Paparazzo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Fotógrafos paparazzi

Paparazzo[1] (no plural, paparazzi) é uma palavra derivada da língua italiana utilizada para designar os repórteres que fotografam famosos sem a sua autorização, expondo em público as suas actividades no seu quotidiano.

Normalmente, o paparazzo é um repórter fotográfico bastante indiscreto e comumente torna-se alvo da fúria das celebridades que são flagradas a fazer algo que achem fora do comum, ou mesmo durante um gesto mais informal. Após conseguir as fotografias os paparazzi podem vendê-las a imprensa por valores significativos (que podem variar em função da fama da celebridade da situação em que se encontrava no momento em que foi fotografada).

O termo deriva de uma metáfora e uma sinédoque do escritor Ennio Flaiano que descreve os fotógrafos, comparando a lente da câmera à abertura e fecho do corpo dos moluscos, são chamadas no dialeto abruzzese de, "Paparazze", referindo-se, por extensão à pessoa por detrás da câmera.[carece de fontes?] Haveria ainda um grande mosquito siciliano denominado "paparaceo"[carece de fontes?]}.[2]

A palavra foi popularizada no cinema. No filme La dolce vita (1960), de Federico Fellini, o jornalista Marcello Rubini (representado por Marcello Mastroianni) era acompanhado pelo fotógrafo Signore Paparazzo (Walter Santesso).

No Brasil[editar | editar código-fonte]

No Brasil, um dos mais antigos paparazzi é o carioca Carlos Sadicoff. Ele começou sua carreira de fotógrafo de celebridades em meados da década de 1980, e tem em seu currículo fotos reproduzidas em jornais do exterior, particularmente os tabloides ingleses "The Sun" e "Daily Mirror".[3]

Paparazzo na cultura popular[editar | editar código-fonte]

  • Paparazzi, filme relacionado à vida de um astro de cinema que é perseguido por paparazzi inescrupulosos.
  • Em agosto de 1997, a princesa Diana foi morta em uma perseguição de paparazzi.

Referências

  1. Dicionário escolar da língua portuguesa/Academia Brasileira de Letras. 2ª edição. São Paulo. Companhia Editora Nacional. 2008. p. 945.
  2. CABRAL, Bruno Fontenele. "Paparazzi": considerações sobre o direito à privacidade das celebridades ("right to privacy") nos Estados Unidos. Jus Navigandi, Teresina, ano 16, nº 2759, 20 jan. 2011. Disponível em: <http://jus.com.br/artigos/18312>. Acesso em: 16 ago. 2013.
  3. MONTEIRO, Karla. (2007). Sombras da fama. "Revista O Globo". 22 de abril de 2007. P.25.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Paparazzo