Mastite

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde maio de 2010).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Pode encontrar ajuda no WikiProjeto Medicina.

Se existir um WikiProjeto mais adequado, por favor corrija esta predefinição.

Mastite
Classificação e recursos externos
CID-10 N61
CID-9 611.0
DiseasesDB 7861
MedlinePlus 001490
MeSH D008413
Star of life caution.svg Aviso médico

Mastite é a inflamação da glândula mamária. É denominada como mastite puerperal quando ocorre no pós-parto a mães que estejam amamentando, e não-puerperal em casos distintos do pós-parto. A mastite pode ocorrer em homens, mas é rara. O câncer de mama tem sintomas similares a mastite. A mastite crônica é caracterizada por nódulos não cancerosas na mama. A mastite é também uma condição muito comum na medicina veterinária.

Tipos[editar | editar código-fonte]

Mastite Puerperal[editar | editar código-fonte]

Causada pela obstrução dos ductos mamários no período da amamentação. Pode causar áreas dolorosas nas mamas ou nos mamilos causando febre. Amamentar é a maneira mais eficaz de remover a obstrução e aliviar os sintomas, e não é prejudicial ao bebê. A presença das rachaduras nos mamilos causadas pela amamentação aumenta a probabilidade da infecção. Em alguns casos a febre pode tornar-se severa, requerendo tratamento antibiótico. Em dez por cento dos casos os abcessos necessitam ser drenados cirurgicamente. Massagem e aquecimento local antes da amamentação são indicados pelo favorecimento na abertura dos ductos.

Mastite não-puerperal[editar | editar código-fonte]

Em muitos casos a mastite não-puerperal começa como uma inflamação não bacterial. Quando se torna cronica, requer intervenção cirúrgica repetidamente. Na maioria dos casos o tratamento antibiótico é eficaz.

Câncer de mama[editar | editar código-fonte]

Há um tipo muito agressivo de câncer de mama que apresenta sintomas semelhantes a mastite. Conseqüentemente, se os sintomas da mastite persistem, deve-se realizar uma biópsia.

Sintomatologia da mastite puerperal[editar | editar código-fonte]

A sintomatologia depende da porção afetada, porém pode apresentar:

  • enrugamento mamário;
  • hipertemia;
  • dor.

Dicas úteis: Mamadas frequentes; Verificar a pega; Durante a mamada aplique um saco com água quente. Se possível, pedir a alguém para segurar o saco de água quente; Começar a mamada pela mama não afectada, mas logo que o reflexo de ocitocina de active (imagine o leite a fluir), mude de imediato para a mama afectada; Massajar com a ponta de dois dedos no local do nódulo no sentido da saída do leite; Ao amamentar a mãe deve mudar as posições de maneira a que o leite possa ser igualmente bem drenado em todos os quadrantes da mama. Ajuda a inclinar o corpo para o lado oposto do nódulo. Se a amamentação for difícil, retirar o leite manualmente com frequência.

Tratamento: Instalado o processo, geralmente a conduta é:

  • antibioticos, se necessário;
  • dieta seca para diminuir a produção de leite;
  • aplicação de calor no local;
  • analgésico e antitérmico.

Referências[editar | editar código-fonte]