaia tem por missão formar diplomados nos diversos ramos do saber científico, técnico e cultural, aptos para a inserção qualificada e com sucesso nos diversos setores profissionais, com participação no desenvolvimento da sociedade portuguesa, prestando serviços especializados à comunidade. Para cumprir a sua missão, enunciada no ponto anterior, o IPMaia propõe -se: a. Criar, transmitir e difundir a cultura e o saber de natureza profissional, através da articulação do estudo, do ensino, da investigação orientada e do desenvolvimento experimental, tendo em vista um quadro de referência internacional; b. Incentivar a formação intelectual e profissional dos seus estudantes, ministrando -lhes conhecimentos científicos de índole teórica e prática e as suas aplicações com vista ao exercício de atividades profissionais e garantindo-lhes o acesso à aprendizagem ao longo da vida; c. Promover o relacionamento com as empresas e com a comunidade, transferindo conhecimentos e valorizando economicamente o conhecimento científico e tecnológico; d. Estabelecer acordos de associação ou cooperação com outras instituições, públicas ou privadas, nacionais ou estrangeiras, para a prossecução de projetos comuns, promoção da mobilidade dos estudantes, desenvolvimento de programas de graus conjuntos e para a partilha de recursos e equipamentos.[4]


História[editar | editar código-fonte]

O reconhecimento de interesse público do Instituto Politécnico da Maia - IPMAIA foi publicado em Diário da República no dia 22 de junho de 2015. Por decisão de 17 de julho de 2015 de Sua Excelência, o Senhor Secretário de Estado do Ensino Superior, no exercício de competência que lhe foi delegada, foram considerados conformes e registados os estatutos do Instituto Politécnico da Maia. A referida decisão e o texto dos estatutos foram publicados em Diário da República através da Portaria n.º 235/2015, de 7 de agosto.[5]

Referências

  1. «Fundação do IPMAIA». www.ipmaia.pt. Consultado em 16 de junho de 2016 
  2. Decreto Lei Nº114/2015, de 22 de junho.que reconheceu o interesse público do Instituto Politécnico da Maia
  3. Aprovação dos Estatutos pela Portaria Nº235/2015, de 7 de agosto
  4. «Sobre o IPMAIA». www.ipmaia.pt. Consultado em 16 de junho de 2016 
  5. «História». www.ipmaia.pt. Consultado em 16 de junho de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Instituto Politécnico da Maia