Maurício Picarelli

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Emblem-scales.svg
A neutralidade deste artigo ou se(c)ção foi questionada, conforme razões apontadas na página de discussão.
NoFonti.svg
Esta biografia de uma pessoa viva cita fontes confiáveis e independentes, mas elas não cobrem todo o texto. (desde setembro de 2016) Ajude a melhorar esta biografia providenciando mais fontes confiáveis e independentes. Material controverso sobre pessoas vivas sem apoio de fontes confiáveis e verificáveis deve ser imediatamente removido, especialmente se for de natureza difamatória.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Maurício Picarelli
Nascimento 25 de abril de 1947
Bauru, SP
Nacionalidade brasileira
Ocupação jornalista, radialista, político, pastor evangélico
Página oficial
https://picarellidoceu.blogspot.com

Maurício Picarelli (Bauru, 24 de abril de 1947) é um jornalista, pastor evangélico e político brasileiro.[1]

Desde 1987 é deputado estadual por Mato Grosso do Sul. Picarelli é o campeão de Leis propostas e aprovadas no Mato Grosso do Sul[2]

Na TV MS Record,apresentou o programa Picarelli com Você, na televisão e na rádio FM Cidade.

É missionário evangélico ligado a Igreja Batista Brasileira onde há mais de 15 anos dirige um culto todas as terças-feiras intitulado "Terça Nobre".

É conhecido por bordões como: "Picarelli do Céu", "Minhas comadres e meus amigos", "Aqui tem tereré na guampa", "Não assine nada sem ler", "Não pague nada sem recibo", "Contrato verbal não tem valor".

Vida Pessoal[editar | editar código-fonte]

O deputado estadual Maurício Picarelli (PSDB) nasceu em Bauru (SP) em 1947 e atualmente está no oitavo mandato na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul. É formado em Direito e tem DRT de jornalista e radialista, além de carteira da FENAJ - Federação Nacional de Jornalistas. É afiliado ao Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Radiodifusão, Televisão, Publicidade e Similares em Mato Grosso do Sul - Sintercom.

Tem dois filhos e é casado com Magali Picarelli, que foi vereadora de Campo Grande por cinco mandatos.

É evangélico e pertence à Primeira Igreja Batista de Campo Grande. Maurício Picarelli também tem forte atuação nas bases da comunidade evangélica. Há mais de 20 anos é missionário da 1ª Igreja Evangélica Batista de Campo Grande e preside o ministério “Movido para Cristo” e prega no culto da “Quarta Nobre com Cristo” todas as noites de quarta-feira, após 19 anos sendo pregador da “Terça Nobre com Cristo”.

Vida Política[editar | editar código-fonte]

Desde o ingresso na Casa de Leis em 1984, Picarelli já compôs as Comissões de Constituição Justiça e Redação; de Defesa dos Direitos do Consumidor; de Trabalho, Cidadania e Direitos Humanos; de Saúde e Seguridade Social; de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável; de Desenvolvimento Econômico; de Acompanhamento da Execução Orçamentária; Finanças e Orçamento; do Mercosul; e de Controle de Eficácia Legislativa.

Outro fator relevante que proporcionou maior visibilidade do parlamentar foi a presidência da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Enersul em 1997, que apurou o processo de privatização da estatal responsável pelo fornecimento de energia elétrica. Em 2001 presidiu a CPI da Segurança e foi relator da CPI do Reverendo Moon. Em 2005, Picarelli presidiu a CPI da Desnutrição e Mortalidade Indígena. Em 2011 foi a vez do deputado presidir a CPI da Construção Civil. O deputado Picarelli também foi presidente da União Nacional dos Legislativos e Legisladores Estaduais - Unale, do presidente do Parlamento do Sul – Parlasul.

Exerce a função de Corregedor Geral na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul desde 2001.

Televisão e rádio[editar | editar código-fonte]

A relação de Picarelli com os meios de comunicação começou muito antes da vitória nas urnas. Aos 14 anos, ele começou a trabalhar na rádio Auri-Verde, em Bauru (SP), onde era office-boy. Em julho de 1963, Picarelli passou a exercer a função de operador e técnico de som por alguns anos até assumir o microfone. Ele calcula mais de 50 anos de profissão junto aos meios de comunicação em São Paulo e no Mato Grosso do Sul. Em 1967, Maurício Picarelli desempenha a primeira atividade profissional na televisão ao ser cameraman das Organizações Victor Costa, no período de integração à Rede Globo.

Ainda em Bauru, em março de 1969, ingressa como locutor na rádio Terra Branca permanecendo por quatro anos. Em 1973, o radialista passa pelas rádios Urubupungá e Piratininga de Bauru. Em 1975 retorna a Auri-Verde. Em 1980 volta para a rádio Terra-Branca onde se torna editor de jornalismo, cargo que ocupou até 1982. Um mês após sair de Bauru, em setembro de 1982, Picarelli assume a função de locutor, apresentador e animador na Rádio Cultura AM de Campo Grande. Em 1984, Picarelli começou a apresentar o programa que o consagrou na televisão regional: O Povo na TV, conhecido formato utilizado pelo SBT em diversas praças do Brasil. Na época, ele substituía Jonathan Barbosa (PMDB) que ocupava o cargo de deputado estadual. No mesmo período, apresentava também o programa “O Povo se Defende”, na Rádio Cultura AM, e promovia festas, shows e eventos nos clubes e nos bairros da cidade. Durante o período eleitoral fazia showmícios para candidatos.

Fazia 28 dias que eu estava em Campo Grande e o Antônio João Hugo Rodrigues [do grupo Correio do Estado] me contratou para fazer programa na Rádio Cultura [inicialmente]. (...) eu fiz 60 comícios para a campanha do Juvêncio [ex-prefeito de Campo Grande]. Dali dois anos o Antônio João Hugo Rodrigues fez o convite para eu ser deputado. Não era a minha intenção. Não tinha pensado nisso. Ele falou que queria que eu fosse deputado para ser o representante do grupo, da Rede. Eu falei que iria conversar com a Magali. E ele disse que se eu não fosse, ele teria que arranjar outra pessoa. “Você tem o perfil que eu quero”. (Depoimento Maurício Picarelli).[3]

Em três décadas de rádio no Mato Grosso do Sul, o deputado Picarelli também esteve à frente dos programas “Picarelli com Você” que passou pelas rádios Difusora AM Pantanal 1840; FM Moreninhas 106,3 KHZ e aos sábados na FM Capital 95,9KHZ. Em 2011, Picarelli ingressa no programa de maior audiência da FM Blink 102,7: o Café com Blink. Em razão da falta de tempo para conciliar as agendas como parlamentar e comunicador, o político-apresentador decidiu sair do rádio. No entanto, ele já apresentava dois programas de televisão. Na televisão, Maurício Picarelli apresentou “O Povo na TV” no período de 1984 a 2006. Após oito meses, o parlamentar levou o “Picarelli com Você” para a TV Guanandi, emissora afiliada a Rede Bandeirantes.

Ficheiro:Picarelli com você.jpg
Material de divulgação do programa Picarelli com Você

A partir de fevereiro de 2007, o parlamentar passou a apresentar o programa “Picarelli com Você”, exibido de segunda a sexta na TV Guanandi, afiliada da Band. Paralelamente, em julho de 2007, Picarelli apresenta um programa de entrevista e debate na TV a cabo chamado “Conversa Cruzada” no canal Agromix (canal 36 da Net) com a proposta de debater com convidados assuntos factuais da época como a instalação de usinas de álcool em Mato Grosso do Sul, a pena de morte e o impacto do rateio de ICMS entre os municípios. A atração permaneceu no ar até 2008, quando o apresentador teve que deixar a apresentação devido às exigências da Legislação Eleitoral.

Em janeiro de 2010, o “Picarelli com Você” é levado para a Record MS. Concomitantemente, a partir de outubro de 2011, o político-apresentador estreia também na Record o “Picarelli Debate”, um programa transmitido aos sábados das 11h às 12h30. A atração regional também reunia especialistas para debater sobre um tema polêmico, como a maioridade penal e a situação da saúde no Estado, permanecendo na grade de programação por sete meses. No início de 2012, o “Picarelli com Você” teve remodelagem no cenário acompanhando grande parte das atrações da Record MS. Para o deputado, mais uma vez, houve a oportunidade de apresentar um segundo programa o Balanço Geral36, que era transmitido há três anos pela emissora.

Após a reeleição obtida em 2014 e a retomada do “Picarelli com Você”, em janeiro de 2015, Picarelli começa a apresentar também o “Cidade Alerta Mato Grosso do Sul” (das 18h10 às 19h40, de segunda à sexta-feira). O político-apresentador explica que a maioria das praças da Record pelo Brasil adotava o nome “Cidade Alerta” ao invés de “Balanço Geral” na grade de programação. Picarelli optou por voltar ao ar com o segundo programa no início das noites com o “Cidade Alerta - Mato Grosso do Sul”.

Com força total, Picarelli deixa em meados de 2016 a TV Record MS, para assumir em novembro o programa Mauríco Picarelli na TV Interativa (também chamada de TVI) , uma emissora de televisão brasileira instalada em Campo Grande, afiliada a Rede Bandeirantes , canal 13. Em 29 de setembro de 2017 Picarelli deixa a emissora e passa a apresentar um programa na plataforma digital OE10, do jornal O Estado de Mato Grosso do Sul. Poucos meses depois ele migra a programação on-line para a RIMS - Rede Interativa de Mato Grosso do Sul, onde apresenta até julho de 2018 o Garagem Picarelli.

Produção Legislativa[editar | editar código-fonte]

Ficheiro:Picarelli Projetos.jpg
Picarelli é conhecido por ter o maior número de Leis aprovadas em Mato Grosso do Sul

Como fruto do seu trabalho, Picarelli sempre destaca a atuação com Projetos de Lei, Indicações e outras atividades dentro da Assembleia Legislativa. No último mandato concluído, entre os anos de 2011 e 2014, por exemplo, foram catalogadas 564 proposições, índice acima da média entre os parlamentares. Foram 49 Projetos de Leis, 15 Projetos de Resoluções e 350 Indicações.

Em 2.018, ele apresentou 10% dos projetos de leis da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul.

Picarelli é o campeão de Leis propostas e aprovadas no Mato Grosso do Sul[4].

A produção legislativa de Picarelli abrange diversas áreas, com foco para a Saúde, Educação, Idoso, pessoas com Deficiência, Segurança Pública, Meio Ambiente e Defesa do Consumidor e Mulher.

Uma das primeiras legislações sobre HIV/Aids no Brasil é de autoria de Picarelli.

Além disso, o deputado destina emendas parlamentares para diversas entidades em todo o Estado para auxiliar no funcionamento e na prestação de serviço à comunidade nas áreas de Educação, Saúde e Assistência Social.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Picarelli assina contrato com a TV MS Record para reforçar o jornalismo da emissora
  2. «Deputado é recordista em Leis Aprovadas no MS». Gazeta Morena. 8 de agosto de 2018. Consultado em 9 de agosto de 2018 
  3. Pereira, M. S. (2015). «Da sua Casa para a Urna: um Estudo Sobre a Recepção do Programa "Picarelli com Você"». UFMS. Consultado em 9 de agosto de 2018 
  4. «Deputado é recordista em leis aprovadas». Gazeta Morena. 8 de agosto de 2018. Consultado em 9 de agosto de 2018 
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) jornalista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.