Instituto Politécnico do Porto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Politécnico do Porto
P.PORTO
Lema Fazemos Futuro
Fundação 1985
Tipo de instituição Pública
Localização Porto, Matosinhos, Vila Nova de Gaia, Póvoa de Varzim, Vila do Conde, Felgueiras, {{{país}}}
Presidente Paulo Pereira
Total de estudantes 20.797
Página oficial http://www.ipp.pt

O Politécnico do Porto (abreviado P.PORTO, ou IPP para efeitos legais) é um instituto politécnico público português, com sede no Porto.

O Politécnico do Porto foi fundado em 1985, integrando a Escola Superior de Educação e a Escola Superior de Música. Esta última ganhou, em 1994, a designação Escola Superior de Música, Artes e Espectáculo.

Antes disso, em 1852, é fundada a Escola Industrial do Porto, mais tarde designada por Instituto Industrial e Comercial do Porto. Em 1918 o Instituto Industrial e o Instituto Comercial separam-se. Em 1975 o Instituto Industrial do Porto altera a designação para Instituto Superior de Engenharia do Porto, integrando o ensino universitário, e em 1976 o mesmo acontece com o Instituto Comercial, que altera a designação para Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto, integrando o ensino universitário.

Em 1990 é criada a Escola Superior de Estudos Industriais e de Gestão, com dois pólos divididos pela cidade de Vila do Conde e Póvoa de Varzim, e, em 1999, é criada a Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Felgueiras.

Em 2004, a Escola Superior de Tecnologia da Saúde é integrada no Instituto Politécnico do Porto.

Presidência do Politécnico do Porto

Em 2016, por ocasião do seu 31.º aniversário, o Politécnico do Porto apresentou oficialmente a sua nova imagem corporativa, segundo a qual passa a ser referido como P.PORTO. A mudança é acompanhada por uma reformulação da oferta formativa, com a criação de duas novas escolas: a Escola Superior de Hotelaria e Turismo e a Escola Superior de Media Artes e Design (ambas no Campus 2).

Escolas[editar | editar código-fonte]

Atualmente, o Politécnico do Porto é formado pelas seguintes escolas:

Campi[editar | editar código-fonte]

O Politécnico do Porto tem três campi, distribuídos por cinco cidades, em que operam oito escolas.

  • Campus 1 - Porto: Instituto Superior de Engenharia do Porto, Escola Superior de Educação, Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo, Escola Superior de Saúde (Porto); Instituto Superior Contabilidade e Administração do Porto (Matosinhos)
  • Campus 2 - Póvoa de Varzim/Vila do Conde: Escola Superior de Hotelaria e Turismo e Escola Superior de Media Artes e Design
  • Campus 3 - Tâmega e Sousa: Escola Superior de Tecnologia e Gestão

História[editar | editar código-fonte]

  • 1852 Fundação da Escola Industrial do Porto.
  • 1864 A Escola Industrial do Porto torna-se no Instituto Industrial do Porto (IIP).
  • 1886 Fundação do Instituto Industrial e Comercial do Porto.
  • 1896 Os estudos do Instituto Industrial e Comercial do Porto equiparam-se oficialmente a outros estudos superiores.
  • 1918 O Instituto Industrial e Comercial do Porto separa-se. Nascimento do Instituto Comercial do Porto.
  • 1975 O Instituto Industrial do Porto altera a designação para Instituto Superior de Engenharia do Porto (ISEP) e integra o ensino universitário.
  • 1976 O Instituto Comercial do Porto altera a designação para Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto (ISCAP) e integra o ensino universitário.
  • 1980 Fundação da Escola Superior de Tecnologias da Saúde do Porto (ESTSP).
  • 1985 Fundação do Instituto Politécnico do Porto.
  • 1985 Criação e integração no IPP da Escola Superior Música (ESM) e da Escola Superior de Educação (ESE).
  • 1988 Integração do Instituto de Superior de Contabilidade e Administração e do Instituto Superior de Engenharia, institutos que passaram para o subsistema politécnico.
  • 1990 Criação da Escola Superior de Estudos Industriais e de Gestão (ESEIG) em dois pólos, Póvoa de Varzim e Vila do Conde.
  • 1991 Grande expansão das instalações do IPP. Nomeadamente o Auditório e o Instituto de Desenvolvimento Tecnológico (IDT).
  • 1994 A ESM passa a ministrar novos cursos e passa a designar-se Escola Superior de Música, Artes e Espectáculo (ESMAE).
  • 1998 Início das Licenciaturas bietápicas. Conclusão do Edificio F do ISEP.
  • 1999 Criação da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Felgueiras (ESTGF, atualmente ESTG). Abertura do Café-Concerto da ESMAE.
  • 2000 Entrada em funções do Teatro Helena Sá e Costa e da Biblioteca Central do IPP.
  • 2001 Junção da ESEIG num único e novo pólo na fronteira entre os concelhos de Vila do Conde e Póvoa de Varzim. Espaço museológico do Instituto Politécnico.
  • 2002 Complexo desportivo do IPP.
  • 2003 Conclusão do Edifício para o Drama e Música da ESE.
  • 2004 Integração da Escola Superior de Tecnologias da Saúde.
  • 2006 Eleição de Vítor Santos como presidente do Politécnico do Porto.
  • 2010 Eleição de Rosário Gambôa como presidente do Politécnico do Porto.
  • 2015 Comemorações dos 30 anos com um conjunto alargado de iniciativas culturais pela cidade.
  • 2015 Abertura da Porto Design Factory, núcleo português da rede DFGN, e do Porto School Hotel, o primeiro hotel-escola de cinco estrelas em Portugal.
  • 2016 Apresentação da nova marca P.PORTO na Sessão Solene dos 31 anos, realizada no Teatro Municipal Rivoli.
  • 2016 ESMAE passa a designar a Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo; Extinção da ESEIG; ESTGF passa a Escola Superior de Tecnologia e Gestão; ESTSP passa a Escola Superior de Saúde e muda-se para a Asprela; Homologação das novas escolas, ESMAD e ESHT.
  • 2018 Eleição de João Rocha como presidente do Politécnico do Porto.
  • 2019 Fundação da Orquestra Clássica do Politécnico do Porto.
  • 2019 Criação do PORTIC - Porto Research, Technology & Innovation Center.
  • 2022 Inauguração do Espaço P.ARTES na Praça Marquês de Pombal, no Porto.
  • 2022 Eleição de Paulo Pereira para presidente do Politécnico do Porto.

Factos & Números[editar | editar código-fonte]

  • 20.797 estudantes, 58 licenciaturas, 65 mestrados, 36 cursos TeSP
  • 19.970 candidaturas, 3.381 colocados, 3.378 vagas iniciais, 100,1% preenchimento vagas (Dados DGES/CNAES)


Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Instituto Politécnico do Porto