Jay Vaquer

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox important.svg
Este artigo ou seção parece estar escrito em formato publicitário ou apologético.
Por favor ajude a reescrever este artigo para que possa atingir um ponto de vista neutro, evitando assim conflitos de interesse.
Para casos explícitos de propaganda, em que o título ou todo o conteúdo do artigo seja considerado como um anúncio, considere usar {{spam}}, regra n° 6 da eliminação rápida.
Jay Vaquer
Jay Vaquer
Informação geral
Nome completo Jay Vaquer
Nascimento 2 de agosto de 1975 (40 anos)
Origem Rio de Janeiro
País  Brasil
Gênero(s) Rock alternativo, Rock, MPB, Pop
Instrumento(s) Voz, Violão
Período em atividade 2000 - atualmente
Gravadora(s) Jam Music
EMI
Som Livre
Lab 344
Sony music
Página oficial http://www.jayvaquer.com.br

Jay Vaquer (Rio de Janeiro, 2 de agosto de 1975) é um cantor e compositor brasileiro. Filho de Jay Anthony Vaquer, guitarrista norte-americano, cunhado e ex-parceiro de Raul Seixas, e da cantora paraense Jane Duboc.[1]

No Twitter, seu perfil figura no Top 30 da lista “melhores do mundo”, além de ter chegado também ao 12º lugar na lista dos brasileiros mais influentes. No MySpace, seu nome aparece no Top 10 dos artistas de Pop, Rock e música alternativa mais visitados.[2]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Nascido no meio musical, aos dez anos já tocava violão e gravava jingles. Formou-se em publicidade na FAAP e como ator no Teatro Escola Célia Helena, mas a música sempre exerceu forte chamado em sua vida. Protagonizou em 2000 o musical Cazas de Cazuza, dirigido por Rodrigo Pitta, e que tinha no elenco Tatiana Parra, Débora Reis, Vanessa Gerbelli, Lulo Scroback e Bukassa Kabengele, entre outros.

Depois do sucesso do musical, lançou seu primeiro disco, "Nem Tão São", com o selo Jam Music, e de onde saíram os singles "A Miragem" e "Aponta de um Iceberg", que também viraram clipes de muita repercussão. Em 2003, gravou seu segundo álbum, "Vendo a Mim Mesmo", com o selo EMI, com treze faixas. Desse álbum saiu seu terceiro clipe, para a música "Pode Agradecer (Relationshit)", obtendo destaque novamente na MTV.

Seu terceiro álbum, "Você não Me Conhece", lançado em 2005 também pela gravadora EMI, foi o primeiro com material completamente autoral e teve como singles as faixas "Cotidiano de um Casal Feliz" (que nasceu de uma crônica escrita pelo Jay. Ao musicá-la, a faixa ficou com dez minutos. Após cortar algumas partes, chegou-se a versão que foi gravada, que tem pouco mais de 3 mins.) e "A Falta que a Falta Faz", abrindo portas para um novo veículo de divulgação, o rádio, onde teve significativa execução, principalmente nas rádios do Rio de Janeiro. Como nos trabalhos anteriores, desses singles foram realizados clipes, que foram bastante executados na MTV Brasil.[3] Em 2007 lançou "Formidável Mundo Cão", que foi masterizado por Leon Zervos. A canção "Longe Aqui" foi escolhida como a primeira música de trabalho. Neste álbum, Vaquer contou com a participação de Megh Stock na faixa "Estrela de um Céu Nublado".[4]

Em 2009 lança seu primeiro DVD (também editado em CD, pela Som Livre), com a gravação ao vivo do show "aLive in BraZil", que aconteceu no Vivo Rio para um público empolgado - e empolgante - de mais de 4.000 pessoas. No show, Jay e sua banda tocaram as principais músicas de seus 4 discos de carreira. Megh Stock também participou da versão ao vivo de "Estrela de um Céu Nublado". O DVD traz o registro de um espetáculo de caráter performático que se vale da música para entreter o espectador ao mesmo tempo em que o faz refletir sobre o que é cantado nas letras.[5]

Ainda em 2009, participou do especial "Som Brasil", programa da Rede Globo de Televisão que homenageou o cantor Renato Russo. Jay interpretou os sucessos “Pais e Filhos”, “Monte Castelo” e “Será”[6] .

Cquote1.svg "(...) se eu tivesse que escolher um homenageado acho que o Renato seria um dos escolhidos, mas tive a sorte de ter sido escolhido pra ser um dos artistas nesse Som Brasil Renato Russo, interessante que era Renato e não Legião. Eu não escolhi as músicas, quem escolhe é o programa, eu gostei por ter sido um exercício legal. Pegar canções já consagradas como 'Será' que é um hino que já virou pagode, já virou de tudo e colocar a sua cara, o seu jeito de interpretar com as harmonias e timbres é uma experiência divertida.[7] Cquote2.svg
Jay Vaquer, sobre a experiencia de ter participado do especial Som Brasil Renato Russo

Em 2010, sua mãe, Jane Duboc, gravou um CD com regravações em inglês das músicas do Jay. O CD foi intitulado Sweet Face of Love - Jane Duboc sings Jay Vaquer. Jay faz um dueto com sua mãe na música Sweet Face of Love, que é a versão de Tal do Amor.

Em julho de 2011, Jay Vaquer lança "Umbigobunker!?", seu sexto CD da carreira (quinto álbum de estúdio). Produzido pelo premiado Moogie Canazio, foi gravado e mixado em Los Angeles-CA. Apresenta 12 músicas inéditas, todas de sua autoria.[8] O trabalho, que conta com a participação especial de Maria Gadú na canção "Do Nada, me Jogaram aos Leões"[9] , foi indicado ao Grammy Latino 2012 (Categoria: "Álbum Mais Bem Produzido do Ano").

Também em 2011, a canção "Contumaz" é escrita em parceria com o músico Max Viana. Ela é a 4a faixa do 3o álbum de estúdio de Max, intitulado Um Quadro de Nós Dois.[10]

Ainda em 2011, o artista fez uma participação especial com a banda Cine em uma música do novo CD da banda chamado Boombox Arcade em uma faixa do disco chamada "Esse aqui é mais um (Sonho)".[11]

Em 2013, ele passa a cuidar do processo de criação e montagem de um musical. Na etapa de "tryouts", tinha o nome "Cinza". O espetáculo, hoje "Cem Miligramas", tem estreia prevista para o primeiro semestre de 2016 em São Paulo.

Em Julho de 2015, depois de quase um ano se dedicando ao espetáculo “Cinza”, Jay Vaquer voltou a se apresentar nos palcos com o show “Porradaria Frenética”, forma carinhosa que ele e seus fãs apelidam o show plugado do artista[12] .

No início de 2016, o artista colocou em pré-venda em seu site pessoal o seu próximo cd, intitulado Canções de Exílio, que foi lançado oficialmente no mês de maio. Deste álbum, destaca-se a canção "Legítima Defesa", que conta com a participação de Megh Stock. Trata-se da continuação de “Estrela de um Céu Nublado”, que fala sobre a trajetória de um ator que sonhava em trabalhar em Projacland. Desta vez, o mote da linha final da canção anterior tem uma reviravolta e a canção fala sobre o desdobramentos da vida deste ator.[13]

Para Renato Abê, blogueiro do jornal O Povo, "este álbum parece o ápice de sua maturidade artística e de uma liberdade criativa que atira para todos os lados e acerta bem em todos. O novo disco do Jay é diverso, atrevido, cheio de sonoridades e temas que gritam."[14]

Série "Transversões"[editar | editar código-fonte]

Em 2013, ele "inaugurou" a série "Transversões", que aborda o trabalho de outros compositores, registrando esse exercício em CDs. O primeiro volume, Antes da Chuva Chegar - Transversões: Volume 1, trouxe canções de Guilherme Arantes.[15] O álbum foi divulgado pela turnê "Dois Atos".[16]

Cquote1.svg "O "Transversões" é a ideia de gravar sempre que possível escolhendo um compositor bacana, e tentar imprimir a minha cara, o meu jeito de ver a canção, que acaba ficando uma composição autoral."[7] Cquote2.svg
Jay Vaquer, comentando sobre a Série "Transversões"

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns de Estúdio[editar | editar código-fonte]

  1. Nem Tão São - 2000
  2. Vendo a Mim Mesmo - 2004
  3. Você não Me Conhece - 2005
  4. Formidável Mundo Cão - 2007
  5. Umbigobunker!? - 2011
  6. Canções de Exílio - 2016

Série Transversões[editar | editar código-fonte]

  1. Antes da Chuva Chegar - Transversões: Volume 1 - 2013

Álbuns Ao Vivo[editar | editar código-fonte]

  1. aLive in BraZil DVD/CD - 2009

Singles[editar | editar código-fonte]

Videoclipes[editar | editar código-fonte]

Os videoclipes do Jay Vaquer foram bastante executados na MTV. Os 4 primeiros atingiram o primeiro lugar do Disk MTV[18] e três deles foram indicados ao MTV Video Music Brasil (Categoria: Videoclipe do ano)

Músicas em trilhas-sonoras de telenovelas[editar | editar código-fonte]

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Ano Indicação (Canção/Álbum) Prêmio Categoria Profissional Indicado Resultado Ref.
2001 A Miragem VMB 2001 Melhor Videoclipe do Ano: Escolha da Audiência Indicado [20]
2004 Pode Agradecer (Relationshit) VMB 2004 Melhor Videoclipe do Ano: Escolha da Audiência Indicado [21]
2005 Cotidiano de um casal feliz Prêmio Multishow de Música Brasileira Melhor Videoclipe do Ano Indicado [22] [23]
2006 Cotidiano de um casal feliz 12º Prêmio Avon Color de Maquiagem Vídeo Independente e Clipe Anderson Clarido Indicado [24] [25]
2006 A Falta que a Falta Faz VMB 2006 Melhor Videoclipe do Ano: Escolha da Audiência Indicado [26]
2010 O artista Prêmio Portal Informação Salvador Entrevista do Ano Venceu [27]
2012 Umbigobunker!? Grammy Latino 2012 Disco Mais Bem Produzido do Ano Moogie Canazio Indicado [28] [29]

Referências

  1. ego.globo.com/ Jay Vaquer - o filho de Jane Duboc também canta
  2. tomjazz.com.br/ Jay Vaquer
  3. mondobacana.com Você não conhece, mas deveria... Acessado em 01/03/2012.
  4. aumentasom Jay Vaquer. Acessado em 01/03/2012.
  5. Raphael Salgado (26/03/2010). «Matéria no Whiplash.net sobre o cd». 
  6. redeglobo.globo.com/ Som Brasil: Programa irá homenagear o cantor Renato Russo em setembro
  7. a b acessocultural.com/ Entrevista com o cantor Jay Vaquer
  8. «Biografia Jay Vaquer no site da gravadora Lab344». 
  9. vistolivre.xpg.com.br Maria Gadú e Jay Vaquer juntos em ‘Umbigobunker!?. Acessado em 01/03/2012.
  10. maxviana.com.br/ Max Viana - Um Quadro de Nós Dois
  11. gazetadopovo.com.br Banda Cine revela capa de novo disco. Acessado em 01/03/2012.
  12. gleep.com.br/ Jay Vaquer apresenta “porradaria frenética” em São Paulo
  13. noiselessmusic.wordpress.com/ Jay Vaquer- Canções de Exílio
  14. opovo.com.br/ Jay Vaquer: o glorioso retorno de quem sempre esteve aqui
  15. virgula.uol.com.br/ Entrevista exclusiva: Jay Vaquer
  16. sesisp.org.br/ Jay Vaquer - Dois Atos
  17. a b efeitocubo Boys Don't Cry, por Jay Vaquer. Acessado em 01/03/2012.
  18. djsound.virgula.uol.com.br/
  19. resumonovelas.com.br/ Trilha-sonora da novela Amigas & Rivais
  20. mtv.uol.com.br/ VMB 2001
  21. universomusical.com.br/ Confira os indicados e vencedores do VMB 2004
  22. radiopovo.com.br Jay Vaquer: 'Sou uma carta fora do mercado'
  23. popline.mtv.uol.com.br
  24. musica.terra.com.br/ 3 Videoclipes concorrem ao Prêmio Avon Color de Maquiagem'
  25. mulher.uol.com.br/ "Oscar da maquiagem" premia make de desfile da Neon. Veja os outros vencedores
  26. jovempanfm.virgula.uol.com.br/ VMB 2006
  27. jornalinformacao.com/ Vencedores: Premiação 2010
  28. musicao.com.br/
  29. musica.uol.com.br/ Especial "Ivete, Gil e Caetano" é indicado em três categorias principais do Grammy Latino 2012

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Accordrelativo20060224.png Este artigo sobre um(a) músico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.