Jornalismo cultural

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde janeiro de 2016)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.

Jornalismo cultural é o nome dado à especialização da profissão jornalística nos fatos relacionados à cultura local, nacional e internacional, em suas diversas manifestações - como artes plásticas, música, cinema, teatro, televisão, folclore e afins. Os textos escritos para a editoria de cultura podem trazer ueflexõesma reflexão sobre os movimentos culturais, aspectos históricos e características com aprofundamento.

As primeiras coberturas de cultura surgiram por volta do século XVIII, na França, com os panfletos literários e revistas dirigidas especificamente para o público feminino. Algumas das referências em jornalismo de música pop são a estadunidense Rolling Stone e a britânica New Musical Express: NME.

No Brasil, a maior parte dos grandes jornais dedica à cultura um caderno diário, geralmente encartado junto ao caderno principal — é o caso do Jornal do Brasil (Caderno B), do Diário do Nordeste (Caderno 3), da Folha de S.Paulo (Folha Ilustrada), do O Povo (Vida & Arte), de O Estado de S. Paulo (Caderno 2) e de O Globo (Segundo Caderno). Outros publicam um caderno semanal, como os diários económicos Gazeta Mercantil, Valor Económico e o Jornal do Commercio.

Temas[editar | editar código-fonte]

As pautas do jornalismo cultural incluem toda a área econômica, do direito, música, artes plásticas, teatro, televisão e a cobertura de eventos (festivais, exposições, vernissages), as instituições que geram produtos e fatos (produtoras de cinema, estúdios, galerias, museus, bibliotecas, teatros, gravadoras), as políticas públicas para a área (secretarias e ministérios da Cultura e da Educação) e o dia-a-dia do sector.

Para receber notícias de cultura estrangeira, os veículos geralmente dependem de agências de notícias. Em alguns casos possuem correspondentes estrangeiros ou enviam jornalistas aos países.

Fontes[editar | editar código-fonte]

Como na maior parte das especializações jornalísticas, as fontes do jornalismo cultural são divididas entre protagonistas (artistas, produtores culturais, curadores, empresários) e autoridades (secretários de cultura, funcionários públicos, directores de fundações, museus e bibliotecas).

Crítico cultural[editar | editar código-fonte]

Ver também o tópico específico: Crítica.

Uma função específica do jornalismo cultural é o crítico, que escreve análises críticas e comentários sobre determinada obra ou artista. Geralmente, o crítico se especializa numa determinada arte ou estilo e procura ter um sólida formação teórica (ou académica) para fundamentar as suas opiniões. O texto da crítica é normalmente subjectivo, mas com fundamento. Pela informação técnica que o crítico coloca em suas matérias, o leitor terá mais dados para fazer a sua própria avaliação.

Entre os críticos culturais mais relevantes do Jornalismo, destacam-se:

Referências bibliográficas[editar | editar código-fonte]

  • ABREU, Alzira Alves de . Os suplementos literários: os intelectuais e a imprensa nos anos 50. In: ABREU, Alzira Alves de et al. (orgs.) A imprensa em transição: o jornalismo brasileiro nos anos 50. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 1996.
  • ALZAMORA,Geane. Comunicação e cultura na internet: em busca de outros jornalismos culturais. Tese de doutorado em Comunicação e Semiótica, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, 2005, 206 pgs.
  • AUGUSTO, Sérgio. Lado B. Rio de Janeiro: Record, 2001.
  • MARTINS, Maria Helena. Rumos da Crítica. São Paulo: Senac/Itaú Cultural, 2000.
  • PIZA, Daniel. Jornalismo Cultural. São Paulo: Contexto, 2003.
  • RIVERA, Jorge B. Periodismo Cultural. Buenos Aires: Paidos, 2000.
  • SEGURA, Aylton. GOLIN, Cida. ALZAMORA, Geane. O que é Jornalismo Cultural.
  • SIQUEIRA, Denise da Costa Oliveira e SIQUEIRA, Euler David. Jornalismo Cultural: espaço para reflexão sobre a noção de cultura. Trabalho apresentado ao XXVII Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação (Intercom 2004).
  • VILLA, María J. El Periodismo Cultural: reflexiones y aproximaciones. Revista Latina de Comunicación Social, jun 1998, n. 6, La Laguna (Tenerife).
  • VILLA, María J. Una Aproximacíon Teórica al Periodismo Cultural. Revista Latina de Comunicación Social, Nov 2000, n. 35 La Laguna (Tenerife).

Ligações externas[editar | editar código-fonte]