Jornalismo de bairro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde dezembro de 2009). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

O jornal de bairro ou jornalismo local, como alguns costumam e preferem chamar, é a forma de jornalismo destinada a princípios de participação e atuação regional, de pequena abrangência territorial. Não visa nem aborda os fatos veiculados pela grande mídia, que às vezes mantém interesses particulares atrás de suas entrelinhas, fotografias e editoriais.

Geralmente é modesto, não passa de cinqüenta páginas no formato tablóide ou trinta em Standard. É muito comum também existirem jornais em formato de boletins e/ou produzidos de forma manual, impressos em offset e reproduzidos em fotocópias por entidades de bairro, grupos de estudantes de comunicação, atuantes ou ativistas de movimentos sociais diversos e jornalistas que não se identificam com os principais veículos de imprensa.

Existe ainda a distribuição dos populares fanzines (boletins ou revistas com editorial underground), criados por jovens que buscam mostrar sua opinião e insatisfação com vertentes ideológicas próprias.

Na televisão, um programa de referência é o Globo Comunidade, da TV Globo.