Bauru (sanduíche)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
A fachada do Restaurante Ponto Chic onde foi inventado o sanduíche Bauru (Paissandu)

O bauru é um sanduíche de origem paulista, inventado por Casimiro Pinto Neto. O sanduíche, criado em 1937 no restaurante Ponto Chic (localizado no Largo do Paysandu, na cidade de São Paulo), logo se tornou popular e foi batizado com a alcunha de seu criador, que recebeu este apelido em referência à cidade em que nasceu (Bauru).[1]

Casimiro, que era estudante de Direito e frequentava o tradicional bar Ponto Chic, em uma noite do ano de 1937, resolveu criar um prato novo depois de ler o livreto "“Livro das Mamãezinhas”, escrito por Wladimir de Toledo Piza. Com as dicas deste livro, ele orientou o chapeiro do local a produzir o sanduíche.[1]

Patrimônio[editar | editar código-fonte]

o bauru original

O sanduíche possui variações de ingredientes em várias localidades do Brasil, principalmente nos tipos de queijos usados, porém, a receita original credencia como um patrimônio cultual, tanto da cidade de Bauru como do estado de São Paulo.

Cidade de Bauru[editar | editar código-fonte]

A receita original, que foi oficializada pela Câmara de Bauru (lei municipal n°4314, de 24 de junho de 1998) como selo de qualidade, consiste em um pão francês com rosbife, fatias de tomate, picles, queijo derretido em banho-maria (mussarela), orégano e sal.[2]

Existem poucas autorizações oficiais da prefeitura para a comercialização do Bauru original, como o próprio Bar Ponto Chic e o Bar Skinão (da cidade de Bauru). Inclusive, o Skinão já virou ponto turístico da cidade.[3]

Patrimônio estadual[editar | editar código-fonte]

Em dezembro de 2018, o sanduíche foi declarado patrimônio imaterial do Estado de São Paulo, pela Lei n° 16.914/2018, sancionada pelo então governador Márcio França.[4]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «A história do bauru, o sanduíche que sem tomate é misto». Jornal O Estado de S. Paulo. 15 de setembro de 2015. Consultado em 8 de março de 2019 
  2. «LEI N° 4314 DE 24 DE JUNHO DE 1998 - Autoriza o Poder Executivo a tomar as medidas necessárias para o registro do Sanduíche Bauru» (PDF). Jornal O Estado de S. Paulo. 24 de junho de 1998. Consultado em 8 de março de 2019 
  3. «Bar que colocou o lanche bauru no mercado completa 90 anos». Portal G1. 27 de março de 2012. Consultado em 8 de março de 2019 
  4. «Sanduíche Bauru agora é patrimônio do Estado». Portal JCNet. 13 de janeiro de 2019. Consultado em 8 de março de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre culinária é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.