Marcelo Sebá

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Marcelo Sebá
Nome completo Marcelo Sebastião Luz Barroso
Nascimento 18/01/1969
Rio de Janeiro-RJ
Nacionalidade Brasileiro

Marcelo Sebastião Luz Barroso (Rio de Janeiro-RJ, 18 de janeiro de 1969) é um diretor, roteirista, produtor e empresário brasileiro.

É diretor do documentário Fédro[1], que estreia no segundo semestre de 2021. O documentário registra o reencontro entre o ator Reynaldo Gianecchini e seu mentor, o diretor José Celso Martinez Corrêa, para a primeira leitura do diálogo “Fedro”, de Platão.

Sebá foi o primeiro brasileiro a assumir a direção criativa do Calendário Pirelli, em 2009. A publicação contou com a participação do fotógrafo Terry Richardson e das modelos Ana Beatriz Barros e Gracie Carvalho, Abbey Lee Kershal, Daisy Lowe e Miranda Kerr.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Marcelo Sebá nasceu no Rio de Janeiro em 18 de janeiro de 1969. Cresceu em Santa Cruz, região suburbana do Rio de Janeiro.

Estudou na Escola Municipal Coronel Berthier que fica na Base Aérea de Santa Cruz.

Na juventude mudou-se para o bairro do Leblon para fazer um curso de inglês. Lá conheceu a atriz Bel Kutner que o apresentou para a também atriz Dina Sfat. Após algum tempo, Marcelo se mudou para a casa de Dina Sfat, ficando amigo de sua família. Por influência deles, começou sua formação na escola de teatro O Tablado.

Tem em sua trajetória profissional a produção de teatro, dança, shows, álbuns musicais, campanhas publicitárias e cinema, junto aos artistas Lilia Cabral, Pedro Cardoso, Miguel Falabella, Cláudia Jimenez, Taís Araújo, Arlete Salles, Carolina Ferraz, Bibi Ferreira e outros.

Em 2000, fundou a primeira agência especializada em moda e comportamento do Brasil, onde fez campanhas e filmes publicitários para marcas como Cavalera, Ellus[2][3], Forum, Sergio K, entre outras.[4][5][6]

Foi diretor de marketing da marca italiana Diesel no Brasil, entre os anos 2001 e 2008 [3].

Em 2007, foi produtor associado do filme "O Cheiro do Ralo" (2007), estrelado por Selton Mello e dirigido por Heitor Dhalia.[7]

Fez a direção de arte do calendário Pirelli no ano de 2010. A publicação contou com a participação do fotógrafo Terry Richardson e das modelos Ana Beatriz Barros e Gracie Carvalho, Abbey Lee Kershal, Daisy Lowe e Miranda Kerr.

Trabalhou como editor adicional do livro “Lady Gaga X Terry Richardson[8][9], lançado em 2011. O livro é um documentário onde foi registrado os bastidores, eventos profissionais e privados da turnê “The Monster Ball Tour”, da cantora americana Lady Gaga.

Em 2017, assinou a direção criativa e roteiro de "Vai Malandra"[10][11], de Anitta e o documentário "Tudo Vai Dar Certo", com o rapper trans Triz Rutzats. Dirigiu vídeos publicitários para as marcas Sergio K e Cavalera[12].

Em 2018 dirigiu e roteirizou os videoclipes "Solta a Batida" de Ludmilla[13][14] e "Sou+EU" de Gaby Amarantos[15].

Em 2020 dirigiu os curtas “Vidas Roubadas”, com Carolina Ferraz, Mariana Ximenes e Joaquim Lopes e “Amado Fédro”, com José Celso Martinez Corrêa.

Em 2021 dirigiu “FÉDRO”, documentário poético que promove o reencontro entre o ator Reynaldo Gianecchini e seu mentor, o diretor José Celso Martinez Corrêa, para a primeira leitura do diálogo “Fedro”, de Platão, adaptado por Zé Celso[16][17][18].

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Filmes[editar | editar código-fonte]

2021 – Fédro (diretor)

2007 – O Cheiro do Ralo (produtor associado)

1992 – Oswaldianas (ator)

Curtas[editar | editar código-fonte]

2020 – Vidas Roubadas (diretor)

2020 – Amado Fédro (diretor)

2018 – Narciso, com Jon Kortajarena (direção)

2017 – Tudo Vai Dar Certo de Triz Rutzats (roteiro e direção artística)

Vídeos Musicais[editar | editar código-fonte]

2018 – Solta a Batida de Ludmilla (roteiro e direção)

2018 – Sou+Eu de Gabi Amarantos (roteiro e direção)

2017 – Vai Malandra de Anitta (roteiro e direção artística)

1995 – Veneno da Lata de Fernanda Abreu (assistente de direção)

1995 – Brasil é o país do swing de Fernanda Abreu (assistente de direção)

Teatro e Dança[editar | editar código-fonte]

2007 – O Manifesto com Eva Wilma e Othon Bastos (produção)

1994 – Vulcão da Companhia de Dança Deborah Colker (produção executiva)

1993 – Solteira, Casada, Viúva, Divorciada com Lilia Cabral (produção)

Música[editar | editar código-fonte]

1997 – Da Lata de Fernanda Abreu (produção executiva)[3]

1995 – Raio X de Fernanda Abreu (produção executiva)[3]

Publicidade[editar | editar código-fonte]

- 2017 – Elevação – Cavalera (direção criativa)

- 2017 – Sérgio K – No Exit com Vivi Orth e Pietro Baltazar (direção)

- 2016 – Carmim com Caian Maroni (direção)

- 2012 – Verão 2012 Bo.Bô com Georgia May Jagger (direção criativa) [19]

- 2012 – Sérgio K – Fall Winter

- 2011 – Sérgio K – Fall Winter

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

2011 – Lady Gaga X Terry Richardson (direção de arte)[3][20]

2007 – Rio Cidade Maravilhosa em parceria com Terry Richardson


Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Fédro (2021) - IMDb (em inglês), consultado em 14 de setembro de 2021 
  2. «Folha de S.Paulo - Bastidores - 05/07/99». www1.folha.uol.com.br. Consultado em 14 de setembro de 2021 
  3. a b c d e SA, Trip Editora e Propaganda (fevereiro de 2009). Tpm. [S.l.]: Trip Editora e Propaganda SA 
  4. «Jornal do Brasil (RJ) - 2000 a 2009 - DocReader Web». memoria.bn.br. Consultado em 14 de setembro de 2021 
  5. «Jornal do Brasil (RJ) - 2000 a 2009 - DocReader Web». memoria.bn.br. Consultado em 14 de setembro de 2021 
  6. «Marcelo Sebá e seus projetos». Glamurama. 3 de junho de 2009. Consultado em 14 de setembro de 2021 
  7. «FILMOGRAFIA - O CHEIRO DO RALO». bases.cinemateca.gov.br. Consultado em 14 de setembro de 2021 
  8. «Marcelo Sebá e a intimidade de Lady Gaga | Terraço Paulistano». VEJA SÃO PAULO. Consultado em 14 de setembro de 2021 
  9. «Olhem q trio! @MarceloSeba, @ladygaga e @Terry_World. O livro de fotos da Gaga ficou incrível!». Glamurama. 24 de novembro de 2011. Consultado em 14 de setembro de 2021 
  10. «Anitta em 'Vai Malandra': política, sororidade e Swarovski | VEJA Gente». VEJA. Consultado em 14 de setembro de 2021 
  11. «Anitta bate recordes no Spotify, YouTube e iTunes com "Vai Malandra"». Canaltech. 20 de dezembro de 2017. Consultado em 14 de setembro de 2021 
  12. «Blog Cavalera». Consultado em 14 de setembro de 2021 
  13. «"Solta a Batida": O que podemos esperar do novo single da Ludmilla?». POPline. 4 de janeiro de 2018. Consultado em 14 de setembro de 2021 
  14. «Ludmilla é a rainha do rebolado no clipe de Solta a Batida». Capricho. Consultado em 14 de setembro de 2021 
  15. «Diretor usa clipe de Amarantos para dar representatividade a negro e índio». VEJA. Consultado em 14 de setembro de 2021 
  16. «'Futuro do Oficina está definido', diz Zé Celso». Dia Online. 4 de dezembro de 2018. Consultado em 14 de setembro de 2021 
  17. «Reynaldo Gianecchini: nudez debaixo das cobertas | VEJA Gente». VEJA. Consultado em 14 de setembro de 2021 
  18. «Reynaldo Gianecchini fala sobre as rugas dos 46 anos, a alma sedutora e a vontade de quebrar preconceitos». O Globo. 29 de setembro de 2019. Consultado em 14 de setembro de 2021 
  19. «Georgia May Jagger, filha de Mick Jagger, desembarca em São Paulo». Extra Online. 26 de maio de 2011. Consultado em 14 de setembro de 2021 
  20. «Marcelo Sebá e a intimidade de Lady Gaga | Terraço Paulistano». VEJA SÃO PAULO. Consultado em 14 de setembro de 2021